Como Construir um Relacionamento Saudável ( Imperdível)

Como Construir um Relacionamento Saudável ( Imperdível)
Avalie esse artigo

 

Alguns Pilares

Para construir um bom relacionamento, duradouro e saudável, tem que haver algum tipo de atração, física, emocional, intelectual e espiritual. É a base principal de qualquer tipo de relacionamento, e nenhum edifício bom pode ser construído sem essa base.

O Respeito Mútuo. Nenhum relacionamento pode ser baseado se houver falta de respeito. Todos podem passar por qualquer tipo de situação, muito difícil, e não podemos estar com essa pessoa se não respeitarmos onde ele estiver e como ele está procurando uma saída para essa situação.

Além disso, qualquer pessoa tem suas próprias crenças, suas maneiras de se relacionar com o mundo, seus amigos, sua família, seus hobbies, seus hábitos, seus inúmeros pensamentos sobre a existência. É necessário aprofundar-se para conhecer o outro e, assim, poder estabelecer um relacionamento saudável e respeitoso.

Ver também: Dicas Para Tornar seu Relacionamento Perfeito (Garantido)

Confiança – O respeito deve inevitavelmente ser acompanhado de confiança. Se não podemos confiar no outro, o relacionamento nunca se concretizará. A confiança também deve ser combatida e conquistada. Se cometemos um erro mil vezes na mesma pedra, podemos criar uma imagem potencial de desconfiança. Mas podemos polir isso reconhecendo nossas falhas e corrigindo-as no futuro.

Comunicação- Você não consegue entender um relacionamento sem comunicação, embora o ideal final seja uma relação que não precisa se comunicar, ter uma compreensão absoluta de ambos. A comunicação não significa grandes monólogos onde todos expressam o que pensam. Significa atenção, escuta ativa e conivência emocional, mesmo se alguém pensa de forma diferente ou tem pontos de vista opostos em qualquer assunto. Essa é precisamente a riqueza do diálogo, na aceitação de nossas diferenças para melhorar nossas perspectivas.

Empatia– Para desenvolver uma boa empatia, é preciso conhecer o outro, quais são suas virtudes e quais são as suas deficiências, seus pontos fracos, para tentar entender por que ele reage de uma forma ou de outra a problemas e conflitos. Além disso, isso nos facilita a possibilidade de contribuir com visões diferentes de conflitos ou problemas que o outro pode não conseguir ver.

Atualização– Os relacionamentos devem ser constantemente atualizados. Sente-se para falar sobre como se sente, sobre o que você deve melhorar, ou mudar, ou modificar para que tudo flua de forma mais harmoniosa. É algo que não é levado em consideração, mas cada relacionamento precisa ser conhecido e atualizado sempre.

Compromisso– Não podemos olhar para nada, mas está sob o prisma do compromisso. E o compromisso significa apostar em algo ou alguém em qualquer tipo de desafio que a vida nos coloca. Compromisso significa estar lá, apresentar e firmar antes de obstáculos, mas também diante da grandeza e das maravilhas da vida. Compromisso não significa andar amarrado, mas livre pelo mesmo caminho.

No bom e no mal? Apenas um casal que estabeleceu bases sólidas, o afeto, a atração física, intelectual e emocional, a afetividade, o compromisso, o respeito e a confiança poderão prever e atravessar situações difíceis sem quebrar o vínculo comum. Não é bom ter um casal apenas para o bem, ou os bons tempos. Lá estamos traindo. Devemos aprender a caminhar com firmeza e segurança em qualquer situação, e ajudar os outros quando eles mais precisam. Se não houver apoio ou cooperação mútua, no final tudo será quebrado.

Generosidade – A vida é um relacionamento e se relaciona com o envolvimento de dar e receber. Este é o princípio pela antonomásia da vida, da existência. Um fluxo constante de dar e receber, receber e dar. É por isso que a base fundamental de qualquer tipo de relação sempre será generosidade, tanto para poder dar e receber.

As melhores coisas da vida, como o sucesso, a felicidade, o amor, dependem da nossa capacidade de criar e manter relacionamentos de sucesso e duradouros. A maioria de nós tem uma excelente nota no início dos relacionamentos, depois desinflamos e terminam com um grau de suspense. Por que os relacionamentos criam problemas tão preocupantes?

Às vezes, os problemas de relacionamento são devidos a uma falha nas habilidades de inteligência emocional. Felizmente, não é tarde demais para desenvolver essas habilidades e melhorar a capacidade de se relacionar emocionalmente com a inteligência. Assim que implementarmos as 5 funções-chave das habilidades de inteligência emocional em nosso repertório emocional e relacional, poderemos criar relacionamentos duradouros, seguros e bem-sucedidos.

Como a inteligência emocional funciona para nos ajudar nos nossos relacionamentos?

Muitas pessoas colocam sua melhor motivação e atitude em seu novo emprego ou quando querem conquistar um novo parceiro, mas tropeçam quando tentam manter seus relacionamentos de longo prazo. Isso porque a manutenção de um relacionamento saudável e satisfatório requer uma habilidade única que muitos de nós não possuem. Essa habilidade é conhecida como inteligência emocional.

A inteligência emocional é a habilidade de reconhecer, gerenciar e efetivamente comunicar nossas emoções e reconhecer emoções em outros. Quando nossas habilidades relacionadas à inteligência emocional estão bem desenvolvidas, nós asseguramos uma sólida base emocional que nos ajuda a construir um relacionamento forte e saber como se comunicar de forma clara.

Como construir um relacionamento saudável

As habilidades da inteligência emocional irão ajudá-lo:

  1. Para construir uma relação duradoura e gratificante
  2. Seja calmo e focado, mesmo em situações de estresse.
  3. Compreenda suas próprias motivações, sentimentos e necessidades.
  4. Reconheça a diferença entre comunicação útil e prejudicial.
  5. Refletir argumentos e não ferir sentimentos
  6. Encontre mais diversão e alegria no seu relacionamento
  7. Transformar o conflito em uma oportunidade de construir confiança

PORQUE A RELAÇÃO DE CONSELHOS NÃO TRABALHA SEMPRE?

As emoções são os blocos de construção de cada relacionamento em nossas vidas, e o poder dessas emoções não pode ser negligenciado. Coincide com nossos pensamentos e emoções na maior parte do tempo, eles influenciam profundamente nosso comportamento, muitas vezes sem o nosso conhecimento.

A maioria das pessoas vem a um relacionamento para encontrar respostas aos problemas que eles acreditam serem responsáveis ​​por seus próprios conflitos, sem perceber que existem questões mais fundamentais no cerne do problema. Eles estão tentando curar os sintomas superficiais de suas relações disfuncionais, sem examinar as questões emocionais que estão a ferver. Mas até que as questões fundamentais sejam abordadas, os problemas e os conflitos continuarão.

AS HABILIDADES DA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL E SUA RELAÇÃO

A inteligência emocional é o conjunto de habilidades de relacionamento ou competências-chave que ajudam a estabelecer relacionamentos fortes e lidar com problemas de relacionamento. Encontre seu nível de habilidade em inteligência emocional respondendo perguntas neste breve questionário. Responda com: geralmente, às vezes ou raramente.

Você se concentra quando fala com a maioria das pessoas? Ou você fica facilmente distraído. Você se sente confortável com os intervalos? Você se sente confortável quando ninguém está falando?

Você julga ou critica alguns de seus sentimentos e emoções? Você presta atenção à sua intuição ao tomar decisões importantes? Você sabe como se acalmar rapidamente quando você está estressado?

Você chata e brinca com os outros? Você usa humor para negociar situações difíceis? Você lida bem com diferenças e desentendimentos? Responder a maioria dessas perguntas indica que você está tendo um bom começo para aplicar melhor as habilidades de comunicação com inteligência emocional em seu relacionamento. Se suas respostas foram principalmente, às vezes ou raramente, você provavelmente precisa de alguma ajuda para desenvolver algumas habilidades em seu relacionamento.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: