Como posso procurar um parceiro por Deus? É errado usar a Bíblia para testar? (Imperdível)

Como posso procurar um parceiro por Deus? É errado usar a Bíblia para testar? (Imperdível)
Avalie esse artigo

Deus tem um parceiro para mim?

Sem dúvida, ouvimos muitas vezes quando falamos sobre relacionamentos: “Deus tem alguém para você”.

É um sentimento adorável e a intenção, sabemos, é genuína. É bom pensar que tudo o que temos a fazer é esperar e poof! * Deus fará alguém aparecer em nossas vidas. Porque, afinal de contas, “Deus tem alguém para mim”.

Infelizmente, não há nada na Bíblia que sustente essa afirmação.

Queremos esclarecer algo importante: não estamos dizendo que Deus não é capaz de fazê-lo (nem negar o fato de que isso aconteceu). Nós só apresentamos a perspectiva bíblica, que é muito diferente da afirmação: “Deus tem alguém para você”.

A realidade da questão é mais forte: o casamento é para nosso benefício terreno e não tem permutas na eternidade.

Lembra quando alguns saduceus tentaram Jesus com uma pergunta sobre a ressurreição? Eles falaram de um homem com uma esposa e sete irmãos, que morreram e sua esposa era a esposa de cada um dos sete irmãos que morreram (Mateus 22: 23-33). Eles lhe perguntaram: quem será a esposa na ressurreição (eternidade)? E, nos versos 29 e 30, Jesus libertou uma realidade poderosa:

Jesus respondeu:

O erro de você é que você não conhece as Escrituras e não conhece o poder de Deus. Pois quando os mortos forem ressuscitados, eles não se casarão nem se renderão em casamento.

Então, para colocar em palavras simples: Deus não se importa se você se casar ou não. Sim, há muitas coisas boas no casamento (Provérbios 18:22), mas não é um requisito de salvação.

Deus escolhe meu parceiro?

A resposta, baseada no exemplo bíblico, é “não”.

Há alguns casos em que parece que sim, mas uma análise de cada caso revela a realidade da questão:

Adão e Eva (Gênesis 2:18)

Este é o mais próximo. Deus criou um companheiro para Adão. Mas, sejamos honestos: não havia mais ninguém e, sem esse movimento de Deus, nenhum de nós estaria aqui para discutir isso. A realidade é que Adão não escolheu porque não havia lugar para escolher (se não, o pobre homem ficaria sem costelas).

Oséias e Gômer (Oséias 1: 2-3)

Nesta história, Deus pede Oséias para escolher e se casar com uma mulher prostituta é uma bela história, mas, novamente, Deus não disse a quem escolher (para exemplificar o amor de Deus ao seu povo incrédulo.) – apenas deu um recurso base. Oséias escolheu Gomer.

José e Maria (Mateus 1: 18-21)

Nesse exemplo, Joseph já havia escolhido Mary. O que Deus fez foi impedir que José a deixasse.

Isaque e Rebeca (Gênesis 24:14)

Aqui vemos que o servo de Abraão pede coisas específicas a Deus e, de repente, tudo acontece em Rebecca. No entanto, quando notamos, o que o servo fez foi pedir confirmação de que Rebeca era uma mulher adequada para Isaque – o servo já a havia visto e escolhido! Este exemplo bíblico pode acontecer hoje: Deus pode confirmar o casal que lhe interessa (mas não é necessariamente comum que isso aconteça).

Então o que fazemos?

A realidade é que, embora Deus não escolha necessariamente o seu parceiro para você, ele nos deixou a Sua Palavra. Nela, há muitas coisas para as pessoas que já são casadas – muitos conselhos para os maridos sobre suas esposas e vice-versa. Quando alguém é solteiro, o único requisito bíblico para escolher alguém é encontrado em 2 Coríntios 6: 14-15:

Não sejais desigualmente unidos com incrédulos; porque que comunhão a justiça tem com a injustiça? E que comunhão ilumina com as trevas? E o que concorda com Cristo com Belial? Ou que parte do crente com o incrédulo?

Unir-se em um “jugo desigual” é entrar em uma intimidade (emocional, física, etc.) com alguém que não ama a Deus ou que não tem a mesma maturidade espiritual que você. (Mais informações no link).

O resto são dicas práticas que podemos oferecer:

  • Como regra geral: se é alguém que o aproxima de Deus, é alguém que você quer (e deve ter) em sua vida.
  • Tente encontrar um companheiro depois de definir seu chamado em Deus. Seria trágico se o seu chamado fosse para missões e o seu parceiro para um pastorado local – você inevitavelmente se verá na encruzilhada da escolha entre o seu parceiro e o plano de Deus para a sua vida.
  • Não entre em um relacionamento pensando que você pode “mudar” algo sobre essa pessoa. Decida com o que você pode viver e o que não.

Conclusão

Em um sentido geral, não é um requisito bíblico para se casar.

Se você decidir se casar, Deus lhe dá a oportunidade de se abençoar com o casal que você escolher.

Lembre-se: o amor não é encontrado, é alcançado.

Esperança para um casamento sem esperança

Houve uma vez uma garota que sonhava com aquele dia em que encontraria seu homem perfeito e bom, ideal para ela. E quando esse homem apareceu em sua vida, ela sabia que ele era o escolhido. Eles se apaixonaram, se casaram e viveram felizes para sempre.

Bem … Não exatamente.

Você está disposto a fazer mudanças em seu coração?

Eu geralmente ouço as mulheres dizerem, e eu pessoalmente tenho experimentado isso, que a “felicidade eterna” termina em algum momento na lua de mel ou pouco depois. O marido e a esposa entram no que chamei de ciclo “Mulher Forte / Homem Temeroso”, e as paredes começam a se levantar para isolar o casal. Quando isso aconteceu no meu casamento, fui apanhado em um longo período de desespero.

Durante aquela época escura do nosso casamento, muitas vezes senti que as coisas nunca melhorariam. Eu estava amarrado a alguém com quem eu não queria passar o resto da minha vida.

Tinha que haver uma resposta para nossos problemas, mas ele não estava disposto a mudar.

“Se ao menos ele tivesse procurado aconselhamento, teríamos uma chance.”

“Eu tentei de tudo, mas nada que eu fiz parece fazer a diferença. Ele ainda age como se eu fosse seu inimigo “.

Você está familiarizado com algumas dessas declarações? Vamos neutralizar algumas dessas dúvidas com a verdade:

As coisas nunca vão melhorar.

Pode ser que o seu relacionamento não melhore. Na verdade, isso pode piorar. Mas melhorar seu relacionamento não deve ser seu principal objetivo. Todas as nossas motivações e desejos devem estar enraizados em dar glória a Deus. Quando vemos nossa vida a partir dessa perspectiva, podemos confiar que, quer vejamos ou não as mudanças que entendemos necessárias, ainda teremos motivos para adorar e agradecer a Deus.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: