Como evitar brigas bobas e reconquistar seu amor

Como evitar brigas bobas e reconquistar seu amor
Avalie esse artigo

Brigas e discussões são comuns em qualquer relacionamento amoroso saudável, desde que não ocorra agressões físicas ou verbais. Desentendimentos constante, muitas vezes inúteis, podem, no entanto, desgastar a relação e resultar em separação.

Sempre que me deparo com alguma briga no meu relacionamento, a mesma pergunta aparece todas as vezes: será que vai valer a pena brigar por isso?

E sim, talvez essa seja a pergunta chave pra quem cansou de brigar todo dia ou quase toda semana. Aí você vira e pergunta “mas, só isso?”. Não. Evitar brigas no relacionamento é como querer evitar a ressaca.

A gente bebe, sabe que pode passar da conta, sabe da dor de cabeça e da dor do estômago que virão no dia seguinte, mas continuamos a beber. E aí vamos nos arrepender só no dia seguinte. Felizmente toda ressaca passa. Assim como essas brigas.

Brigar pra quê? As brigas tem seu lado bom. Por mais que estejamos no calor do momento, é normalmente nessas horas que a gente reúne coragem pra dizer aquilo que estava entalado e a gente não tinha ideia de como verbalizar. E depois ainda dá pra se desculpar dizendo que “saiu da boca pra fora”.

Ver também: Aprenda a lidar com o passado do seu amor

Brigar também estimula o casal a dizer certas verdades, tira o medo de ser sincero e ainda pode trazer aquela sensação gostosa de reconciliação (quando há alguma). Mas por mais normal que seja, as brigas também tem seu lado negativo.

Casais que brigam a todo momento estão mais suscetíveis ao desgaste, ao stress e, consequentemente, mais próximos do fim (Oito sinais de que você está prestes a levar um fora) do que aqueles que brigam menos. Com isso, o ideal no relacionamento não é brigar menos, mas saber brigar.

Mais do que berrar a plenos pulmões que ele prometeu ligar e não ligou ou que ela voltou tarde na sexta-feira, evite gritar. Esqueça as cenas das novelas mexicanas e procure falar sem precisar alterar o tom da voz.

Pessoas que gritam são aquelas que acham que uma voz alta é o suficiente pra fazer o outro calar a boca e aceitar seus argumentos. Ledo engano. Quem grita é quem não tem argumento.

Ok, uma vez ou outra até que está liberado, mas mantenha seus nervos sob controle caso não queira Os mitos dos casais que brigam

Todo casal briga:

– Verdade. Conviver com o outro é bem difícil, especialmente quando os hábitos, estilo de vida e opiniões são bem diferentes da nossa.

Brigar dá uma sacodida na rotina:

– Até que é verdade, mas é uma sacodida pra pior. Claro que reconciliar-se é gostoso, e aí vocês dois ficam um doce de pessoa. Mas não se pode valer das brigas pra que esse sentimento gostoso surja.

Trabalhe diariamente para se doar ao outro, amar o outro, confortar e dar carinho. Assim essa sensação de amar e ser amado aparece naturalmente, sem precisarmos das brigas.

Tem casal que gosta de brigar.:

– Verdade. Esse tipo de casal parece achar que só quando se briga é que o amor é mostrado na sua maior magnitude. Casal que gosta de brigar por brigar é porque não tem assunto no dia-a-dia e acha que brigar traz o fogo que faltava à relação.

E dá pra evitar? Claro! É possível diminuir bastante a frequência das brigas a partir do momento que você se dispõe a pensar muito antes de falar aquela frase meio torta, meio indireta direta. A gente sabe que nem sempre é fácil.

Às vezes a gente passa por alguma(s) situação(oes) durante o dia que nos deixam com os nervos à flor da pele. Aí a gente acaba descontando na primeira pessoa que aparece na nossa frente.

Algumas dicas válidas pra quem não quer se afundar nas brigas:

  • Procure gastar sua saliva apenas com assuntos que valem a pena ser discutidos.
  • Não implique com atitudes isoladas que o outro fizer(como uma brincadeira de mau-gosto, por exemplo).
  • Não use de fatos passados para justificar o presente.
  • Não coloque a culpa no outro, saiba olhar pra si e perceber que você também pode errar bastante.
  • Evite brigar em lugares públicos, assim como é bom evitar a troca de farpas numa mesa de bar.
  • Evite comparar as atitudes do parceiro com as de outro casal.
  • Brigue apenas quando você se sentir magoada, ofendida ou desgostosa quanto à atitude do outro.
  • Não brigue por pensarem diferentes e possuírem outras opiniões sobre política ou religião, por exemplo.

Como evitar brigas bobas no relacionamento

1. Antes de iniciar uma briga no calor da irritação, respire fundo, conte até dez e reflita: “essa discussão vale a pena?”. Em muitos casos, o conflito pode ser evitado se você perceber que o motivo é pequeno demais para ser levado adiante.

2. Procure sempre fazer ponderações e se colocar no lugar do parceiro ou parceira para evitar trocas de acusações que podem magoar injustamente e provocar rancor desnecessário.

3. Evite buscar no passado motivos para iniciar uma briga no presente. Se não foi capaz de resolver determinado assunto antes, dificilmente ele será solucionado agora. Em grande parte dos casos, o ideal é superar e esquecer o que ficou para trás.

4. Divergências políticas e gostos pessoais precisam ser respeitados e não transformados em brigas inúteis que não estão ligadas à vida a dois, mas podem estremecer o relacionamento.

5. Frustrações e estresse no trabalho, quando levados para casa, também abrem portas para brigas com o namorado ou namorada que nada tem a ver com o problema. Tente separar bem os assuntos para evitar descontar insatisfações no parceiro e causa desgaste.

6. Cada casal possui dinâmica própria e tentar fazer comparações com outras parcerias e usar exemplos alheios como base para seu relacionamento são atitudes que podem resultar em brigas bobas e sem sentido.

Como reverter a situação

Para evitar o bate boca por besteira, o melhor é investir na confiança e no diálogo. Só assim é possível evitar as brigas bobas e o desgaste precoce do relacionamento.

Um casal que se isola e não conversa entre si perde a cumplicidade e a sintonia. Por isso, compartilhe as coisas com o seu parceiro e tenha também um pouco de paciência. Só assim dá para viver melhor e com mais tranquilidade, sem ficar discutindo a toa.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: