Como cuidar de casamento na adolescência

Como cuidar de casamento na adolescência
Avalie esse artigo

Decidir o momento de trocar alianças faz parte de uma etapa do casal, não importa a idade dos noivos. Quando os pombinhos são jovens, contudo, é comum ter como feedback uma certa descrença ou até mesmo sarcasmo por conta de pessoas mais maduras. “Não é a mesma coisa que namorar”, “vamos conversar de novo daqui a um ano” ou “você vai desperdiçar os melhores anos da sua vida” são comentários maldosos, porém, comuns. Independentemente do que os outros digam, o importante é ter certeza do que se quer.

É comum que jovens tenham mais sensação de certeza do que as pessoas mais maduras, pois quanto mais conhecemos da vida mais sabemos de tudo o que pode dar errado — é a tal da benção da ignorância.
A única vantagem (de se casar jovem) seria poder comemorar bodas de ouro sem rugas.

Brincadeiras à parte, talvez, esses jovens tenham convicção de já terem encontrado a pessoa certa — logo, “perder tempo” seria desnecessário. Maduros ou não, todos precisam se preparar, psicológica e financeiramente, para a mudança de vida.

Ver Também: Como acreditar quando ele diz que me ama

Quem vai dizer quem está certo será o tempo. Pensar na parte prática da vida ajuda a entender se o momento é o ideal para trocar alianças. Saber que os gastos vão aumentar ajuda a “clarear os aspectos emocionais” do novo arranjo. Ter em mente que a relação em si não será mais a mesma também evita futuros aborrecimentos. A convivência diária muda muito a forma como nos relacionamos com o namorado que víamos apenas no fim de semana.

Encontrar a pessoa certa é uma sensação maravilhosa, mas nem sempre é o romantismo que impulsiona o casório precoce. Lorena Noronha, psicóloga e terapeuta de casais, diz que a maior parte dos nubentes mais jovens que recebe em seu consultório resolveram casar por conta de gravidez indesejada.

Existe também o fator de querer sair da casa dos pais. Muitas vezes, ela diz, fica difícil pagar a conta da ‘brincadeira de casinha’. Ter uma casa própria não é a mesma coisa que brincar de casinha, e casar não é o mesmo que ter um namorado. Uniões entre pessoas na faixa etária de 20 a 24 anos já foram mais populares (veja abaixo), é verdade, mas dizer que os mais jovens não querem saber de compromisso é mero clichê.

É hora de se casar?

Saber o momento certo de se casar não é simples, mesmo para quem não é mais tão novo.
Veja o que deve ser analisado antes de dizer “sim”:

-Tenha clareza com relação às consequências práticas da decisão. Saiba que a vida vai mudar em todos os sentidos: financeira, social e emocionalmente.

-Calcule, faça planilhas, planeje-se: coloque no papel gastos como deslocamento, alimentação, aluguel e não se esqueça de guardar um pouco na poupança.

-Coloque no planejamento financeiro quanto há disponível para custos básicos bem como para passeios e viagens.

-Cuidado com o mito “casados e felizes para sempre”. Lembre-se que o mais difícil não é encontrar um(a) parceiro(a), mas reconhecer que relações amorosas, antes de qualquer coisa, precisam ser olhadas e cuidadas.

-A relação não ficará congelada: o casamento é duradouro e as pessoas mudam. As pessoas não avançam somente na idade, mas na profissão, passam a ser pais, trocam de hobby, criam novos laços de amizades, enfrentam doenças e mortes significativas, perda de emprego entre (muitas) outras mudanças.

-Reduza as despesas ao máximo. Leve em consideração quais são as maiores fontes dos gastos — na sua grande maioria, são empréstimos e carros.

-O ponto básico das finanças é não gastar mais do que se ganha. A renda mensal deve cobrir os gastos e ainda sobrar para controle e garantia.

-Trace uma meta dos planos em conjunto. É importante fazer um planejamento para o casal investir.

Vantagens de se casar cedo

1- Por ser jovem, você pode se aventurar a vontade com seu amor e desfrutar a vida em sua totalidade

2- Você e seu parceiro não estão totalmente preparados para a vida ainda, isso quer dizer que não são cheios de manias e histórias. Os dois vão se moldar juntos ao longo dos anos.

3- Você já aprendeu a se comprometer de verdade quando chega o momento de decidir coisas bem importantes na vida.

4- Apoio. Quando você está começando sua carreira ou se formando na faculdade, seu amor sempre estará torcendo por você.

5- É normal ser jovem e não ter grana, ser meio ferradinho e desajeitado com as coisas da vida. Ao se casar aos vinte, você enfrenta esses problemas ao lado do seu amor e comemoram toda e qualquer vitória juntos.

6- Se vocês estiverem pensando em aumentar a família, dá bastante tempo de aproveitar o casamento antes de engravidar.

7- Você está acostumado a ter sempre alguém como sua prioridade e ser a prioridade de alguém.

8- Você comemora muitos eventos e marcos da vida juntos, coisas como formatura, que casais que se casam mais velhos não terão a oportunidade de comemorar juntos.

9- Vocês vão crescer juntos.

10- Você vai deixar de lado hábitos egoístas antes mesmo de desenvolvê-los. A vida não vai ser sempre sobre onde você quer ir ou o que você quer fazer. As suas escolhas afetam outras pessoas.

11- Você aprende sobre tudo junto com o seu amor, literal e metaforicamente, desde sexo até atitudes. Isso vai ajudar a melhorar a educação de vocês dois.

12- Vocês dois têm mais energia e empolgação, seja pra trabalhar juntos, jogar juntos, ou até mesmo para cuidar dos filhos juntos.

13- Fazer planos para o futuro é mais fácil e seguro porque você tem um compromisso e assim vocês trabalham como um time.

14- Sua ambição e sonhos não somem só porque você se casa. Você só passa a ser criativo ao planejar coisas para dois!

15- Casar cedo traz um senso de responsabilidade mais cedo, faz os dois amadurecerem juntos.

16. Eles têm mais tolerância e facilidade para se adaptar à vida a dois

Pessoas que beiram os 30 e, principalmente, as que já passaram dessa idade, são testemunhas: quanto mais o tempo passa, mais difícil se torna adaptar-se a uma nova rotina e ter seu espaço “invadido”. Quem for independente por um longo tempo, que o diga!

Tolerar as manias e os defeitos do outro se torna, muitas vezes, um fardo pesado demais, principalmente para quem veio de um relacionamento em que o(a) ex manifestou tais comportamentos, e eles acabaram trazendo prejuízos para a relação.

Por outro lado, quando um casal começa a vida junto desde o início, há todo aquele entusiasmo, romantismo e fôlego jovial para lutar pelo relacionamento, apesar das diferenças que certamente eclodirão com o convívio.

17. Têm menos bagagem para atrapalhar

Querendo ou não, pessoas que vêm de relacionamentos anteriores trazem bagagens que, na maioria das vezes, mais atrapalham que ajudam. Quanto mais relacionamentos frustrados tiveram na vida, mais dificuldade elas terão de voltar a amar, a confiar e a ver com otimismo o próximo relacionamento.
Quando se casam cedo, entretanto, tudo é novidade. Ao surgirem situações difíceis – afinal, não há relacionamentos livres de tribulações – elas contribuirão para o fortalecimento e amadurecimento do casal, caso eles se unam para sobrepujá-las.

18. Fazem melhor uso do tempo e do dinheiro

Está comprovado que pessoas casadas são mais econômicas. Elas tendem a colocar o seu dinheiro no lugar certo: dentro de casa. Diferentemente dos solteiros, que gastam com festas, compram roupas e acessórios novos com muita frequência para impressionar os amigos e as novas conquistas.
Casar-se aos vinte e poucos significa investir, desde cedo, tempo e dinheiro no desenvolvimento pessoal e familiar, em vez desperdiçá-los em coisas sem importância.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: