Alarmes de um Relacionamento em Crise

Alarmes de um Relacionamento em Crise
Avalie esse artigo

Há pouco a fazer, agora os relacionamentos do casal exigem um gerenciamento muito difícil. Dados em mãos, todos os anos há mais casamentos que terminam, para não mencionar os casais normais que ainda não foram civilizados em seu relacionamento, mas que na verdade são considerados pessoas que estão juntas.

Quando uma história termina, é difícil tentar consertar os buracos colocando patches lá onde talvez você possa intervir mais cedo. Veja como identificar os 5 alarmes que farão você entender que seu relacionamento pode estar em crise.

Ver também: Coisas Que Matam o Amor e Destroem o Relacionamento (IMPERDÍVEL)

necessário

Atenção máxima ao detalhe

No topo do ranking não há dúvidas de que há falta de diálogo. É claro que todos terão seus pensamentos e compromissos, mas quando você começar a perceber que não tem nada a dizer ao seu parceiro e que o próprio parceiro não tem nada a lhe dizer, faça algumas perguntas a si mesmo. Talvez o problema não seja nem o que dizer, mas é o desejo de compartilhar algo com a pessoa que está ao seu lado que está faltando.

Em segundo lugar, colocamos a falta de relações sexuais. Aqui também, no nível de circunstâncias extenuantes, podemos colocar algo como estresse e fadiga, mas basicamente, quando o desejo sexual passa, isso significa que algo não está certo.

Em terceiro lugar, colocamos a chamada falta de objetivos comuns. Se você é um jovem casal que ainda é solteiro, tente entender o que a outra pessoa quer de você. Se quando você começa a falar um pouco mais sério e exigente, especialmente em relação ao seu futuro, e seu parceiro muda de assunto ou faz ouvidos moucos, isso significa que os interesses dele não são os mesmos, e que a vida que talvez você imagine para ele, não é o melhor, e talvez imagine outra coisa para si e para o futuro.

Na quarta posição, colocamos o chamado “desejo de fazer as coisas juntos”. Esta situação, recentemente generalizada, cria uma divisão no casal, com o parceiro que prefere passar as noites sozinho com os amigos. Quando você decide sair por conta própria e limitar as atividades de um casal, quando um dos dois prefere evitar o contato com outras pessoas, e quando a noite se torna cada vez menor, isso significa que alguma coisa está indo na direção certa. errado.

Na quinta e última posição, mas sem importância, colocamos a situação cada vez mais frequente em que um dos dois parceiros começa a se interessar por uma terceira pessoa. Perceber que o parceiro tem outra pessoa em mente nunca é uma coisa simples. Na verdade, muitas vezes imaginamos que é assim mesmo quando não há nada de real, mas suspeitar de algo um pouco profundo nunca machuca.

Dicas

Nunca esqueça:

Fale muito para entender qualquer problema oculto. Como evitar discussões de casal. Brigas de casal são uma coisa frequente. Na verdade, eles acontecem em todos os casais. Esse fenômeno, no entanto, aumenta com o progresso dos anos vividos juntos. Às vezes, a briga pelo casal é uma panaceia ou um abalo.

Saiba, no entanto, que apenas quando as brigas não são frequentes são remédios válidos. Caso contrário, são algo que primeiro desgasta o indivíduo e depois o casal. Para evitar discussões em casal, siga algumas dicas.

Vamos descobrir juntos como evitar discussões de casal!

Argumentar é normal e às vezes também é benéfico. Antes de evitar as discussões de um casal, saiba que existem dois tipos de discussão: construtiva e destrutiva. Uma discussão é construtiva quando o casal resolve o problema que origina a disputa.
Em vez disso, torna-se destrutivo se a discussão é repetida várias vezes e a causa permanece a mesma.

Muitos casais acreditam que o litígio é um fator negativo. Além disso, isso leva à destruição do relacionamento, mas não é assim. Há casais que encontram prazer nessas lutas. Mas este não é o caso para todos.

Para evitar discussões de casal, existem várias coisas para fazer. Saiba que muitas brigas em um casal ocorrem por motivos triviais. Evite ligar o fusível. Em vez disso, coloque-se no sofá e mime o seu parceiro. Então o dia será mais doce. Mas se a discussão começar, sugiro que você reserve algum tempo para si mesmo.

Então você vai pensar de volta para as palavras faladas.
Pense também sobre as coisas positivas sobre o seu relacionamento. Isso é para todas aquelas coisas que te levam a seguir em frente. Assim que você passar, corra para fazer as pazes.

Antes de evitar as discussões de um casal, considere o motivo da disputa. Considere alguns aspectos. Tente entender os tons usados ​​por você. Investigue também a origem da discussão. Fale um com o outro, aprofundando os sentimentos que essas discussões lhe causam. Para evitar discussões de casais, use sempre tons calmos.

Uma disputa não surge apenas de algo errado. Mas também de uma atitude, um olhar ou um tom incorreto. Mostre-se a compreensão e diga o seu com respeito. Evite rancor e ameaças. Finalmente, tente encontrar um compromisso para resolver tudo. Se tudo isso não for suficiente, entre em contato com um casal terapeuta. Com a ajuda deste profissional, você pode resolver suas discussões.

Como viver pacificamente com o parceiro

Todos os casais passam por momentos positivos e ótimos, e momentos menos felizes. Mas, apesar da diversidade de personagens, a compreensão e a concordância não são impossíveis de alcançar. Fazer a paz não é impossível. Então, vamos colocar algumas sugestões sobre como viver pacificamente com o parceiro.

necessário

Um verdadeiro e sincero amor. Sinceridade e desejo de conhecer. Viver juntos pacificamente com o parceiro não significa tomar um estilo de visão plana, sempre o mesmo e fora para evitar qualquer discussão. De fato, devemos ter em mente que até mesmo os confrontos são construtivos, se feitos da maneira correta. Não devemos reclamar, mas destacar uma inconveniência ou um problema e propor as soluções apropriadas.

Em parte, é preciso renunciar à própria vontade, tornando-se mais flexível em relação ao parceiro. Se mantivermos a mente voltada apenas para nós mesmos, poderemos chegar ao fechamento de todo diálogo e ao ultimato contínuo e inútil. Mesmo se estamos juntos, é essencial respeitar a liberdade do parceiro, porque ninguém quer viver em uma gaiola, mesmo que seja de ouro.

Para viver em paz com o seu parceiro, todos devem ter seu próprio espaço, devem ser capazes de se expressar livremente, mas ao mesmo tempo colaborar na vida de um casal.

Os casais de hoje têm muitos problemas de coexistência, ou compreensão, porque não respeitam seus papéis. Eles tentam interferir em coisas que não competem por ele. Isso significa que a mulher deve ser feminina e o homem demonstrar sua virilidade e não apenas entre os lençóis, apesar de ser uma parte muito importante em um relacionamento, mas também na vida cotidiana.

De fato, o homem precisa se sentir bem-vindo, gratificado e quer representar um ponto de referência no casal. A mulher, ao contrário, ama a doçura, a sensação de segurança que um homem transmite a ela, sentindo-se como a rainha do seu coração. Essas duas visões são complementares, porque uma precisa da outra para tornar tudo perfeito.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: