Amor não correspondido pode levar a depressão?

Amor não correspondido pode levar a depressão?
Avalie esse artigo

A rejeição romântica pode levar sim, a miséria até para a pessoa mais controlada emocionalmente. Mas às vezes essa agonia pode ganhar uma vida pra ela mesma. Há diferenças visíveis entre uma melancolia natural e abismos profundos de depressão, mas os sintomas podem ser imperceptíveis por tempo demais.

Fique atento à sua montanha russa de emoções. É normal se sentir triste depois de um fim ou de um romance mal sucedido. Afinal de contas, as emoções foram feitas para causarem sentimentos no nosso corpo. Ainda assim, se você se notar evitando os seus amigos e se jogando em pensamentos avassaladores, suas emoções ruins podem ser mais do que algo que você pode aguentar sozinho.

Ver também: 6 passos para lidar com o fim do namoro

Amor não correspondido?

O amor quando não correspondido é um sentimento que não é recíproco. Uma mãe pode demonstrar um amor não correspondido por seu filho ressentida que se nega a visitá-la; um amigo pode ter um amor que não é mandado de volta por outro amigo.

No entanto, o termo é mais normalmente pregado em associação a relacionamentos afetuosos e com a dor que alguém sente quando os sentimentos de afeto não são sentidos de volta.

Apesar das nossas táticas para que isso não aconteça, os pensamentos de amor não recíproco estão espalhados por aí. Existem milhares de demonstrações disso na cultura popular. A música e outras maneiras de arte tentem a colocar na depressão dos sentimentalmente abalados e isso pode aumentar as expectativas.

Isso é depressão?

Qualquer um pode entrar no sofrimento de depressão, mas para saber disso é difícil. Os que sofrem dessa má doença, muitas vezes sentem medo de assumir porque não querem parecer perdedores; e então, os sintomas podem se tornar muito piores se forem ignorados.

De acordo com a Fundação Internacional para a Pesquisa e Educação sobre Depressão (iFred), a doença não só tira a luzda mente e coloca pensamentos ruins, mas também deixa fraco todo o corpo. Ter problemas em fazer refeições ou ser fisicamente impossibilitado de levantar da cama de manhã, são somente dois dos muitos normais sintomas da doença.

Diminuindo os riscos

Quando o amor não se demonstra ser um amor recíproco, uma das nossas primeiras formas de agir é tentar congelar os nossos sentimentos e fingir que não sentimos nada. Por esse motivo, o amor que não é recíproco leva ao aumento sem limites do uso de álcool e de drogas.

Meados de fevereiro de 2008, David Brendal, médico do hospital McLean, disse ao ABC News que auto medicação com álcool, maconha ou cocaína pode servir como uma maneira bem rápida para resolver os problemas do mental. Isso pode trazer um alívio por um tempo, mas deixa mais potente todos os problemas de uma maneira geral.

Ressacas e desejos de “quero mais”, ou melhor, a abstinência podem fazer durar bem mais o estado mental fechado e piorar os sintomas.

Isso pode ser curado?

Muitos estudos dizem que a depressão é curável em 80% dos casos, ou seja, muitos deles. No entanto, este número tem baseno pré suposição de que a pessoa doente está buscando a verdadeira ajuda, com médicos.

Depois de um luto por um amor que não era correspondido, pode levar algum tempo para uma pessoa apaixonada e perturbada se recuperar do relacionamento que não se vingou. Procurar um médico pode ajudar a resolver e a quebrar os sintomas, além de acelerar o processo curativo.

Se recuperar de um amor não correspondido pode ser uma grande tarefa e muita das vezes, é muito desagradável. Ninguém quer se manter na dor, mas é bom se manter em analise e fazer a análise de eventos que causam angústias nas nossas vidas com pessoas profissionais da saúde experientes.

Isso faz com que tudo se torne mais fácil, ajuda a se manter positivo e seguir em frente com novas perspectivas para um novo futuro de amor com uma visão saudável do mundo e com alguém que possa vir a te amar.

Compartilhe o amor

O amor que não é correspondido ou até mesmo o que é correspondido é uma experiência para se aprender a viver relacionamentos afetivos, de intensidade. Se você já teve uma depressão logo depois de um término ou percebeu que alguns amigos se tornaram vítimas dessa doença, você facilmente notará os sintomas.

Variadas organizações, que são fundadas para ajudar a manter em controle as pessoas emocionalmente afetadas, prevenir o suicídio e aumentar a conscientização sobre a depressão, afirmam que a discussão sobre a depressão é muito restrita devido a causas sociais que a ronda.

Aqueles que sofrem de depressão possuem um medo de serem vistos como fracos e não querem quase nunca se abrir pra falar sobre isso. Encoraje aqueles que você se preocupa e até mesmo os que não se preocupa, afinal de contas, é uma vida que está em jogo…  Se a vítima for você, converse com alguém que não tenha a intenção de menosprezar as suas emoções.

O amor não correspondido pode causar um buraco infinito emocional para baixo em qualquer pessoa. A consciência de que a depressão pode acabar e diminuir as taxas de suicídio assim, tornando nossas vidas mais saudáveis e contentes.

Se você está vendo uma situação precária de emoções acontecendo bem na sua cara, não se sinta com medo de tentar fazer com que as pessoas atingidas se sintam bem. Talvez, elas não possuem alguém com quem conversar e esvaziar a mente de coisas ruins, não tenham com quem contar como foi o seu dia e o que sentiu durante esse período de tempo. Estar presente e ajudar é tão benéfico para você quanto para quem recebe sua ajuda.

 

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: