Como disfarçar uma traição

Como disfarçar uma traição
Avalie esse artigo

Um ditado muito conhecido popularmente diz que: “se for fazer isso, que faça direito”. Se acha que tem que trair, que não dê então gestos claros do que está fazendo isso para não atrapalhar a sua relação com seu parceiro ou entrar em uma briga que não precisaria acontecer.

A sugestão é sempre tentar não trair seu parceiro. Mas se for trai-lo, há maneiras de evitar que ele venha descobrir. Separamos então algumas dicas de como tentar manter sua traição em segredo:

Ver também: Problemas no relacionamento levam a traição?

Não mude seu tom de voz ou a maneira que conversa ao atender o seu telefone.

Tanto homens quanto as mulheres, sempre notam o sinal básico de traição no meio das ligações. Para evitar passar percebido, atenda normalmente, e tente falar o básico e jamais diga que ligará mais tarde. Esse é claramente um sinal de que você não pode dizer na frente do seu companheiro, por que você está mantendo um segredo.

Termine as ligações com um “amanhã no trabalho nos falamos melhor ou você me manda uma mensagem de esclarecimento”, deixando transparecer um tom mais profissional e neutro na sua conversa.

Apague qualquer mensagem, assim que visualizá-la

O importante é não ter troca de mensagens com o pivô ou ficante fora do relacionamento, mas isso é impossível, sabemos. Para evitar ser descoberto, leia e exclua ou crie um filtro para o número que não irá permitir que você possa ler a qualquer momento as suas notificações ou receber suas chamadas.

Assim elas não ficam armazenadas nas suas mensagens comuns, mas em uma pasta restrita que podem ser lidas apenas quando você tiver vontade e o celular nem envia sinal de som para dizer que tem mensagem nova. Qualquer celular moderno tem este filtro em suas configurações.

Não minta sobre seu trabalho, é burrice.

Todo mundo, por algumas circunstancias deve ficar um pouco a mais no ambiente de trabalho, mas tornar isso algo constante é um tremendo erro. É como dar sinais demais de uma suposta traição.

E não se esqueça que seu parceiro pode ir fazer uma visita no horário extra, que você disse que estaria fazendo para saber como você está e o que anda fazendo tanto, e você pode ser pego na mentira, o que prejudica tudo.

Não envolva seus amigos no meio da sua mentira

Amigos não seguram o que falam e falam demais e, com isso, podem deixar a sua mentira na cara em uma mesa de bar qualquer. Para evitar que isso aconteça, aprenda a guardar segredo, mantendo sua traição entre você e a sua amante, apenas.

Mesmo que haja uma vontade muito comum e enorme de contar a eles. Quanto menos pessoas souberem e estiverem envolvidas, menor é o risco.

Esconda-se menos e haja naturalmente

Muitas pessoas acabam por cometer o erro de ir hotéis e motéis distantes e cidades ainda mais distantes para evitar as pessoas conhecidas.Com isso, acabam por encontrar com alguma pessoa e a desculpa fica cada vez mais sem fundamentos de um porque estar tão distante de casa e em um local tão sem sentido.

Quanto mais natural você agir, melhor será. Nada pode impedir que você tenha ido encontrar uma amiga de escola antiga para um jantar, não é verdade? Agir com naturalidade é a chave.

Tabu

A traição é algo que sempre existiu. Tanto os homens quando as mulheres, de uma maneira ou de outra, nunca foram livres do adultério. É verdade que na sociedade na qual vivemos, a tolerância com a atitude de infidelidade masculina sempre foi maior do que com as atitudes das mulheres.

Com a revolução do feminismo, o sexo conhecido como frágil das mulheres, passou a se preocupar menos com a ação de seus atos, e se tornaram mais abertamente, a assumir que também estão propensas a dar as suas mancadas sexuais.

Mas, afinal, por que as pessoas traem?

São vários os motivos que levam à uma traição: questões de valores, carências, insatisfação em relação a desejos baseados no sexo e expectativas com o parceiro, sentimentos vingativos, a busca pela novidade, o estímulo provocado pela sensação de adrenalina, ou até mesmo de posse.

A ideia de posse existe na maioria das relações permanentes e as cobranças de que o companheiro seja fiel, são normais e aceitas pelas pessoas. A falta de conversa entre o casal é outro motivo comum. Essa falta de comunicação é procurada e substituída por outra pessoa.

A pessoa opta, deste jeito, por uma saída aparentemente menos complicada. Por variados os motivos, é acabada a possibilidade de aceitar o outro como ele é, fora do idealismo. Ao invés de tentar amadurecer com seu parceiro, algumas pessoas passam a acreditar que só poderão ter momento felizes, emoções boas e crescimento fora do relacionamento.

Relações monótonas, que caem na rotina, também são convites ao adultério.
Em muitos relatos, a infidelidade pode causar muita angústia e tristeza.

Além das pessoas que chegam a trair, simplesmente porque desejam fazer isso racionalmente, ter relacionamentos sexuais e carinhosos de várias formas e com várias pessoas, existem aquelas que são infiéis porque se repetem, sem pensar, padrões de valores e ideias sociais impostas, de que as pessoas precisam ter relacionamentos diversos.

Existem ainda as que mentem e sabem que não estão seguindo o que foi prometido de modo verdadeiro, mas que fazem para passar por cima das regras e mostrar depois o que aprendeu. Existe uma crença de que os homens são mais traidores do que as mulheres.

Embora isso seja uma tendência (os homens são induzidos, desde pequenos, que podem ter mais de uma relação, e sentem-se, por isso, apoiados na razão), não existem estatísticas confiáveis sobre traições, discurso social é exagerado.

A idealização da mulher sem defeitos, pela maioria dos homens, e a ideia do homem que as apoie e as ajude, pelas maioria das mulheres (que costumam confundir relacionamento com alegria), faz com que as pessoas cobrem muito umas das outras, o que acaba gerando muitas coisas problemáticas, abrindo caminho para ser infiel.

A psicoterapeuta lembra, contudo, que nossa sociedade é patriarcal e machista. “Os homens são educados para não desperdiçarem nenhuma oportunidade de demonstrar sua masculinidade e sexualidade, e a traição masculina é melhor aceita do que a feminina.”

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: