Conheça essas dicas para aliviar o ciúme

Conheça essas dicas para aliviar o ciúme
Avalie esse artigo

Sentir ciúme é algo natural, mas isso apenas o prejudicará. Esse sentimento pode criar uma barreira entre você e uma pessoa amada, levando-o a fazer coisas das quais se arrependerá depois, mas que em situações normais, não seria algo do seu feitio. Conter essas emoções pode ser difícil; porém é algo necessário para seguir em frente e garantir que não ocorram problemas no relacionamento. Isso varia entre coisas simples, como se distrair, ou mais sérias, como tratar as causas ocultas da insegurança.

Parte1

Identificando os sentimentos de ciúme

1 Identifique a situação que está levando ao aparecimento dos sentimentos de ciúme

Eles poderão surgir quando:

  • Seu namorado (ou namorada) sai com outras pessoas e dá a você a impressão de estar sendo negligenciado.
  • O melhor amigo aparenta gostar mais de sair com outros do que com você.
  • Um dos seus pais dá mais atenção a um novo parceiro.
  • Um filho dá a impressão de se divertir mais ao ficar com seu cônjuge do que com você.
  • Alguém obtêm uma promoção que você julgava merecer no trabalho.

Parte2

Combatendo o ciúme por dentro

1 Desenvolva autoconfiança

Geralmente, o ciúme é consequência da insegurança e baixa autoestima. Isso pode ocorrer devido ao medo de ser abandonado ou rejeitado por alguém próximo, ou ao projetar sua identidade em uma única obsessão ou paixão; dessa forma, quando as coisas não saem como o planejado, a perda de controle abala sua confiança.

  • A melhor forma de desenvolver a autoestima é agir da mesma forma que uma pessoa confiante. Tome decisões como se tivesse toda a confiança no mundo; após algum tempo, os sentimentos vão corresponder às ações.
  • Quando indivíduos confiantes são abandonados ou ridicularizados, eles não se abalam. Não há o sentimento de culparem a si próprios porque sabem que às vezes, as pessoas são rasas e não enxergam em longo prazo.
  • Você é bom o suficiente. Mesmo ao cometer um equívoco, basta encarar isso como uma chance de aprender algo novo. Essa é a melhor característica de indivíduos confiantes; nada consegue impedi-los de progredir.

2 Não se compare a outras pessoas

Faça amizade com alguém que que você considera perfeito; dessa forma, será possível descobrir que até mesmo ela possui seus próprios problemas.

  • Até mesmo celebridades lindas e conhecidas mundialmente enfrentam dificuldades que você não perceberá. Um ator pode perder o papel em um filme para outro companheiro de profissão, um jogador de futebol fica muito chateado ao perder um jogo e vários famosos enfrentam problemas com drogas e álcool. Ter uma bela aparência não significa que o indivíduo não possui conflitos e problemas internos.
  • Em vez de se concentrar em seus defeitos, pense nas qualidades, habilidades e características que o destacam. Tudo se resume a ter mais confiança; você possui aspectos positivos e atributos físicos que ninguém poderá tirar.

3 Faça o oposto do que uma pessoa ciumenta faria

Ao sentir que o ciúme está tomando conta, não reaja de forma negativa, fazendo acusações, ignorando uma pessoa ou dando indiretas sarcásticas. Em vez disso, aja como um indivíduo confiante.

  • Se um amigo for sair com outra pessoa, recomende um bom filme ou restaurante.
  • Ao ver que aquele garoto de quem você gosta está conversando com outra pessoa, junte-se a eles de uma maneira amigável.
  • Quando alguém ficar com o emprego que você desejava, seja gentil em vez de ser falso ou de tentar sabotar a pessoa. Dê os parabéns a ela e diga que está à disposição para ajudá-la a ter sucesso.

4 Reconheça que a paranoia é parte do ciúme

O ciúme faz com que você reaja a um cenário fantasioso que está todo em sua mente. Na verdade, as coisas ruins que está imaginando podem sequer ocorrer; e se vierem a acontecer, você é forte o suficiente para superá-las. Muitas outras pessoas estarão presentes para auxiliá-lo, podendo confiar nelas para seguir em frente e se tornar um indivíduo melhor.

  • Seu amado pode ligar para uma ex-namorada para dar a ela seus sentimentos quando uma pessoa falece, por exemplo. Não é necessário ficar irritado com isso. Primeiro de tudo, isso não significa que ele está pensando na ex-namorada; além disso, ele está sendo apenas gentil e amável devido à situação complicada pela qual uma pessoa que ele conhece está enfrentando. É exatamente por isso que você o ama tanto.
  • Seu filho pode formar relacionamentos carinhosos com outros adultos. É normal pensar que o pequeno ama outra pessoa mais do que você, mas é algo infundado. É importante que ele tenha um círculo de indivíduos que ajudem na criação, merecendo amor do maior número de boas pessoas que for possível.

Parte3

Aprendendo a confiar e se desapegar

1 Tenha confiança

Sim, é muito mais fácil falar do que fazer; caso sinta ciúme com facilidade, provavelmente sua confiança já foi quebrada no passado. No entanto, é necessário parar de chafurdar no passado e colocar-se no presente. Veja a pessoa que está causando esse sentimento; ela já deu alguma razão para que você não confie nela?

  • Se a resposta for negativa, é preciso supor que ela está se comportando da melhor forma, não da pior. Um bom amigo tentará dar apoio e fazer com que essa falta de confiança desapareça, mas é impossível se comportar assim o tempo todo. Provavelmente, você está transferindo os próprios medos em relação a alguém sobre um indivíduo totalmente honesto. E a confiança é um risco; é preciso aceitar a chance de estar errado para obter os benefícios quando essa confiança é acertada.
  • Se alguém o machuca várias e várias vezes, esqueça essa pessoa. Nesse caso, sua falta de confiança é justificada, logo, siga a vida e procure outro relacionamento. Você merece algo melhor.

2 ”Ouça” seus sentimentos sem dar uma proporção muito grande às coisas

As emoções estão comunicando algo valioso a você; ao se sentir com ciúme, significa que algo que não gosta está ocorrendo. Não quer dizer que está com a razão ou não – esse aprendizado vem ao estar disposto a explorar os seus sentimentos –, mas às vezes, a reação, por instinto, é de alerta com algo que você precisa observar.

  • Por exemplo: seu namorado pode ser um pouco “saidinho” com outras pessoas – mais do que você gostaria. Em vez de pensar no pior, leve em consideração que seu parceiro pode sequer perceber que o comportamento dele a incomoda. Independentemente disso, limites precisam ser definidos para que ambos saibam o que é aceitável ou não em relação às interações com outros indivíduos. Pergunte ao namorado em que nível está essa delimitação: flertar? Dar um beijo na bochecha? Fazer uma massagem nos ombros? Dar um selinho? Dançar? Converse com ele para que ambos concordem em relação aos limites do que permitir ao interagirem com outras pessoas. Juntos, será possível superar os problemas em relação ao ciúme. Conversem até chegarem a um comum acordo, que deverá ser cumprido. Confie no parceiro e não permita que o ciúme estrague o relacionamento.

3 Mantenha expectativas razoáveis em relação ao tempo que alguém pode dedicar a você

Se ou filho ou parceiro não fica nada ao seu lado, suas preocupações são válidas; no entanto, quando o indivíduo está sempre por perto, mas a sensação é de que nunca é o suficiente, você está sendo muito exigente.

  • Olhe para si próprio. O que está fazendo com que sinta essa carência que o deixa triste, ao menos que a outra pessoa esteja por perto?
  • Varie um pouco e saia com outras pessoas, ou então faça uma atividade que o deixe feliz. Às vezes, é preciso apenas cuidar melhor si próprio em vez de concentrar todas as energias em alguém.

4 Tenha uma visão otimista das pessoas

No final das contas, o ciúme é um comportamento que surge devido ao medo. Você passa muito tempo se preocupando com algo ruim que sequer aconteceu e pode nem ocorrer. Infelizmente, é a criação de uma situação onde coisas ruins podem surgir devido às emoções negativas que está sentindo. Irônico, não é? É a chamada profecia autorrealizadora. Ao acreditar em alguém, faça isso totalmente, já que as pessoas boas merecem um voto de confiança.

Dicas

  • Lembre-se de que ter a sensação de não ser bom o suficiente para alguém pode fazer com que você projete seus medos em pessoas com quem você se importa, o que, por sua vez, causa ciúmes. Em vez disso, concentre-se no que é bom para você e tente não se comparar com outros.
  • Acredite que você é bom e o único o suficiente. Ao fazer isso, o ideal é se acalmar e relaxar. Se o sentimento de ciúme for muito grande e estiver beirando o insuportável, respire fundo e pense com cuidado. Dê uma caminhada, medite ou faça algo bom para si próprio.
  • Concentre-se em projetos particulares.
  • Encontre uma maneira positiva de lidar com a situação atual. Às vezes, não há outra alternativa a não ser que admitir que seu colega, que ganhou a promoção, trabalhou melhor que você. Porém, isso não significa que seu desempenho foi ruim. Aprenda com os erros e lembre-se de que todos estão em um lugar diferente na vida. Concentre-se no que precisa ser tratado para garantir a próxima promoção.
  • Em alguns casos, conversar com essa pessoa pode ajudar. Talvez você consiga delimitar o problema para superarem isso juntos.
  • Caso não tenha ninguém a quem confiar os sentimentos, escreva-os em um diário ou caderno.
  • Ao sentir ciúme, ignore ou tente se distanciar da pessoa que o deixa assim. Porém, fique de olho, já que ela pode estar provocando você. Não permita que isso ocorra.

Boa sorte!

Fonte: WikiHow

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: