AFINAL HOMENS CONSEGUEM ADMITIR QUE ESTÃO ERRADOS NA RELAÇÃO?

AFINAL HOMENS CONSEGUEM ADMITIR QUE ESTÃO ERRADOS NA RELAÇÃO?
Avalie esse artigo

 

As discussões são comuns em relacionamento e podem até ser consideradas saudáveis para a relação. A busca pela resolução dos problemas que os casais têm, o planejamento dependem desses momentos. Eles são cruciais para que seja estabelecida e fortalecida a comunicação entre eles. Os casais intensificam a cumplicidade e o companheirismo por meio das discussões.

O problema surge quando um dos casais é irredutível e em lugar ter uma discussão acabam em uma briga para saber quem tem mais poder ou autoridade na relação. Quando o único objetivo do casal é aclarar quem está certo no lugar de encontrar uma solução para o problema que está lidando, pode não só prejudicar a relação como ser uma grande perda de tempo.

Nesses casos, as brigas surgem justamente pela insistência do parceiro em ter sempre razão e a última palavra em tudo. O comportamento eminentemente masculino nessas situações chegou a ser objeto de estudo, afinal, os homens conseguem admitir que estão errados na relação? É o que você irá descobrir!

Ver também: Maneiras de demonstrar respeito ao seu parceiro

Certos ou errados? 

De acordo com um estudo, os homens não conseguem admitir que estão errados. Por quê? A resposta está na testosterona! Isso mesmo, ainda segundo a pesquisa, pessoas que têm níveis elevados de testosterona podem pensar que estão mais certas que as demais, de forma mais frequente.

Nesses casos não importa se realmente estão certos, mas sim fazer com que a parceira admita e/ou aceite que ela está equivocada e ele é o portador da “verdade absoluta”. Como forma de testar a influência dos níveis de testosterona na postura dos homens em uma discussão, os pesquisadores aplicaram uma dose extra do hormônio em alguns e um placebo em outros.

Logo após, os participantes foram submetidos a um questionário com problemas simples de matemática com algum tipo de pegadinha. E o resultado foi revelador!

Os homens que receberam a dose extra de testosterona, não apenas erraram as respostas do questionário, como respondeu 20% menos respostas corretas, que aqueles que receberam o placebo. Além disso, observou-se que eles eram mais propensos a darem as respostas incorretas de forma mais rápida e demoravam em identificar as certas.

Essa forma de comportamento possibilitou que fosse percebido que os níveis de testosterona refletem no sentimento de confiança dos seres humanos. Dessa forma, tendem a manter e privilegiar a sua opinião acima da de outras pessoas e têm dificuldades em admitir que estejam equivocados em uma determinada situação.

Como lidar com esses altos níveis de testosterona? 

Não podemos generalizar e dizer que a culpa de todas as discussões e brigas têm como únicos culpados os homens. Eles não são os únicos responsáveis pelo relacionamento não é? O estabelecimento e a manutenção de uma relação dependem das atitudes e escolhas de ambos, por isso, atenção quando for culpar alguém em uma discussão.

Discutir com alguém que não aceita que está errado pode se tornar extremamente frustrante. Por esse motivo, e para evitar o máximo possível esse tipo de situação, procure pensar bem antes e discutir e dê preferência a assuntos realmente importantes para ambos. Tentar fazer com que ela perceba qual o seu ponto de vista e redirecionar a conversa pode ser muito útil nesses momentos, sempre que seja mantendo o tom calmo no diálogo.

Algumas atitudes podem ajudar a lidar com a situação quando o único objetivo dele é não admitir que está errado e faze-la aceitar o seu ponto de vista. Selecionamos algumas delas para você seguir e poder discutir melhor com o seu parceiro:

Ouça o que ele tem a dizer

Mesmo que ele pense que não está errado e que você saiba que ele está, é preciso escutar o que ele tem a dizer, e mostrar que merece ser ouvido. Dessa forma, ouça o seu ponto de vista primeiro e preste atenção no que ele tem a dizer.

Alguns movimentos corporais podem ajudar nesse momento, como assentir com a cabeça para demonstrar que ele tem toda a sua atenção, assim como fazer comentários, resumindo o argumento que ele explicou.   

Faça perguntas

Como forma de evadir e/ou reconhecer o erro, ele pode não ser direto no assunto. Nesses casos, faça perguntas para trazê-lo para o objetivo da discussão e para que ele possa compreender melhor do que estão tratando. Observe como ele age diante da questão que está sendo discutida e o que ele fala a respeito delas.

Concorde e exponha o seu ponto de vista

Uma forma de ter espaço para argumentar em uma discussão, na qual a outra pessoa acha que está sempre certa, é primeiro concordar com o que ela diz ou afirmar que compreendeu o seu ponto de vista.

Depois disso, você poderá expor o que pensa sobre a questão que está sendo discutida. Dizer coisas como “entendi o que você quis dizer e o seu ponto de vista é válido, mas eu penso que…” ou “entendi o seu ponto de vista, mas o meu é um pouco diferente…”.

Não tente intimidar

Se você optar por um tom de voz ameaçador ou hostil na hora da discussão, é provável que a pessoa se feche e não dê abertura para mais nenhum argumento. No entanto, manter um tom de voz sério, mas amigável, a outra pessoa estará mais disposta a ouvir. No lugar de afirmar que você está certo e ele errado, fale frases como “O que eu entendo é que…” 

Desvie a discussão dos pontos de conflito

Iniciar uma discussão, enfrentando a outra pessoa diretamente, pode condena-la a não ter finalidade alguma, a não ser uma briga. Essa atitude provoca que o outro se feche a argumentos e se recuse a ouvir o que você tem a dizer.

A depender da sua postura e da forma com que aborda uma questão, no lugar de encontrar a solução do problema você poderá dar mais motivos para brigas e desentendimentos. Fazer perguntas direcionadas pode contribuir para que a discussão ocorra de forma mais tranquila, opte por perguntas como, “o que faz você pensar dessa forma?” ou “Já pensou nessa outra possibilidade…”.

 

 

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: