Como as Fantasias ajudam a Fortificar o casal

Como as Fantasias ajudam a Fortificar o casal
Avalie esse artigo

Há muitos que consideram tabu ou até vergonha, porém as fantasias são agora muito mais bem assumidas pelas mulheres. E por um bom motivo: além de participarem do equilíbrio psíquico, alimentam o desejo, intensificam o prazer e, assim, ajudam a cimentar o casal. Mas você tem que compartilhá-los com seu parceiro? Aqui vai algumas explicações.

O que é uma fantasia?

Uma fantasia é uma representação imaginária de desejos conscientes ou inconscientes. As imagens, ideias ou sentimentos produzidos pela mente geram no indivíduo uma emoção e uma excitação, especialmente sexual. Mas as fantasias não afetam apenas a sexualidade, elas podem afetar diferentes áreas de desejo e prazer.

Quem fantasia?

Todo mundo fantasia e em todas as idades, conscientemente ou não, explícito ou não. Além disso, as mulheres fantasiam tanto quanto os homens. A única diferença é que eles são menos modestos e, portanto, falam mais facilmente e abertamente sobre isso.

Para que as fantasias servem?

Fantasias permitem que o indivíduo se afaste de seus problemas cotidianos e preencha certas imperfeições da realidade, onde o ego procura escapar através da imaginação. É uma espécie de compromisso entre o sonho e a realidade, os impulsos e os proibidos e que levam nos caminhos da fuga. Fantasiar não traduz uma insatisfação, mas sim uma saída que pode desviar as pressões sociais e morais, muitas vezes fortes e presentes demais.

Além disso, as fantasias são poderosas e afrodisíacas. Psiquiatras e sexólogos concordam em definir dois tipos de fantasias: os “criativos” que visam enriquecer um relacionamento sexual, para despertar o desejo; e aqueles que podem aumentar as inibições e expressar plenamente uma sexualidade.

As fantasias mais populares

Os “cenários eróticos” aparecem durante o dia ou durante o ato sexual e são formados de acordo com a personalidade de cada um. Entre as mais evocadas, notamos primeiro para as mulheres o desejo de fazer amor ao ar livre, como em uma praia, floresta, ou até mesmo em público, em um estacionamento, elevador, escritório.

Então vem o desejo de fazer sexo com uma pessoa em particular, uma celebridade, um completo estranho, um colega ou amigo. Alguns também fantasiam sobre sexo com acessórios, amarrados, vendados ou com comidas. Finalmente, alguns sonhos eróticos são mais orientados para uma situação, como ter um relacionamento com outra mulher ou homem, a três, seja o favorito de um harém ou faça um strip-tease na frente de uma multidão de pessoas.

Por outro lado, as fantasias dos cavalheiros são muito menos sábias, muitas vezes de natureza sexual, masturbação, sodomia, exibicionismo, experiências em grupo, troca de parceira ou com duas mulheres, e, além disso, são mais frequentemente satisfeitas.

As fantasias que perturbam

Submissão durante as relações sexuais, cenas sádicas, até mesmo estupro. Às vezes acontece que certas fantasias se afastam completamente dos desejos conscientes e correspondam, em vez disso, a situações temidas. Alguns estudiosos explicam essa discrepância como desejos inconscientes distorcidos respondem a processos defensivos. No entanto, se esse tipo de representação se tornar perturbador, pode ser aconselhável explorá-lo com a ajuda de um psicoterapeuta ou psicanalista.

Devemos compartilhar nossas fantasias

Embora seja fácil falar com o cônjuge sobre o passado, a família e as experiências de alguém, não é fácil revelar alguns desejos não reconhecidos, muitas vezes incompreendidos. Tudo depende do objetivo a ser alcançado. Se uma fantasia compartilhada por um casal pode apimentar a vida cotidiana do casal e aumentar a cumplicidade, alguns podem ser uma fonte de desconforto, especialmente se o parceiro não os compartilha, ou pior, se não for parte dela! Tudo é uma questão de bom senso.

Devemos agir?

Fantasia íntima ou fantasia de um casal? Para alguns especialistas, as fantasias devem permanecer no reino da fantasia para estimular a libido, correndo o risco de perder todo o seu poder e causar decepção. Para outros, eles devem ser saciados para curar certas inibições, para superar a falta de desejo e para facilitar a obtenção do orgasmo. Seu instinto pode ajudá-la a decidir: cabe a você ver se realmente se sente pronta para perceber os cenários eróticos que você imagina, ou que seu parceiro imagina, e quer saciar com você), para torná-lo um casal de fantasia.

Agora que você já sabe tudo sobre as fantasias sexuais, certamente já sabe quais são as suas. É perfeitamente normal ter essas fantasias dentro de si, e se você não as possui conscientemente, certamente elas ainda estão adormecidas dentro de você, mas uma hora ou outra vão aparecer.

Por mais que muitas pessoas ainda as descriminem, as fantasias fazem parte do nosso cérebro e por vezes nem conseguimos controla-las. Não se recrimine nem se sinta mal por isso, pelo contrário, saiba aproveita-las. Exponha suas fantasias para o seu parceiro e observe como ele se sente em relação a isso.

Pode ser que ele venha a se travar, mas pode ser que ele resolva expor as dele também, e então é hora de fazer um balanço e levar ambas em consideração. Se você deseja que seu parceiro cumpra suas fantasias com você, certamente você também terá que acompanha-lo nas dele. É uma troca justa.

As fantasias podem ajudar muito dentro do relacionamento, afinal elas podem manter a chama do casal sempre acesa, e isso é muito positivo. Porém, isso não quer dizer que você deve aceitar e embarcar em qualquer uma, não por pressão. Faça apenas aquilo que te deixar confortável, e não hesite em falar abertamente com o seu companheiro sobre isso. No final das contas, essa deve ser uma maneira de melhorar o relacionamento, e não de afastar os parceiros. Seu parceiro deve ser seu cúmplice em qualquer situação, então confie nele para poder expor seus pensamentos e posicionamentos sobre qualquer coisa.

Seja fazendo sexo em público, em um lugar diferente, com outras pessoas, com objetos diferenciados, com práticas diferenciadas, tudo deve vir apenas para o prazer. Obviamente devemos ter consciência do que estamos fazendo e também das consequências que isso pode nos trazer. Aproveite isso com seu parceiro e utilize isso a favor do seu relacionamento.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: