Como evitar ciúme no casamento

Como evitar ciúme no casamento
2.6 (52%) 5 votes

Não é simples para um casal lidar com a insegurança em um relacionamento, e isso acaba aumento muito com o passar do tempo, acaba causando um grande desconforto no relacionamento. É natural sentir esse sentimento em alguns momentos, entretanto se não conseguirmos fazer uma distinção cuidadosa podemos criar situações desconfortáveis colocando a relação numa situação muito delicada.

Muitos casais passam por isso, se você chegou até aqui é por que possivelmente deve estar sofrendo com esse sentimento. E muito importante aprender a controlar esse sentimento para não colocar em risco o seu relacionamento.

Como podemos evitar o ciúme?

Primeiramente, é muito importante confiar sempre em seu potencial.

Muitas pessoas iniciam uma relação de forma sinuosa na defensiva e com isso vivem por muito tempo uma relação medrosa. Acontece que você deve sempre se sentir seguro(a) e transmitir esse sentimento ao seu companheiro
(a), dessa forma o mesmo(a) sentirá segurança e notará a presença da sinceridade na relação.
Fazer com que a outra pessoa sinta que você está segura(o) quanto as atitudes e postura dela(e) fará com que você mesma(o) sentir se seguro na relação e assim impedirá totalmente a desconfiança.

Ver Também: Como conquistar a família do seu namorado

Não cause desavença sem motivos

Proporcionar a desavença no relacionamento é muito fácil. Convivemos constantemente com a oposição conspirando contra nós, qualquer bobeira podemos ocasionar um ferimento na relação. É recomendável que você priorize somente aquilo que é indispensável e faz bem para a relação de vocês, evite retratar algumas situações que e em algum momento já originaram um desconforto, aquele assunto da(o) ex, aquele comentário que desagrada e comprova que você está inseguro(a) na relação.

Sintomas de que o seu ciúme está em um nível elevado

 O parceiro(a) de namoro ou noivado consecutivamente aponta o outro de ser infiel quando não há baseamento para ele ou ela a pensar desta forma.

 A pessoa ciumenta averigua contas de telefone, e-mails ou o telefone celular para examinar os registros do parceiro de comunicação. Eles podem até impedir seu parceiro de falar com alguns membros do gênero oposto.

 O parceiro ciumento impede (ou seja: as ordens), o outro único a ter para empregar certas coisas em público.

 A pessoa com problemas de ciúme pode procurar nos pertences pessoais da outra parte à procura de rastros de infidelidade

 A pessoa fora-de-controle do ciúme pode seguir a outra pessoa para se assegurar de que ela não está sendo fiel.

 Em alguns casos extremos, podem até espiar computadores, por grampos em celulares, câmeras escondidas espalhadas na casa através de equipamentos eletrônicos.

 A pessoa com ciúme patológico pode ameaçar a inventar danos físicos para si ou para seu parceiro de namoro.

Como desvendar se estou sendo traição" rel="nofollow" target="_self" >traída (o)

Impedir o ciúme é simples, não tem muito segredo. Acontece que para uma relação ficar bem e você conseguir controlar o ciúme ou a desconfiança é importante que você invista muito no controle emocional. Não exponha em todas as circunstancias o ciúme que você sente pela pessoa originando assim um constrangimento e medo dela em estar com você.

Como parar de discutir

O DESAFIO

Muitos casais não conseguem sentar e ter uma conversa tranquila. Isso acontece com você e seu companheiro? Tem sempre a impressão de estar sempre vivendo em um campo minado, onde quaisquer movimentos podem provocar uma discussão impetuosa?
Se essa é a realidade de sua vida, tenha certeza de que a situação pode melhorar. Mas, primeiramente, é necessário descobrir por que vocês dois vivem sempre brigando.

Por que isso acontece?

Mal-entendidos.

Uma esposa as vezes, quando conversa com meu marido, e se expressa mal. Outras vezes, insistimos que disse alguma coisa, mas na verdade não disse — apenas achei que tinha dito.

Diferenças

Por mais combinados que vocês semelhem ser, suas opiniões sobre alguns assuntos vão ser diferentes. Por quê? Porque não existem duas pessoas idênticas. Mas as diferenças podem enriquecer ou originar tensão no casamento. Para muitos casais, o efeito é a tensão.

Maus exemplos

Meus pais viviam debatendo e falavam coisas ofensivas um para o outro. Então, quando me casei, eu falava com meu marido da mesma maneira que minha mãe falava com meu pai. Eu não tinha aprendido a mostrar respeito.

Motivos menos aparentes

A verdadeira causa de uma discussão acalorada muitas vezes não é evidente. Por exemplo, uma briga que começa com “Você sempre se atrasa! ” Talvez não tenha a ver com cuidado, mas com a superficial falta de consideração.
Não importa o motivo, discussões constantes podem prejudicar sua saúde e até ser um fator que leva ao divórcio. Então, como você pode parar de discutir?

O QUE VOCÊ PODE FAZER

Um segredo para impedir discussões é identificar o verdadeiro motivo do problema. Quando a situação ficar mais calma, tente fazer o seguinte exercício com seu cônjuge.

1. Cada um deve anotar em folhas distintas a causa de uma discussão atual. Por exemplo, um marido talvez escreva que sua esposa passou o dia inteiro com as amigas e nem telefonou para avisar onde estava. E uma esposa talvez escreva que o marido não gostou porque ela saiu com as amigas.

2. Com a mente aberta, dialoguem sobre as seguintes questões: ‘O problema foi grave mesmo? Dava para desconsiderá-lo?’ Em alguns casos, pare para conservar em paz, talvez seja melhor acolher a diferença de opinião e deixar que o amor fale mais alto.

Se vocês dois chegarem à conclusão de que o problema era imperceptível, peçam desculpas e considerem o assunto encerrado.

Mas se o assunto ainda parecer grave para um ou para os dois, passem para o próximo ponto.
3. Anotem como vocês se sentiram durante a discussão. Por exemplo, um marido poderia escrever: “Eu tive a impressão de que você preferia ficar com suas amigas a ficar comigo. ” Uma esposa poderia escrever: “Eu tive a impressão que estava sendo tratada como uma criança que necessita ficar dando satisfação para o pai.”

4. Troquem os papéis e leiam os comentários um do outro. Quais eram os agentes reais por trás da discussão? Conversem sobre o que cada um de vocês poderia ter feito para conseguir resolver o verdadeiro problema sem brigar.
5. Dialoguem sobre o que aprenderam com esse exercício. Como vocês podem empregar isso para resolver ou evitar futuras discussões?

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: