Aprenda que você não tem preço, você tem valor!

Aprenda que você não tem preço, você tem valor!
Avalie esse artigo

Já ouviu dizer que você não deve ser comprado por não ter preço? Ou então que você deveria se valorizar mais? Muitas pessoas confundem preço com valor e por vezes não percebem o quanto são especiais e como merecem o melhor da vida.

Isso é bastante comum na sociedade atual, levando em consideração que a maioria das pessoas vê preço em tudo e não entende que todos merecem ser valorizados e reconhecidos por suas qualidade e atitudes.

Se você confunde essas duas palavras, saiba como parar e o que você pode fazer para entender de uma vez por todas que não há um preço a se pagar pelo caráter e personalidade da sua pessoa.

Ver também: Aprenda a lidar com os maiores problemas de um relacionamento sério

*Sair com alguém por dinheiro ou por presentes:

Apesar dessa situação ser bastante interpretativa, não é difícil chegar à conclusão de que é algo que se faz por preço e não por valor. Quando você quer mesmo sair com alguém porque gosta ou porque se interessa pela pessoa, não importa se ela tem dinheiro ou não, carro, ou se pode te dar algum presente caro.

O que importa é que você tem interesse e quer estar junto, e esse é o motivo para estar a conhecendo melhor. Entretanto, quando há interesse de bens materiais, a situação muda e se torna completamente diferente, pois o que importa são os luxos ou o que aquela pessoa pode te oferecer, materialmente falando.

Sendo assim, você não está em um encontro por puro prazer, e sim por um preço, o que torna tudo monótono, falso, passando a imagem de uma pessoa que você não é simplesmente para conseguir algo caro que te impressiona por algum tempo.

Lembre-se de que o que você quer precisa ser conquistado por você, e não dependendo de alguém para te dar, ainda mais se isso inclui forçar um comportamento ou uma opinião (tudo piora quando não se age com naturalidade para conseguir o que quer).

Além de tudo isso, sair com alguém por dinheiro mostra que você não é uma pessoa autêntica, decidida e independente, podendo levar os outros a pensar que só se aproxima de alguém por esses motivos, até mesmo de amigos e familiares.

Não faça isso e saia com alguém somente se quiser conhecer a pessoa de uma forma melhor e mais intensa, ou caso acredite que vocês possam dar certo.

*Permanecer em um relacionamento por medo de ficar sozinho ou não encontrar alguém ‘’melhor’’:

Problema muito sério que precisa ser discutido atualmente, já que muitas pessoas não conseguem sair de um relacionamento simplesmente pelo medo de ficar sozinho ou de não encontrar uma pessoa que faça feliz.

É importante ressaltar que o que deve te fazer ficar em um relacionamento (seja ele amizade, namoro, casamento) são as qualidade da outra pessoa, a forma que ela te trata, a forma com que ela faz que você se sinta e a importância que você possui na vida dela.

Medo não é uma qualidade, é um sentimento que nos deixa alerta, e dentro de uma relação quase nunca é bom, podendo causar opressão, angústia, infelicidade e atraso.

Pior ainda se o motivo de estar junto for apenas medo de ficar sozinho, sem encontrar outra pessoa, por isso saiba os motivos certos para continuar com alguém e se valorize ao ponto de saber que sua personalidade e autoestima não dependem de ninguém, a não ser você mesmo.

Essa é uma das situações que mostra o tamanho do valor que você dá para si mesmo, determinando se você se gosta, se valoriza ou se apenas depende de alguém por achá-lo melhor até mesmo que sua própria pessoa.

Lembre-se que a pessoa certa para você está à sua altura e te dará o valor que você merece! Ela nunca irá dizer que é melhor ou superior de alguma forma, ou seja, ela irá te impulsionar para frente e te mostrar como você é uma pessoa boa, interessante e como vocês dois se completam. Preço não é valor e medo não é amor!

*Amizades por status:

Também é um problema sobre relacionamentos de interesse. É frequente ver pessoas se preocupando excessivamente com amizades por conta de status ou busca por atenção, até mesmo na escola.

Alguns querem muito ser populares e não medem esforços para fazer isso, mesmo sabendo que com essas atitudes, as pessoas que se aproximarem depois o farão pelo mesmo motivo. Se você deseja ser bem visto, bem aceito e se quer ter amigos reais, fiéis e que realmente gostam de você, cultive e cative suas próprias amizades, sendo gentil e educado com todos, evitando fofocas e intrigas, estendo a mão para ajudar sem pedir nada em troca e assim por diante.

Não adianta se aproximar de alguém fingindo ter amizade para estar dentro de um ciclo de amigos, se na hora em que mais precisar aquela pessoa não estará lá. Faça as pessoas te conhecerem por quem você é de verdade, e não por uma imagem falsa e forçada.

O preço que se paga por isso é bem mais caro que você imagina, pois ninguém merece estar cercado de pessoas interesseiras que fingem gostar de você, e com certeza é isso que irá acontecer caso você aja assim. Se valorize e deixe que as pessoas que realmente valem a pena cheguem até você pelo seu conteúdo.

Em uma amizade verdadeira beleza, situação financeira e status não contam! O que conta é a fidelidade, a cumplicidade e os bons motivos que farão com que seus amigos permaneçam com você.

Se valorizar é uma das atitudes mais importantes que você pode ter consigo mesmo. Pessoas que se aproximam por interesse geralmente são ‘’compráveis’’, pessoas que não se importam de verdade com os outros e passam por cima de todos (até de si mesmo) para conseguir o que querem.

Saiba olhar para você com admiração e entender que amor, confiança e fidelidade são conquistados ao longo do tempo com dedicação e atitudes boas, que partem de você para com os outros. Se valorize e não ponha um preço ou um rótulo em tudo o que faz, afinal, você é um ser humano, não um objeto ou uma embalagem.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: