Como manter a amizade com o ex

Como manter a amizade com o ex
Avalie esse artigo

Você mantém uma relação de amizade com ex? Algumas vão responder que isso nunca passou pela cabeça, que é impossível. Outras vão achar uma situação completamente normal, afinal, já tiveram uma relação sentimental com essa pessoa. Afinal de contas, é possível ter uma relação de amizade depois de um término? Eu posso adiantar que sim, é possível para algumas pessoas. Mas será que funciona? No texto de hoje eu vou mostrar os prós e os contras de uma relação e te dar umas dicas de como ter uma relação saudável com o seu ex. Vamos lá?

Conseguir se tornar amiga de um ex não é uma missão impossível. Muitos ex-amantes funcionam melhor como amigos do que como casal. Tudo depende da base sobre a qual a relação foi construída, como a relação funcionava, o modo como aconteceu o término e a maturidade de ambos.

Uma utopia?

Para alguns, amizade com ex é uma utopia, especialmente se a relação foi marcada por mal entendidos e brigas. Há casos também de casais instáveis emocionalmente e nesses casos, é recomendável que os dois não tentem estabelecer uma amizade.

Por outro lado, uma relação amigável com o seu ex deve apoiar sobre dois requisitos: tempo e avaliação da sua relação. O fim de um relacionamento é sempre doloroso para ambas as partes, mas muitas histórias de amor terminaram de uma forma cordial e respeitosa, depois de um tempo de boa convivência e belos momentos juntos. Com este tipo de ex-casais, a amizade é algo possível, salvo que necessita de  tempo para superar a separação, encontrar o equilíbrio, analisar o que passou e, especialmente, refletir sobre o que sentem.

É importante nos livrarmos dos preconceitos e condições, analisar a relação com objetividade, reconhecendo nossos erros e os dele e o motivo que levou à separação.

Em que momento devemos tentar ter uma amizade com ex?

Somente quando estivermos preparadas, ou seja, quando tivermos certeza de que estamos fortes e deixamos passar todos os resquícios dessa relação que já acabou. Aí então é recomendável iniciar um novo relacionamento com o ex. Tente não manter contato enquanto não estiver segura de que não há nenhum sentimento amoroso de sua parte.

Como foi o final do relacionamento?

Normalmente, o modo como o término aconteceu pode indicar se é possível ter ou não uma boa amizade. Na maioria dos casos, ser amigo do seu ex só é possível quando a separação ocorreu de forma amigável por ambas as partes. Se houve enganos, infidelidades, traições, será muito complicado  ter uma boa amizade.

No entanto, se apesar disso tudo, se a ruptura aconteceu de forma civilizada, em que houve um diálogo e os dois se perdoaram, é possível que a amizade floresça.

Viva o luto

Depois do término, o ex-casal precisa entender que já não terão a mesma relação, que não estarão como antes na vida um do outro. E esse período de adaptação é o melhor aliado para conseguir passar do amor para a amizade, se existe boa intenção de ambas as partes. Se a separação não tiver acontecido de forma traumática, de tal forma que anulou qualquer sentimento de amor e afeto, é possível.

Para que haja uma amizade sincera e saudável é necessário que não haja mais vestígios do casal. Por isso, é essencial passar pelo processo de luto, em que os dois possam sofrer e se curar. Nesse tempo, o ideal é que os dois passem um bom tempo sem se ver. Em alguns casos, quando a relação já estava desgastada, é mais fácil, já que o casal já era mais amigo do que qualquer outra coisa.

Mas é bom ter em mente que o processo de amantes a amigos pode ser lento, porque é necessário manter um difícil equilíbrio entre razão e emoção.

Sexualidade

Um ponto que deve ser posto de lado na amizade com ex é a sexualidade. Em um relacionamento entre amigos, o que deve prevalecer é o querer cuidar um do outro. Deixar de lado o desejo e o aspecto sexual da relação é um dos pontos mais difíceis de superar, por isso é sempre bom estabelecer acordos e regras para evitar confusão de sentimentos. Em alguns casos, ex-casais conseguem ser amigos e ter sexo casual sem nenhum problema. Já em outros, adicionar sexo na mistura só causa confusão e estranhamento.

Quando há filhos envolvidos

Se há crianças envolvidas é quase obrigatório manter um relacionamento cordial após a separação. Rancor e ressentimento são sentimentos muito negativos que devem estar ausentes em qualquer separação, mas especialmente se você tem crianças de qualquer idade.

Muitos pais tentam ser amigos do ex para o bem das crianças. Embora essa seja uma razão importante para manter uma amizade, não é garantia de sucesso. Sentem, conversem como será a relação de vocês. Caso não haja nenhuma chance de vocês se tornarem amigos, não force.

Faça um esforço para apenas ter uma relação cordial com ele, onde haja respeito entre os dois. Ver os dois se tratando como amigos fará com que seus filhos tenham mais respeito, confiança e admiração por vocês.

Ciúmes

Às vezes, o ciúme pode atrapalhar essa nova etapa do relacionamento. Imagine que um dos dois começou uma nova relação e o outro começa a ver que o novo casal faz coisas que vocês não fizeram quando estavam juntos? Pode rolar um ciúme, ainda que inconsciente. Nesse caso, o ciúme seria algo como um teste: confirmar que, sob o pretexto de amizade, algo mais estava escondido. Vocês poderiam pensar que estavam tendo uma amizade saudável até que o novo relacionamento começou. O ciúme despertou, o que indicaria que nem tudo foi realmente encerrado.

Esqueça o sentimento de posse

Lembre-se de que ser amigo de um ex significa que, depois de um tempo, você precisa estar preparada para vê-lo com outra pessoa, por isso você deve estar com sua mente aberta e  ser muito madura.  Ele agora é solteiro e não há motivos para ciúmes. Se você acha que nunca estará pronta para isso, é melhor nem tentar começar uma amizade com ex porque não irá dar certo.

Deixe o passado onde ele pertence

A chave para uma amizade com ex é: o passado deve ficar no passado. Não tente lavar a roupa suja jogando na cara as brigas do passado ou o término do relacionamento. Se vocês vão assumir uma relação de amizade, não desenterre coisas da época em que vocês estavam juntos. Isso só irá gerar brigas e desconforto e mostrará que você não está preparada para manter uma nova relação com o seu ex.

Fique um tempo distante

Depois do término, o melhor é se manter distante por um tempo. Querer começar uma amizade logo depois do fim da relação é muito complicado porque geralmente há uma pessoa que ainda tem sentimentos pela outra. Nessa situação, a amizade só poderá surgir com o tempo. A ideia é construir uma relação de respeito e isso inclui respeitar os sentimentos e o tempo que o outro precisa.

Se o seu ex não quer saber de você, se não se sente cômodo na sua presença, respeite sua decisão e siga o seu caminho. O tempo dirá se no futuro poderão ou não manter uma relação de amizade.

Não use a amizade como pretexto

Se você ainda sente algo por seu ex, se você sente que ele ainda te pertence de algum modo, se você ainda o deseja ou o ama, é melhor parar. A amizade provavelmente servirá de desculpa para que você fique perto dele e isso poderá alimentar uma ilusão de que vocês poderão reatar o relacionamento. Até que esses sentimentos sejam superados, não será possível estabelecer uma verdadeira amizade.

Conselhos

Nem todos os relacionamentos podem passar para a amizade, apenas aqueles em que sempre houve respeito e carinho conseguem. Se você teve um relacionamento tóxico, não é recomendável que você mantenha uma amizade com seu ex. Provavelmente é uma pessoa que não trará nada de positivo para sua vida e poderá te afundar em um mar de problemas. Em casos mais graves, onde houve abusos, é melhor se afastar completamente do ex, sem olhar para trás.

Muitas vezes, a única solução é a separação total, não ter nenhum tipo de relação. Há pessoas que querem forçar uma relação e isso não é possível. Amizade não pode ser forçada. O melhor, nesses casos, é se separar de forma civilizada e cada um seguir o seu caminho.

É possível manter uma amizade com ex

O fim de um amor não precisa significar o fim de uma relação. De fato, algumas pessoas que uma vez se gostaram talvez continuem com esse sentimento, porém de uma forma diferente. Quem é importante para o outro não deixa de ser do dia para a noite, mantendo contato ou não.

Um ex nos conhece, sabe o que nos faz tristes e felizes. O amor pode ter terminado, mas você pode continuar a manter uma ligação e uma certa cumplicidade com seu ex. Há relações tão lindas, que demoram anos para se firmarem; é uma pena acabarmos com ela completamente. Por que eles não podem continuar contribuindo com coisa boas para nossas vidas?

A decisão é sua

Ser amiga do seu ex significa fazer parte da sua vida, saber o que ele faz, escutá-lo, ajudá-lo. É tratá-lo como um amigo a mais, com o mesmo carinho, a mesma atenção, solidariedade e maturidade. É deixar de lado os ciúmes e os velhos sentimentos. Tudo isso é sinal de crescimento e superação pessoal.
Em última análise: se manter em contato com um antigo parceiro é uma decisão pessoal que tem riscos e pode levar a conflitos, mas também pode ser uma grande fonte de riqueza, cumplicidade e felicidade, ainda que a relação seja diferente de antes. Não há certo e errado, é você quem deve considerar algumas circunstâncias e tomar a melhor decisão para a sua vida.

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: