atitudes simples para te ajudar a superar a insegurança

atitudes simples para te ajudar a superar a insegurança
Avalie esse artigo

Quando se trata de insegurança, falamos de algo muito extenso. Isso é importante de se dialogar porque não necessariamente, uma pessoa pode ser insegura em todos os sentidos de sua vida. Podem existir uma pessoa insegura sexualmente, mas, por outro lado, essa mesma pessoa se bem segura em relação a sua profissão.

Algumas pessoas são boas em falar bem em público, mas não conseguem lidar com o seu próprio corpo nu. Ou então, é capaz que se sinta segura pra estar entre os amigos mas, pelo contrário, não é capaz de dialogar com os próprios pais.

Então, a insegurança acontece de acordo com as características pessoais, com a essência e com a forma de ver o mundo, aquilo que a pessoa arrecadou e aquilo que ela absorveu.É com o hábito de rever um histórico pessoal que se é capaz de notar onde a insegurança de cada um está mais aflorada e então começar a fazer algo para se livrar dela de uma vez por todas.

A insegurança, se não for quebrada, pode gerar um desconforto real, atrapalhar a vida com as outras pessoas, a profissional, a amorosa, entre outros.A notícia positiva é que a insegurança pode ser eliminada e todos são capazes de eliminá-la. Aproveite essas dicas legais e simples que vão te ajudar a lidar com sua insegurança:

Ver também: 8 sinais que você está com parceiro ideal

1. Trabalhe o autoconhecimento

Um primeiro passo que precisa ser dado, é o autoconhecimento. Quanto mais você conhecer a si mesma, mais tranquilo será para identificar onde estão e quais são as suas inseguranças e, a partir desse momento, notarquais mínimas mudanças pontuais podem ser tomadas para começar a deixar de lado este sentimento horrível.

2. Busque exemplos em quem você admira

Encontre e procure conhecer pessoas e atitudes que podem ser referências pra você (positivas, ok?). Por exemplo, você tem medo de falar para muitas pessoas? Que tal passar a assistir grandes palestrantes e analisar como eles se apresentam diante de uma grande massa de pessoas?

Imitando alguns ideais de segurança, você vai conseguir com o tempo internalizar aquela forma de se sentir, ficando mais segura e com mais habilidades. Gradualmente, você vai notar que o imitar vai se transformando em seu próprio modo de agir, mais firme e seguro.

3. Um passo de cada vez

Uma dica legal é não tentar, logo de início, em dar muitos passos, em coisas barulhentas, porque é possível que a preguiça fale muito alto. Então, comece a fazer pequenas mudanças e assim vá se adaptando e se encorajando para seguir a vida.

Deste modo, nos sentimos mais capazes e estimulados para algo de maiores proporções ainda. Esse ciclo de construção vai se desenvolvendo até que grandes coisas possam realmente serem mudadas.

4. Escute mais a si mesma

Um passo necessário para superar a insegurança é dar mais atenção em si mesma do que nas outras pessoas. Escutar as expectativas de fora é sempre interessante, mas ainda mais essencial é que você queira e escute as suas vozes interiores.

Focar no que o outro quer que você faça pode fazer com que você se desligue do que realmente é ideal para você mesma. Busque priorizar suas escolhas e vontades, pois buscar corresponder ao que as pessoas querem de você pode ser um caminho eterno e destrutivo.

5. Cuide de si mesma

Segurança e autoestima precisam estar lado a lado e uma pode influenciar bruscamente na outra. A insegurança está totalmente relacionada à autoestima. Procure fazer carinho em si mesma, se amar mais porque, quando isso ocorre, nossa autoestima fica menos faminta.

Fazer coisas boas para você mesma como cuidar do corpo, cuidar da mente, cuidar das habilidades para que elas fiquem cada vez mais firmes, ir em atrás de algoque você tem vontade, fazer mudanças benéficas para você mesma… Tudo isso faz com que você fique mais segura com sua autoestima, liberando cada vez menos espaço para se sentir inseguro.

6. Não se renda

Na grande maioria das vezes, a insegurança está grudada a uma desistência, um “largar de mão” de si mesma. Nesse caso, a pessoa permanece sempre ali, no mesmo lugar esperando que algo (pode ser mesmo qualquer coisa) aconteça.

Comece a fazer movimentos para si própria, buscando o que é preciso ser feito e o que seja possível no momento: As pessoas não nascem com um traço definido de segurança, isso não existe.Não nascemos, andando nem com o vocabulário que possuímos até hoje.

Não nascemos psicólogos ou oceanógrafos, mas sim, é capaz de se adquirir essas seguranças no decorrer da vida. Ou seja: o mesmo período de adequação é possível com a segurança. Ela pode ser adquirida e essa conquista depende da vontade de cada um.

7. Pense positivo

Tente se esforçar para manter o pensamento o máximo que puder, em modo positivo. Assim será mais tranquilo superar seus medos e encarar a insegurança que carrega. Se outras pessoas conseguem, você também consegue, né? Saiba que sim.

Evite os pensamentos que te colocam para baixo ou em categorias, como por exemplo, achar que você não é capaz de algo ou que nunca será possível alcançar tal objetivo. Aos poucos, você verá que não é bem assim.

8. Evite comparações

As comparações com outras pessoas que foram capazes de conquistar certas coisas que você possa vir a ter almejado, é um precipício. Como já foi dito anteriormente, cada pessoa tem suas experiências e seus momentos certos.

Ao notar pessoas que são referência no que você quer obter, em vez de idolatrar a idade, o salário ou o carro que ela possui, pense em como você pode conquistar isso também e evite ao máximo se comparar: as comparações podem tirar completamente sua energia e trazer mais insegurança.

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: