Casal: Como Abordar uma Conversa Difícil (GARANTIDO)

Casal: Como Abordar uma Conversa Difícil (GARANTIDO)
Avalie esse artigo

Algumas dicas podem ajudá-lo a se envolver em discussões delicadas, respeitando suas emoções e as do nosso parceiro. Seja para anunciar más notícias, fazer um balanço do relacionamento ou criticar seu parceiro, nunca é fácil lidar com certas discussões. O medo de ser odiado pode nos deixar ansiosos. Mas evitá-los e atrasá-los é muitas vezes contraproducente, se não impossível. Pense nos benefícios que você obterá com essa conversa, respire e comece. Aqui estão algumas dicas que podem ajudá-lo:

Prepare-se

Comece perguntando a si mesmo as perguntas certas, como “o que você realmente quer?”, “Quais são os sentimentos predominantes nessa situação?”, “Quais são os obstáculos?”, então, coloque-se no lugar do seu parceiro e tente responda honestamente. Você pode escrever essas ideias em um caderno, se isso ajudar você. Tenha em mente que nossa maneira de ver o mundo é diferente e que as reações de cada pessoa são influenciadas por essa visão.

Encontre o momento certo

Esse detalhe parece superficial, mas tem tanto peso quanto qualquer outro conselho. Como você gostaria de falar com um supermercado, seus sogros ou em condições que possam irritar a pessoa? Lembre-se de encontrar um lugar calmo, se possível neutro, e desligue seu celular para não ser incomodado.

O momento emocional certo também é importante: se você ou seu parceiro tiveram um dia ruim que causou frustração, raiva, fadiga ou tristeza, você não estará em boas condições. Isso não significa que temos que esperar até estarmos no ambiente perfeito no momento perfeito, caso contrário, corremos o risco de encontrar desculpas para adiar a discussão, mas devemos levar em conta esses elementos.

Fale, ouça, troque

Comece estabelecendo os fatos, do seu ponto de vista, depois pergunte ao seu parceiro o que ele pensa sobre isso. Enquanto você ouve, force-se a controlar suas emoções negativas e não as interrompa. Ao incluir seu parceiro na busca por uma solução, você evita colocá-lo de lado e pode ser capaz de contornar obstáculos mais facilmente. Estabelecer juntos qual é a melhor solução para o seu problema.

3 coisas para tentar antes de desistir do relacionamento

Quando o relacionamento não funciona bem, chega um momento em que um dos dois parceiros atinge seu limite. Ela sente que algo rompeu, que ele nunca mais se sentirá como antes. Seu instinto lhe disse para sair.

Em alguns casos, a incompatibilidade entre duas pessoas é irremediável, mas em outras, pode-se fazer a pergunta: e se o problema não veio do casal, mas de nós mesmos? Romper é inútil porque o mesmo ciclo pode ser repetido no próximo relacionamento. Aqui estão alguns passos para tentar antes de deixar tudo:

Cuide-se

Faça coisas que lhe façam bem, com mais frequência do que o habitual. Esporte, refeições balanceadas, descanso, tempo com amigos ou familiares, meditação, leitura, fotografia … há atividades de bem-estar para todos os gostos. Mesmo que os problemas do casal pareçam ocupar todo o espaço, concentrar-se em si mesmo pode trazer uma visão mais objetiva da situação.

Entenda seu papel

Não é sobre quem está errado e quem não está. Somos seres humanos e operamos de maneiras diferentes. Se temos medo de desistir e nosso parceiro diz ou faz algo que toca esse nervo, podemos reagir agressivamente, enquanto outra pessoa não teria esse problema.

Ao tentar entender e explicar nossas emoções e as do nosso parceiro, é possível modificar certos aspectos do relacionamento que nos fazem sofrer. Ou, pelo menos, comece uma nova história tendo uma melhor consciência de nossa própria personalidade.

Dê um passo atrás

Não tome decisões importantes sobre emoção. Tente esperar alguns dias para analisar como se sente. Você pode pensar que quer deixar seu parceiro quando simplesmente quer fugir da rotina de um relacionamento estagnado. O casal evolui e, embora seja impossível encontrar os mesmos sentimentos que no começo, você sempre pode tentar construir algo novo e melhor com a mesma pessoa.

Consolide seu casal e evite romper em 3 passos

Tudo começa com a escuta atenta e sem julgamento. A empatia e uma abordagem aberta ajudarão você a superar qualquer dificuldade de relacionamento.

A necessidade de ser ouvido é tão essencial para o nosso funcionamento que nossos cérebros estão especialmente equipados para realizá-lo. Somos capazes de decifrar a comunicação não-verbal em poucos segundos, deciframos os tons da voz, analisamos situações emocionais complicadas e podemos mostrar empatia graças a neurônios programados para sentir o sofrimento de outra pessoa.

Quando não usamos essas habilidades, o preço a pagar é caro: ruptura dolorosa, relacionamentos ruins, etc. Então, como podemos melhorar nossas habilidades de escuta e sermos ouvidos em retorno? Como se tornar um parceiro melhor e solidificar as bases do nosso relacionamento? O desejo de experimentar já é um excelente ponto de partida.

Passo 1: escute ativamente

Ouvir bem é aceitar as diferenças. Guarde suas opiniões e julgamentos para si mesmo e dê toda a atenção ao seu interlocutor. Não apenas ouça, mas deixe que essa pessoa saiba o que ela quer dizer, faça perguntas e seja curioso.

Etapa 2: coloque-se no lugar dele

Quando a empatia não vem naturalmente, você tem que fazer um esforço consciente para entender o ponto de vista do outro. Como casal, uma boa técnica é inverter os papéis e explicar o problema colocando-se no lugar do seu parceiro.

Etapa 3: encontre soluções juntas

Resista à tentação de dar conselhos a menos que seja perguntado diretamente. Não faça falsas promessas para resolver um problema mais rapidamente. Ao manter sua mente (e coração) aberta, você pode trabalhar em conjunto para encontrar soluções. Se você estiver do lado da pessoa “ignorada”, exija a atenção e atenção de que precisa. Seja teimoso e paciente e não leve um tiro.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: