Amor ou Dependência? As 10 Diferenças Principais (IMPERDÍVEL)

Amor ou Dependência? As 10 Diferenças Principais (IMPERDÍVEL)
Avalie esse artigo

Dependência emocional e amor não são elementos opostos. Pelo contrário, eles são elementos semelhantes que geralmente aparecem juntos. Relacionamentos são um tipo de relacionamento muito particular e marcadamente diferente dos outros. Nas relações sentimentais há geralmente uma tendência relativa à possessividade, uma vez que estas são geralmente caracterizadas pela exclusividade. 

Ver também: Amor No Relacionamento: Como Se Forma, Características e Exemplos (IMPERDÍVEL)

1- Tolerância à solidão

Um dos principais aspectos que permite avaliar o grau de dependência emocional e o pertencimento ou não deste ao amor consiste na tolerância à solidão.

Em geral, quando você tem sentimentos de amor por alguém, você geralmente experimenta altos desejos de estar com essa pessoa. Este fator geralmente aparece especialmente em momentos em que os sentimentos de amor são mais intensos.

No entanto, o amor em si não leva a uma intolerância à solidão. As relações que são regidas por sentimentos amorosos podem apoiar adequadamente o fato de não estarem juntos. 

2- Necessidade de controle

Outro aspecto importante que diferencia o amor da dependência é a necessidade de controle. Em geral, o amor não envolve a experimentação de uma alta necessidade de controle sobre o amado.

Embora seja verdade que o amor revela um interesse marcante em conhecer o casal, sabendo o que ele faz e tendo em mente quem ele se relaciona, esses aspectos não são geralmente interpretados como uma necessidade.

Por outro lado, a dependência emocional cria uma grande necessidade de controle sobre a outra pessoa. De fato, quando não há controle, eles geralmente experimentam sensações desagradáveis ​​e a pessoa pode realizar maus comportamentos a fim de obter o controle de que precisam.

Nesse sentido, a falta de controle sobre o outro apenas altera os casais não dependentes quando esse fator indica diretamente a ocultação intencional de alguma coisa. Na dependência emocional, no entanto, a falta de controle é sempre um problema.

3- Necessidade de se sentir amado

Todas as pessoas têm uma certa necessidade de se sentirem amadas. Necessitar sentir-se amado não significa ser dependente. Da mesma forma, nos relacionamentos amorosos, sentir-se amado é muitas vezes básico para ambos os membros. No entanto, esse fator é ao mesmo tempo um dos principais sintomas de dependência emocional.

Assim, a necessidade de sentir-se amado é outro dos muitos elementos comuns entre a dependência emocional e o amor. Agora, que esses aspectos são comuns, não significa que sejam os mesmos. A necessidade de sentir-se amada em relação ao amor e a necessidade de sentir-se amada em relação à dependência emocional são marcadamente diferentes. 

4- Desejo entrar em contato

O desejo de contato é o outro lado da moeda da tolerância à solidão. Da mesma forma, é também um elemento comum entre amor e dependência. Em ambos os casos, as pessoas experimentam um alto desejo de contatar e estar com o ente querido, já que esse fato proporciona sensações de alta recompensa.

Agora, mais uma vez, o desejo de contato mantém importantes diferenças entre amor e dependência. O amor motiva um grande desejo de estar com o casal principalmente porque o contato com o ente querido proporciona bem-estar e sensações agradáveis.

Em contraste, na dependência emocional, o desejo de contato está intimamente ligado à intolerância a “nenhum contato”. Ou seja, a pessoa dependente quer contato para evitar o desconforto que resulta de não estar com o ente querido, em vez de experimentar as sensações gratificantes que ela traz.

5- Priorização do relacionamento

Os relacionamentos são frequentemente um dos elementos mais importantes da vida das pessoas. Este fato é basicamente motivado pelo impacto que os sentimentos de amor causam.

Mas não só o amor é responsável pela importância das relações sentimentais. As necessidades de afeto, compreensão, ajuda e apoio emocional que todas as pessoas têm também são fatores contribuintes. Nesse sentido, os relacionamentos regidos por sentimentos de amor caracterizam-se por serem altamente importantes para seus membros.

No entanto, na dependência emocional, essa importância é extrema. A pessoa dependente prioriza o relacionamento sentimental acima de tudo, inclusive em si, fato que difere das pessoas não dependentes.

6- Desejo vs. necessidade

Desejo e necessidade são dois elementos que também nos permitem diferenciar o amor da dependência. Em geral, o amor é geralmente regido pelo desejo, enquanto a dependência emocional geralmente é regida pela necessidade. Ou seja, os relacionamentos amorosos são motivados pelo desejo na outra pessoa, e os relacionamentos dependentes são motivados pela necessidade do casal.

No entanto, embora o desejo seja mais relevante no amor e a necessidade desempenhe um papel mais importante na dependência, esses aspectos se sobrepõem novamente em ambos os casos. O amor também motiva um certo grau de necessidade no outro, enquanto o desejo pode estar presente em casos de dependência emocional.

Nesse sentido, a principal diferença entre os dois reside no papel que cada um deles desempenha. Se a necessidade exceder o desejo, estará mais próximo da dependência emocional do que do amor e vice-versa.

7- Foco de atenção

O foco da atenção refere-se ao lugar onde os elementos que a pessoa interpreta como importantes dentro do relacionamento são encontrados. Nesse sentido, o amor direciona o foco de atenção para o relacionamento sentimental em sua totalidade. Ou seja, tanto nos atos realizados por si mesmo quanto nas atividades realizadas pelo casal. Por outro lado, a dependência emocional motiva maior atenção no comportamento do outro, deixando o seu próprio em segundo plano. 

8- Medo de perda

Nem pessoas apaixonadas nem dependentes querem perder o parceiro. De fato, em ambos os casos, a outra pessoa é muito desejada. Nesse sentido, tanto o amor quanto a dependência emocional motivam uma alta rejeição da perda. No entanto, o medo em relação a isso é geralmente diferente. Em geral, o amor não motiva o medo da perda, a menos que a pessoa perceba estímulos que indiquem a probabilidade de isso acontecer. 

9- Sentimento de traição

Sentimentos de traição são sensações que não são exclusivas nem de amor nem de dependência. Na verdade, eles nem sequer são de relacionamentos de casal. No entanto, esse fator também permite estabelecer diferenças importantes entre amor e dependência.

10- Duração

Finalmente, o último elemento que permite diferenciar as relações governadas por sentimentos de amor e relações com dependência emocional é a sua duração. Em geral, a dependência emocional tende a motivar uma duração mais curta do relacionamento. É comum que os dependentes mudem frequentemente como um casal, porque o cuidado e a atenção recebidos nunca são suficientes.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: