Como reconquistar o relacionamento saudável

Avalie esse artigo

Somos seres considerados bastante comunicativos, precisamos de estar presentes com outras pessoas, e manter o contato com outras pessoas. Também é muito comum buscarmos aceitação social que é imposta pelas pessoas.

Sermos aceitos, fazer parte de alguma coisa, está associado à nossa necessidade de encaixe, a necessidade de estarmos entrando em contato com pessoas que tenham gostos, valores e sonhos parecidas com os nossos.

Isso é muito importante para o ser vivo, em geral, para que ele possa detectar e se identificar com a sua origem, seu lugar de afinidade, encontrar outras pessoas que sintam as coisas da mesma maneira, que debatam sobre os mesmos assuntos.

Ver também: Como reacender a paixão na cama

Quais os tipos de pessoas que precisamos em nossa vida? E a importância dos relacionamentos em geral.

As pessoas que devemos ter ao nosso lado, em nossa jornada, são aquelas pessoas que demonstrem que creem em nós, em nossa capacidade, em nossas ambições. Pessoas que nos aceitem como realmente somos de verdade, que se achem com nossa essência e que acreditem em nossas capacidades.

É muito agradável quando temos ambições e podemos compartilha-los com pessoas que imediatamente se identificam, e se doam para realiza-los junto conosco.

É de muita importância, que saibamos observar as pessoas que não temos a devida afinidade ou que sentimos certa desvalorização.

Olhe com atenção para essas pessoas e questione-se sobre, qual aprendizado estas pessoas estão nos oferecendo, nos mostrando que tipo de ser humano nós não queremos ser ou como não queremos agir. Que tipo de chefe ou amigo não queremos ser? Podemos aprender muito com essas questões.

Note as pessoas que revelam em você alguma rejeição, sentimento ruim ou sensação negativa, e tente entender qual ponto essa pessoa atacou, qual sentimento, ou emoção ela fez transparecer a partir de sua presença com ela.

Os incômodos observados devem ser vistos e analisados com cautela, a fim de melhorarmos nosso conhecimento, exercitarmos nossa forma de notas as coisas e assim evoluirmos.

Relações doentias e como resolvê-las

Uma relação contente, saudável e cheia de harmonia são requisitos indispensáveis para uma vida a dois que vale a pena. No entanto, por variados motivos, os relacionamentos passam por momentos de muito desgaste.

Uma das maiores problemáticas está na questão da conversa. A falta de conversa e a falta de paciência em escutar o outro tem influência negativa dentro do o relacionamento.

Vários outros fatores também podem ajudar para essa situação. São muitos os motivos. Podemos falar alguns deles, como excesso de profissionalismo, preocupações do dia-a-dia, o cuidado com as crianças, a falta de estabilidade financeira, cansaço, etc.

Um dos vilões mais complicados de se combater em uma relação, no entanto, é a monotonia da rotina que se empaca com o passar dos anos. A convivência no dia-a- dia cria uma forma de costume com o comparecer do outro. Em situações assim, o desejo e a atração são deixados em segundo plano.

O amor precisa da união, do aconchego e da sexualidade, da intimidade mas o desejo precisa da distância e de um pouco de mistério, coisas importantes para despertar a vontade de matar o desejo e a vontade, a saudade.

Para reacender a paixão e dar novo ânimo ao relacionamento, separamos algumas dicas fáceis de serem colocadas em prática no dia a dia.

Converse sempre.

Embora venha parecer uma dica simples e muito comum, é uma das mais eficazes em uma situação de falecimento da relação. Demonstre o que sente e diga sempre o que acha que pode ser melhorado na relação de vocês. É fundamental que o par converse com o coração sincero e proponha maneiras, para que a relação volte a ser satisfatória. 

Abrace muito e segure as mãos

O contato físico entre as pessoas é muito importante, entre um casal é muito mais, pois ajuda a recriar laços que foram desamarrados. Um abraço inesperado, andar juntos e de mãos dadas ou um beijo no rosto, a qualquer momento, fazem com que o outro se sinta mimado e amado. Não precisa ter sempre sexo, e sim, carícias.

Divida as tarefas com seu par

Com o passar dos anos, algumas tarefas domésticas do dia, são deixadas para um ou outro de maneira tão monótona, que dá a impressão que só um dos dois é responsável por essas tarefas. Por que não dividi-las? Com a ajuda mútua, o esforço de ambos, acaba por valorizar a presença de cada um na relação. Arrumar a cama e lavar a louça do café, faz com que o casal consiga olhar mais para o outro, respeitando seu parceiro e suas capacidades.

Namore bastante

No começo do relacionamento, o casal tem a mania de esquecer as pessoas ao redor (como se o mundo fosse exclusivo dos apaixonados). Nas fases iniciais do relacionamento, não existem muitos problemas, pois o casal ainda está se conhecendo e foca mais no que o agrada ou desagrada na outra pessoa.

Que tal dedicar alguns dias durante o mês para reviver o início de sua relação? É necessário criar um ambiente para que o desejo e o afeto voltem a se revelar e priorizar momentos só para se curtirem.

Beije na boca (demais!)

O tempo causa a diminuição do desejo, os beijos que eram românticos vão se tornando selinhos sem graça. Uma bola de neve começa a se criar! Quanto menos o casal se toca e se beija, menos haverá desejo pelo par.

Quanto menos desejo existir, menos vontade tem do toque e das carícias. Então, dê beijos românticos todos os dias, seja um ou vários. O que importa é dedicar e aproveitar esse momentinho com seu par.

Elogie seu parceiro

Deixe a rotina de lado e procure investir seu tempo também, em elogiar o seu parceiro, admirar seus bons feitos e lembrá-lo de como você é agradecido(a) de tê-lo ao seu lado.

A monotonia é o principal motivo da morte para relacionamentos amorosos. Ela faz com que as pessoas acreditem que já conseguiram tudo e não precisam colocar mais energia na relação a dois. Quando o casal torna-se bem íntimo, perde algumas vontades como: renovar-se, cativar e bajular.

Invista nos momentos eróticos

O órgão sexual mais ativo, tanto do homem quanto na mulher, é o cérebro. Então, mantenha uma dinâmica na sua vida sexual com muito erotismo. Conforme o tempo vai chegando, o sexo acaba se tornando algo automático. Reverta essa situação e não deixe que ela se estabeleça. É importante saber o que seu parceiro acha legal, e tentar realizar as fantasias juntos.

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: