Como Controlar um ciúmes doentio

Como Controlar um ciúmes doentio
Avalie esse artigo

 Ciúme, todo indivíduo vive com isso todos os dias. É um defeito que não pode ser refutado. Em um casal, ele é ainda mais presente. Temos medo de que nosso parceiro vá a outro lugar com todas as tentações oferecidas pela nossa sociedade atual. É normal. Mas quando ele é levado ao extremo, ele se torna perigoso para os envolvidos de um relacionamento romântico. Transforma-se em suspeitas incessantes, paranoias constantes, um inferno real. É tão mal experimentado por quem sofre tanto para quem provoca isso.

O ciúme doentio se torna um inimigo a lutar para que sua vida de casal aconteça no mais agradável possível. Deve-se saber que esse defeito feio, como gostamos de chamá-lo, é destrutivo e põe em questão toda a confiança, o cimento de um relacionamento. Como podemos lutar contra isso? Quais são os remédios?

O que é ciúme doentio

O ciúme doentio é um ciúme levado ao extremo. Basicamente, é um defeito humano, uma emoção que todos nós sentimos, mas quando toma proporções enormes, eles empurram alguns indivíduos para reações exageradas, comportamentos incomuns para um casal normal e equilibrado. Na verdade, essa falha é frequentemente vista como um meio de rejeitar a falta de autoconfiança do outro.

Sim, o ciúme pode ser fofo. Isso mostra que realmente nos importamos um com o outro, que queremos que ele nos pertença, que passe tempo conosco. Nós amamos isso e não queremos vê-lo ir embora ou voar para outros horizontes. Realmente começa com um bom sentimento, é uma reação justa e compreensível. Mas quando fazemos demais, podemos facilmente irritar nosso parceiro, fazê-lo viver em um verdadeiro inferno.

Pesquisar bolsos de suas roupas, verificar a sua agenda, olhar suas redes sociais, chamando para algum encontro para ter certeza de que ele não irá aceitar seus passeios com os amigos, ou ainda atos sem sentido demonstrando que ciúme patológico são muitos. O parceiro não se sente mais livre de seus atos e ações e é constantemente responsável por todas as situações ruins que enfrentar. É um verdadeiro círculo vicioso que impossibilita a vida de um casal permaneça estável.

Reconheça seu ciúme mórbido para melhor derrotá-lo

A maioria dos ciumentos doentios não tem consciência de ter um defeito insuportável. Eles consideram suas reações justas e medidas. Eles não sentem que estão fazendo muito e, mais importante, não veem por que estão dando o inferno ao seu parceiro. No entanto, eles fazem isso. Sem dúvida, mas eles conseguem transformar seu casal de vida em uma investigação sem fim.

Deve ser entendido que aqui, o culpado não é aquele que sofre ciúmes. Sim, para um ciumento, o parceiro tende a se dispersar, a ver muitas pessoas, a esquecer o casal. Agora, não, o problema vem de alguém que tem o ciúme doentio, e de mais ninguém. O primeiro passo é perceber que esse comportamento é totalmente abusivo.

Assim que reconhecemos esse problema, somos mais fortes, nos sentimos mais confiantes para encontrar soluções. Se você é a ciumenta na história, saiba como ouvir os comentários de seu parceiro sobre esse comportamento. Se, ao contrário, você é quem sofre, tente fazê-lo entender que o problema não vem de você.

Técnicas para superar o ciúme doentio

O ciúme descontrolado é um problema associado à falta de autoconfiança. Estamos com medo de ver o nosso parceiro com outras pessoas. Nós nos comparamos com os outros, nos sentimos extremamente mal. O objetivo é então entender rapidamente, a todo custo, que não somos inferiores aos outros. É um trabalho em si mesmo que leva tempo. Se essa pessoa te ama, ela certamente não procurará outra pessoa em outro lugar. Quando você sofre de ciúme doentio, você tem que dizer a si mesma que seu parceiro escolheu você e não uma outra pessoa.

Para mudar as coisas, você tem que se colocar no lugar da outra pessoa, reverter a situação. Você verá que a vida que leva ao seu cônjuge é terrível. Esse exercício não é complicado de configurar. Se você é a pessoa que experimenta essa situação, da noite para o dia, reaja da mesma maneira que ele. Você vai ver, ele vai estar ciente do seu erro.

Finalmente, a discussão é essencial. É levantando o problema que você conseguirá acalmar as coisas e virar o jogo. Encontre um momento de tranquilidade longe de qualquer crise e fale sobre você. Se você não pode suportar a natureza possessiva de seu cônjuge, deixe-o falar enquanto o tranquiliza, dizendo-lhe que você o ama e que isso não vai mudar. Se você está com ciúmes, saiba ouvir os comentários que fez e mude sua atitude, verá que isso mata seu relacionamento.

Por fim, é importante que você consiga colocar em sua mente que seu companheiro te escolheu, que ele ainda escolhe estar com você, mesmo com todas as cobranças que você tem feito a ele, mesmo com todas as suas crises. Isso significa que ele te ama, e você deve saber reconhecer isso.

Um relacionamento sem confiança gera vários problemas dentro do casal, de maneira que a convivência se torna insuportável. Pense bem, reflita, respire antes de fazer qualquer tipo de insinuação ou ataque contra seu companheiro, pense em todas as provas de amor que ele te deu, todas as vezes que ele afirmou gostar de você, todos os momentos bons que vocês tiveram, talvez isso te ajuda a relaxar e evitar explodir com seu parceiro. Se você tiver certeza de algo está acontecendo, e que realmente está te incomodando, pense e escolha bem o modo com que você vai expor isso para ele, sem acusações.

Tente conversar com naturalidade, dizendo que aquilo está te perturbando. Saibam resolver essa situação juntos, como cumplices, para que isso consiga tornar a relação de vocês ainda mais forte. É perfeitamente normal se sentir insegura de vez em quando, mas quando isso se torna frequente acaba por destruir o relacionamento. Pratique sempre sua autoconfiança, isso será maravilhoso, tanto para o seu relacionamento quanto para você mesma. Você irá se sentir mais segura, mas bonita, mas feliz.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: