Como evitar as brigas comuns entre os casais?

Como evitar as brigas comuns entre os casais?
1 (20%) 1 vote

Não existe nenhum relacionamento que seja um verdadeiro paraíso, e qualquer pessoa que namora ou já é casado sabe muito bem disso. De vez em quando sempre surge uma pequena discussão.

Seja por qual for o assunto, podendo até mesmo chegar a uma briga maior e tudo isso acontece independente do tempo que a mulher e o homem estão juntos, por mais que haja amor entre eles e conscientemente eles não desejam de maneira alguma ficar brigados um com o outro.

Um problema de comunicação e problemas com autoestima são verdadeiras causas e desafios de casais em qualquer tipo de relacionamento. Entre um casal que se relaciona de forma mais íntima os desafios se tornam ainda maiores.

Ver também: Como agradar um homem sem precisar usar o sexo

Por conta isso, consideram-se as maiores causas de brigas entre casais. Fica até mesmo difícil de generalizar, pois cada casal possui suas particularidades, mas sempre deixando de lado as histórias pessoas, o tempo de relacionamento de cada um, e diversos outros pontos, pois existem ainda assunto que são causas de ainda mais conflitos e discussões entre os casais.

Confira a seguir quais são as maiores brigas e as dicas para evitar que esses temas se transformem em uma verdadeira guerra.

Razões das brigas e suas soluções

1 – Brigas por ciúmes

Existem pessoas que defendem cegamente que um pouquinho de ciúmes apimenta qualquer relacionamento. Muitas ainda chegam a acreditar que as cenas de ciúmes não são nada mais nada menos que demonstrações de amor.

Porém, qual é o limite para isso? Até que ponto será que é saudável querer saber tudo o que se passa na vida do seu parceiro? A partir de que momento a preocupação com as atitudes dele passa a ser algo obsessiva, prejudicando o relacionamento à dois?

Na verdade existe uma linha tênue entre o ciúme e a possessão, levando muitos casais a discutirem com bastante frequência e por diversos motivos. Pode ser que seu parceiro não aprove sua roupa, pode ser que você questione ligações no celular dele, um deseja ter livre acesso às redes sociais do outro, sempre busca de coisas suspeitas e muito mais…

Mas, a verdade é que a maioria das pessoas acaba concordando que uma pequena dose de ciúme até faz bem para o relacionamento, isso é sinal de afeto e cuidado. Mas, quando um homem ou uma mulher passam a ser pessoas controladoras e querem assumir o controle da vida do outro, julgando ter direito a diversas coisas a situação pode se complicar e o relacionamento acaba sendo mais difícil.

Para melhorar isso, basta trabalhar o ciúme e cuidar da autoestima, pois quando isso passa a prejudicar o casal e o relacionamento, pode ser ideal buscar auxilio terapêutico.

Um bom exercício para pessoas ciumentas é buscar referências em si mesmo, toda vez que a cabeça começa a pensar no outro, a decidir como vai agir em função ao outro. É essencial que você reflita se realmente vale à pena viver dessa forma.

Uma outra opção para pessoas ciumentas é praticar atividades que estimulem a autoestima, o que não significa cuidar da beleza física, mas também cuidar do emocional, do mental e do espiritual.

2 – brigas por causa das amizades do parceiro

Existem diversas mulheres por aí que reclamam dos amigos do namorado, e nem de homens que se incomodam com as atitudes de algumas amigas de sua companheira. As conhecidas frases como:

Seus amigos são idiotas e te chamam para sair todos os dias. Você da mais atenção para suas amigas do que para mim.  Entre diversas outras que são bastante comuns entre casais e acabam por gerar constantes brigas entre eles.

Mas, como o problema pode ser resolvido? A principal dica é respeitar a opinião do seu companheiro ao invés de criticar o comportamento e as atitudes de um amigo do seu namorado, por exemplo, tente sempre nos bons motivos que fizeram os dois se tornarem grandes amigos. Lembre-se de que você também tem suas amigas e provavelmente não gostaria de ouvir seu companheiro falando mal delas a todo tempo.

É essencial ter em mente que a pessoa com quem você se relaciona antes de ter se tornado seu namorado ou marido, é uma pessoa que possui sua individualidade e precisa mantê-la, que essa pessoa possui suas próprias opiniões, gostos e sua liberdade de escolher o tipo de amizade que gosta de ter e que gosta de preservar.

E a recíproca deve ser verdadeira, afinal, você também deve ter sua individualidade, manter amizade com pessoas que são importantes para você e tentar dialogar da melhor maneira possível, sem brigas, caso seu parceiro insista em falar mal de suas amigas.

3 – Brigas por causa de dinheiro

A partir do momento em que duas pessoas escolhem viver juntas, seja se casando ou apenas morando na mesma casa, os gastos, a economia e a divisão das despesas e demais conflitos por dinheiro acabam sendo assuntos frequentes.

O segredo para que esses assuntos não se tornem uma verdadeira guerra, é manter um bom diálogo, onde o homem a  mulher tenham seu momento para falar, e também preservem um momento para parar e ouvir o outro. A verdade é que as discussões por causa de dinheiro podem começar quando o homem e a mulher estão ainda namorando.

Afinal, cada pessoa tem seu modo de pensar, enquanto algumas consideram importante economizar e deixar sempre um bom dinheiro guardado para o futuro, outras pessoas defendem que o dinheiro deve ser utilizado para viagens, passeios, desejos pessoais entre outros. Dessa forma, quando duas pessoas passam uma boa parte do tempo juntas, como namorados, por exemplo, esse tipo de assunto acaba virando rotina e causa diversos desentendimentos.

Independente de serem casados ou estarem apenas namorando, é essencial que os casais saibam dialogar de maneira civilizada e que principalmente estejam dispostos a ouvir e até mesmo negociar para que as decisões que envolvam o dinheiro sejam tomadas da melhor maneira possível e é claro, para que as brigas desse tipo possam ser ao máximo evitadas.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: