4 tipos de traição que destroem relacionamentos e não são infidelidade (IMPERDÍVEL)

4 tipos de traição que destroem relacionamentos e não são infidelidade (IMPERDÍVEL)
Avalie esse artigo

Cometer adultério, ou seja, ter uma relação extraconjugal, não é a única maneira de trair alguém. A propósito, para muitas pessoas há outros tipos de traição que são tão graves quanto ou ainda piores para quebrar o vínculo de intimidade e de afetividade.

Ao longo da história da humanidade, episódios de traição sempre aconteceram e ainda acontecem. Num sentido mais amplo que apenas a infidelidade sexual entre um casal, percebemos também que há traições familiares, nas amizades, advindas de colegas de trabalho ou de escola, entre outros.

Não é à toa que a expressão “Até tu, Brutus?” é utilizada para questionar uma pessoa quando ela nos surpreende com uma atitude errada e desleal. Sua origem remonta ao episódio da Roma Antiga em que Marcus Junius Brutus golpeou o próprio pai, Júlio César, pelas costas.

De qualquer forma, esse tipo de postura é sempre amarga e temos muita dificuldade de aceitá-la. Traições, ainda que sejam não-sexuais, podem arruinar um casamento ou um namoro.

Por isso, hoje vamos conversar sobre outros tipos de traição que podem destruir um relacionamento.

 

1. Revelar segredos constrangedores, menosprezar ou falar mal do cônjuge

 

Você sabe que a pessoa ao seu lado não é perfeita, assim como você também sabe que não é. Os defeitos do cônjuge são ao menos toleráveis, tendo em vista o fato de que escolhemos essa pessoa para amar e respeitar.

Quanto mais tempo passamos junto com alguém, maior é a possibilidade de percebermos erros repetitivos e que nos desapontam. Além disso, nenhuma relação é um mar de rosa sem espinhos. É normal nos irritarmos, ficarmos desgastados e desabafar sobre isso.

Ainda que tenhamos uma profunda admiração pela pessoa amada, nada impede que façamos apontamentos mais críticos sobre alguns de seus comportamentos. Por isso, não estamos proibidos de se queixar sobre o cônjuge com um familiar ou um amigo, em uma situação específica.

Contudo, tornar isso algo rotineiro não condiz com a lealdade que se anseia de um casal. Até porque ficar apenas falando mal dos pontos negativos da pessoa ao seu lado para terceiros não vai eliminar o problema, não é mesmo?

Se você tem o hábito de menosprezar, revelar segredos constrangedores com o objetivo de diminuir a outra pessoa ou se promover e ficar queixando-se o tempo todo do cônjuge: pare! Reflita sobre essa atitude e tome uma postura mais honesta e madura.

Fale diretamente com o seu parceiro sobre o assunto, se esse for o caso. Até mesmo um terapeuta de casais pode ajudar. Só não repita esse tipo de traição como se fosse algo natural, pois é lógico que não é.

 

2. Usar os filhos, familiares ou amigos contra o parceiro

 

Usar os filhos para chantagear o cônjuge prejudica não apenas a relação como também a própria criança. E o pior é que é muito comum pais ou mães que influenciam os filhos a verem a outra pessoa de maneira negativa. Isso tem até mesmo um nome específico: alienação parental.

Embora o mais comum seja acontecer isso quando o casal se separa, também pode vir a ocorrer quando ainda dividem o mesmo teto. Influenciar o distanciamento entre pais e filhos é uma traição muito agressiva para todas as partes envolvidas.

O mesmo se aplica para outros familiares e amigos. Por isso, pense duas vezes antes de envolver outras pessoas nos seus conflitos conjugais.

 

3. Mentir sobre a situação financeira ou dívidas

 

Quando somos enganados por um conhecido ou até mesmo um estranho, envolvendo questões financeiras, já é horrível. Agora imagine o quanto a confiança pode ser afetada quando esse tipo de traição vem do próprio cônjuge.

A incompatibilidade sobre problemas relacionados ao dinheiro ou às dívidas é uma das principais motivações para os divórcios. E quando há mentiras ou omissões sobre o assunto, a repercussão dos nossos atos não é apenas emocional, mas também patrimonial.

Dívidas feitas pelas costas, venda de bens da família sem consentimento, mentiras sobre quanto se ganha, a realização de investimentos escondidos e o uso do cartão de crédito do outro sem a devida permissão são apenas alguns exemplos de atitudes prejudiciais e contestáveis. Um casal precisa conversar claramente sobre tudo. Sobre as finanças não poderia ser diferente.

E o pior é que a mentira sobre despesas, recursos e bens é muito comum. Isso nos faz constatar o quanto diversos relacionamentos são apenas de fachada. Se não há lealdade nesse aspecto, toda a relação pode ser contestada.

Há quem justifique tal atitude dizendo que está tentando proteger a pessoa ao seu lado de aborrecimentos e que é apenas uma situação passageira, principalmente quando o assunto é dívida. No entanto, quando a verdade vier à tona a situação já pode estar irrecuperável. É muito melhor tomar decisões juntos, sendo que ambos serão afetados.

 

4. Trocar a companhia do cônjuge por outros confidentes ou redes sociais

 

Mesmo que pareça exagero, é possível considerar uma traição quando trocamos paqueras, segredos e confidências com outra pessoa fora da relação e em excesso. Principalmente, se essa pessoa for do sexo oposto ou lhe atraia de alguma maneira.

Ao escolher seu cônjuge para dividir uma vida juntos, se estabeleceu uma relação de confiança que pode ser quebrada se você substituir a comunicação com ele por outro. E isso vale tanto para o contato direto como também pelas redes sociais.

Se você se depara, ao final do dia, ansioso para sair do trabalho e interagir com outrem ao invés do próprio parceiro, então algo vai mal. Relações presenciais ou virtuais que são alimentadas ainda que você ame seu marido ou sua esposa, não são tão inofensivas como se pensa.

Na realidade, sem perceber, você pode estar incitando e permitindo um tipo de contato que, mais cedo ou mais tarde, vai levar ao adultério físico também.

Há quem afirme que o amor morre por desnutrição. Por isso, se você quer manter a vida a dois, nutra sempre seu vínculo e não permita que ele se esvaia por conta de esforços e dedicação à pessoas fora do relacionamento.

 

E aí, gostou das dicas? Deixe seu comentário!

Livro para Conquistar um Homem:

Pesquisamos na internet e descobrimos alguns Livros para Conquistar um Homem.

Após pesquisar tudo sobre Frases da Conquista, verificar a procedência e qualidade. Também verificamos o que tinha menos reclamações no Reclame Aqui e o que tem mais depoimentos mostrando resultados reais da eficácia.

O melhor Livro que ensina como Conquistar um Homem foi o Frases da Conquista.

Frases da Conquista Funciona?

Frases da Conquista é um Livro com técnicas simples de hipinose e comportamento humano. É um livro best-seller, segundo a autora mais de 130mil cópias vendidas até 2017. Um livro que já está sendo aplicado e tranformando a vida de mulheres que não sabiam como lidar com os homens.

A ÓTIMA NOTÍCIA é que está disponível a venda para todo Brasil pela Internet no site http://thaisortins.com.br

Depoimento e avaliações do Frases da Conquista:

No site oficial você encontra tudo como funciona o Frases da Conquista, aqui tem um depoimento de uma das leitoras do livro

Onde Comprar Frases da Conquista:

O Frases da Conquista é vendido SOMENTE no site oficial
Cuidado: tem falsificadores que se aproveitam do sucesso do Frases da Conquista para ganhar dinheiro ilegalmente vendendo o Frases da Conquista, não caia nessa armadilha, sempre compre no site oficial: http://thaisortins.com.br/. Qualquer outro site, inclusive mercado livre e outros vendem produtos falsificados e podem acabar te fazendo mau à saúde.

DESCONTO EXCLUSIVO do Frases da Conquista para leitores do blog:

CLIQUE AQUI PARA GARANTIR O DESCONTO:
Conseguimos um desconto exclusivo por algumas horas para nossos leitores,
ATENÇÃO: Esse desconto encerra em: 05:31 minutos!
Saiba Mais
CLIQUE AQUI PARA GARANTIR O DESCONTO »
Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: