Como manter um relacionamento à distância

Como manter um relacionamento à distância
Avalie esse artigo

Ouço por aí vez ou outra que um relacionamento à distância nunca deu certo – e que provavelmente não dará. Ou que são pouquíssimos e raros os casos que, por algum acaso do destino, deram certo. Ouvi dizer que é loucura e sou chamada de louca dia sim, dia não. Mas, sinceramente? Não ligo de ser louca se for com você. Não me importo de ser insana se eu tenho alguém que me dá paz mesmo estando do outro lado do mundo.

A distância é infinita, eu sei. Não dá nem para acreditar, mas meu coração e o meu pensamento continua em você desde o nosso último beijo na fila do aeroporto, quando os olhos apertaram, a garganta ficou seca e a única coisa que eu sentia era vontade de parar o tempo. Eu não sei como te encontrei, não faço ideia do porquê o destino nos quis juntos mesmo assim, separados.

Mas sei que cada parte do meu subconsciente chama por você, mesmo sem te sentir, sem te abraçar. Eu desejo você todos os dias da minha vida. Me apaixonei pelo que você é para mim, me apaixonei por você enquanto estávamos juntos e mais ainda nos meses em que ficamos separados. Me apaixonei pelas suas caras e bocas quando está com raiva, pelo seu abraço quando me encontra, pelos seus olhos ardentes como fogo quando não gosta de algo, pela sua demora de se arrumar e até mesmo pelo seu jeito possessivo de me cuidar. É efeito droga. É vicio. É paixão. É você e eu. Somos nós.

Muitas vezes ao dia me pego lembrando do seu sorriso, nada fácil de ser visto, mas muito rápido de ser memorado. Por outro lado, meu riso é tão fácil quando estou com você. É quase impossível te olhar e não sorrir. O meu riso que só você tem, especialmente seu. E por você. Pode não parecer, mas é e não existe coisa melhor do que saber que você é o motivo dele. Os seus braços me lembram lar. Onde eu quero estar, onde eu quero morar.

A sua respiração ao pé do meu ouvido e o seu perfume que eu insisto em guardar. Já se passaram 3 meses desde a última vez que te toquei, 3 longos meses sem a sua boca encostando a minha, sem os meus dedos segurando seu cabelo.  É incrível a sua capacidade de fazer os meus sentimentos se contradizerem, um desejo árduo de te odiar e uma sensação incrível de te amar. E ser amada. E gritar para que não só esses dois cantos do mundo saiba, mas todos os quatros: eu sou sua.

São mais de 8.625 km, um fuso horário e dois corações que mesmo assim se encaixam, se conectam. Aliás, são dois corações que nunca se separaram. No meio de 90 dias tem essa distância que não significa nada enquanto você significa tudo.

Foi em você que eu encontrei forças para seguir em frente, para tentar ser melhor por nós. Foi nesse seu jeito brincalhão que eu te quis para alegrar os meus dias. A minha saudade grita o seu nome quando vou dormir, ao acordar, nas vezes que me pergunto o que você está fazendo, e até mesmo nos meus sonhos. Nos planos que eu quero concretizar com você e na vida que sonhamos em ter juntos.

São 2190 horas separando o meu sorriso do seu, você acredita? E o seu olhar que é o meu preferido, continua sendo o mais encantador no meu mundo. É uma frase tão clichê, mas eu conto os dias para estar no seu colo de novo, para sentir a sua respiração e me encolher em você enquanto dormimos. É algo fora do normal, que eu nunca me imaginei vivendo, sem explicação. É como se o meu corpo implorasse apenas pelo seu. E minha boca dependesse da sua.

Diante tudo isso, não tenha nada que me faça duvidar do que eu sinto por você e do que eu imagino pra nós. Muito menos se vamos dar certo ou não, porque já estamos dando, do nosso jeitinho. Só nosso. E é isso que importa, que me faz feliz e acalma a minha alma. Saber que te tenho é o melhor motivo para querer continuar. É o meu combustível. E seus olhos dizem tanto enquanto eu, só quero saber o que você pensa quando me olha?

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: