Como melhorar a confiança no relacionamento

Como melhorar a confiança no relacionamento
Avalie esse artigo

Muitas mulheres dizem: “Bem, eu vou tentar neste relacionamento! Se não der certo, fazer o quê?!”. A prática, muito distante da teoria, é que cada relacionamento transforma, mexe com a gente e às vezes também nos rouba. Sim! Rouba sua esperança, sua vontade de construir um futuro e sua confiança. Relacionamentos abusivos ou mal resolvidos destroem aos poucos quem você é e tiram pedaços importantes de você.

Não à toa, muitas mulheres terminam casamentos e ficam com o pensamento: “Nunca mais quero me casar!”. Isso aconteceu comigo. Eu sei do que estou falando. Isso acontece muito porque a experiência de ter uma vida a dois foi traumatizante.

A confiança é um sentimento. É a ação de quem se sente confiável e confiante, pois acredita no outro e nas ações corretas que ele terá diante das várias situações da vida. O problema é que muita gente não confia. Ou porque não é uma ação natural da pessoa, pelos muitos traumas que carrega, ou por interpretar errado as ações do companheiro. E quando o caso é de desconfiança, o relacionamento passa de algo divertido a ser um problemão, né? Você fica estado de alerta o tempo todo porque se sente ameaçada, o que faz com que você tome decisões irracionais.

Ver Também: Coisas que você precisa saber antes de ir morar com ele

Mas como controlo meu ciúme?

A grande questão aqui é: para se relacionar é preciso confiar! Confiança é a alma do negócio. O pesquisador e psicólogo Thiago de Almeida, do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, chegou à conclusão que quanto mais o parceiro é ciumento, maiores as chances de ser traição" rel="nofollow" target="_self" >traído. O pesquisador entrevistou 45 casais paulistanos heterossexuais, de diferentes idades e classes sociais, com pelo menos seis meses de relacionamento.

O pior aconteceu. E agora?

O problema não é só superar o erro da traição, mas confiar de novo. E se você já foi traição" rel="nofollow" target="_self" >traída, sabe do que estou falando. Confiar novamente em alguém, depois de se ver totalmente sem chão, é como dar um salto livre num abismo no qual você já se machucou uma vez. Ainda que seja com outra pessoa. É uma decisão! E como todas as decisões da vida, precisam de responsabilidade.

Você tem que lidar com o adeus ou com a nova chance. O que não dá é para continuar num relacionamento ressuscitando a situação nos piores momentos, sempre trazendo o assunto da traição quando brigam, sempre jogando um na cara do outro como ambos falharam.

Conversar, dialogar, refletir e debater. Não se canse de falar sobre como se sente ou do que precisa para sentir-se mais segura. Não falar também é dar brecha para que, lá na frente, esse sentimento de insegurança se torne algo incontrolável.

Como confiar novamente?

Toda queda gera cicatrizes. A cicatriz de uma traição são o ciúme e a insegurança. Mas você se pergunta: “O que fazer se eu não consigo confiar em ninguém?”. Porque cada uma tem uma história, cada problema tem uma raiz e chegou a hora de parar de seguir a “dieta dos outros”. A fórmula mágica, principalmente no que diz respeito a relacionamentos, não existe.

Quer mesmo superar o ciúme e a desconfiança? Comece entendendo de onde eles vêm. Nem sempre eles são apenas resultado de uma traição. Às vezes é só o medo de posse ou de perda falando mais alto.

Antes que você comece a refletir sobre a raiz desse sentimento é importante que busque colocar-se no centro dessa pesquisa interna. Mergulhe em você mesma! Permita-se ser sincera com você mesma e enxergar suas atitudes. Uma grande mudança acontece em nossas vidas quando assumimos a responsabilidade do que acontece conosco.

Imagine comigo uma mulher independente, que gosta de si mesma, que tem segurança em suas curvas, sensualidade, inteligência, que é admirada pelos homens e mulheres que conhece, que também é companheira e amiga de seu esposo. Essa mulher existe! Ela se sente insegura às vezes? Certamente, sim. Mas também reflete ao seu marido o poder que tem ao dizer nas entrelinhas: eu não preciso de você, e mesmo assim escolho ficar contigo.

Essa mulher sente ciúmes? Com certeza! Mas esse sentimento natural passa quando ela se lembra que é comum ter interesse sexual pelo outro (incluindo por desconhecidos).

Porém, o motivo para manter um relacionamento vai além do prazer sexual. Um resumo, se você consegue perceber suas qualidades, busca seus sonhos e a felicidade, não há quem resista a isso. Mas se transmite insegurança, arma barracos homéricos ou emburra e fica sem falar com o companheiro ao primeiro sinal de ameaça: você precisa mudar! Essa é a hora. É agora ou nunca. Ou você prefere ter mais um relacionamento roubando pedaços seus?

Observação: Estamos aqui falando de um ciúme comum, aquele sentimento interior de perda. Se o ciúme que você sente gera transtornos e alucinações, procure um profissional. Isso é patológico e não deve gerar culpa. Mas é importante tratar!

Dicas para construir confiança em um relacionamento

1. Desejo de controle

Quando um parceiro quer controlar o outro e ter o domínio, é muito difícil ter um terreno igualitário e estabelecer a confiança no relacionamento. Se você não está contente no relacionamento e constantemente quer mudar seu parceiro e ditar os termos, este não é um ambiente propício para construir a confiança. Seu parceiro vai se retrair e se distanciar de você.

2. Desonestidade

Se você está sempre tentando esconder coisas de seu parceiro, mente por omissão ou apenas diz a ele o que pensa que ele quer ouvir, você não só está sendo desonesta com seu parceiro, mas não está sendo verdadeira consigo mesma. Lembre-se de que se você está fazendo algo errado sobre o qual não pode falar com seu parceiro, o problema não é esconder, mas sim se você consegue conviver com isso. Seja lá o que fizer, tenha a coragem de suas convicções que nunca há necessidade para desonestidade.

3. Autocentrismo

Quando o foco está nas nossas necessidades e em nós mesmos, tendemos a fazer coisas que não ajudam o relacionamento e provavelmente podem causar uma rusga nele. Se você tiver motivos egoístas, isso erode a confiança que seu parceiro depositou em você e causa a perda da fé. Isso, por outro lado, prejudica o crescimento da relação e a faz estagnar.

Para construir a confiança no relacionamento, temos de superar estas barreiras e nos certificar que elas não funcionam como pedras no caminho. Além disso, é importante trabalhar essas dicas que melhoram e alicerçam a confiança de modo que ela funcione como uma força coesiva na relação.

4. Seja aberta

É vital em um relacionamento ser o mais aberta e honesta possível. Às vezes, os casais mentem um para o outro sob o pretexto de que machucarão o outro. Isso é algo sobre o qual eles precisam pensar quando estão sendo desonestos, e não na hora da revelação. Se você pensar duas vezes sobre o que está fazendo e como isso machucará seu parceiro, se realmente se importar com ele, você não o fará. Se você está constantemente escondendo coisas e não é sincera, isso deteriora e inibe a confiança no relacionamento.

5. Comunicação

A comunicação está no centro – uma parte integral da construção da sustentação e confiança no relacionamento. A comunicação não envolve uma só pessoa falando – ou uma conversa superficial sobre tendências da moda e fofoca. Uma comunicação envolve eficazmente ambos os parceiros contribuindo na conversa e ouvindo quando o outro fala. Ela envolve mostrar as cartas e dizer o que se pensa, falando sobre suas emoções e sentimentos mais profundos. Significa ser direto sobre suas necessidades e expectativas.

6. Perdão

Construir confiança no relacionamento também envolve ser capaz de perdoar seu parceiro pela dor que ele possa ter causado no passado. Se você não consegue fazê-lo e insiste em se apegar a problemas pequenos ou fica remoendo questões antigas, seu relacionamento morrerá de causa natural. Se decidir continuar no relacionamento apesar da dor que seu parceiro te infligiu no passado e quiser trabalhar para reconstruir a confiança, você tem de estar disposta a limpar a mesa e começar de novo.

7. Tenha empatia

Quando os problemas surgem ou situações difíceis se formam, como estão fadados a acontecer, é importante demonstrar interesse pelos sentimentos de seu parceiro e ser sensível às suas necessidades. Mesmo se você não tiver concordado com o curso das coisas e ele não seguiu suas dicas, o apoie nessa hora de desespero. Se entender os desejos mais profundos e identificar-se com os interesses dele, ele estará mais inclinado a confiar seus sentimentos a você. Se você jogá-los na cara, ridicularizá-lo ou esfregar quando ele tiver tropeçado e caído, ele não estará inclinado a confiar em você.

8. Mantenha sentimentos positivos

Se seu parceiro nunca te deu razão para duvidá-lo, então não duvide. Como se diz, uma pessoa é inocente até que se prove o contrário. Se você estiver sempre suspeitando e duvidando dos motivos dele, ciumenta e fazendo conclusões rápidas (frequentemente erradas), será muito difícil construir a confiança no relacionamento. Trate seu parceiro do jeito que quer ser tratada – com amor e respeito.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: