Como saber a diferença entre amor e depender

Como saber a diferença entre amor e depender
Avalie esse artigo

O coração tornou-se o principal instrumento a serviço dos manipuladores de emoções: especialmente os galantes ou apaixonados, os poetas, os músicos, os sacerdotes e os políticos – É evidente que não consideramos aqui apenas o lado pejorativo do termo manipular, visto que há casos de manipulação saudável de sentimentos (como a música e a poesia, por exemplo).

Ver também: Motivos que sua relação vai de mal a pior e pode estar em risco

O amor

Um amor não se escreve um amor se vive, são palavras bonitas, sei que já ditas em algum lugar.Agora paço pra andorinha mensageira, fazer-me um favor leve estas simples linhas e palavras, pro mundo inteiro ler.Porque agora vou falar de amor, vou falar de sonhos não vividos.Não sei se tenho o direito, não sei se devo falar de palavras tão bonitas que é o amor e sonhos com lamentos.

Mais diga quem não teve um sonho desfeito um amor não compreendido, quantos aqui já sonharão com um grande amor.O amor perfeito, um amor de papai e mamãe, de irmã us, de amigos quantas historias já desfeitas pela vida.

Essa mesma a onde vivemos com a realidade de que sabemos que podemos ser feliz, é sei todo poeta, escritor ate você ai mesmo diz, sim posso ser feliz, eu Rogelson Santos também digo sim podemos, mais o que fazemos pra que nos mesmo poder ser feliz.

Ah eu digo Amo a Deus sou honesto sou amigo amo papai e mamãe e meus irmã us, trabalho muito, tenho uma vida digna, sei que você que esta lendo também… Vai dizer o mesmo Bom então porque tantas guerras tantas lutas desigual Porque tantos chorões tão sentidos, porque ouço falar que a vida não é justa.

É mais te digo amigos, como é que pode essa vida tão cruel, mais também digo são as coisas lá do céu não podemos entender.São os mistérios que a vida determina mais digo semente À força Divina pode vim nos socorrer.Sei que essa dor é tão imensa, mais se existe recompensais pra tantos que luta pra conquistar o gloria mais também vem à morte e leva por porta a fora.

Tudo é por você

Tua felicidade depende mais de tie pouco depende dos teus
ou de qualquer outro ser humano. Por isso, te quero feliz, porque se és feliz eu também fico e fico feliz por ver-te feliz…E tu ficas feliz para que eu fique…E fico feliz por isso… Porque sei quanta felicidade cabe em um instante, encontrar-te me dá felicidade, esqueço o mundo, o resto…Porque quem ama é felize amar é jamais depender do amor!

Assim, quando amamos, sabemos fazer com que o amor prevaleça, pensas que é o amor que prevalece, nos move e fala por nós.E eu digo: Não, o amor não fala por nós…Somos nós que falamos através dele…Porque na verdade o amor não é o fim, mas o meio…E pensas que ele é teu meio e teu fim,mas digo que ele também é nosso início…A graça em ser feliz é nunca precisar fazer planos, o único plano é ser feliz e saio silencioso, fugindo de teus olhos molhados…

Ser dependente

A possessividade está intimamente ligada ao ciúme, o encarregado de destruir relacionamentos, mas também é um sentimento lentamente autodestrutivo; está relacionado com o medo, a desconfiança e a insegurança que a pessoa sente.

É necessário fazer a distinção entre o amor e a possessividade, porque enquanto no amor existe confiança, desejo de compartilhar, comodidade e espaço para cada membro da relação, na possessividade existe ciúmes, egoísmo e desconfiança por parte da pessoa que é possessiva, e não existe liberdade, nem tranquilidade para a outra parte. É uma relação que conduz a uma total destruição.

As pessoas possessivas possuem antecedentes que vão desde a solidão à discriminação na infância, tendo assim uma imagem ruim de si mesmo; em algumas ocasiões pode até ser um traço genético herdado.

As pessoas possessivas sofrem ataques de paixão e ira em relação ao seu companheiro(a). Essa emoção negativa é dolorosa para ambos os membros da relação e incompatível com a confiança e o amor.

Trilhos de caminhos da vida

As coisas na vida, que não são da forma que queremos, peça teatral feira baseada em uma vida alegre, mais feita à base de trancos e barrancos, por uma pessoa que se apaixona por outra, e não pode ter o amor desejado.

E vive a base da tristeza, uma pessoa que nunca está feliz com a vida, e se encontra em outro amor, um amor que foi dito, ou melhor que foi escrito nas estrelas, mais o destino o trouxe surpresas e nada foi da forma na qual a pessoa gostaria, amizades e amor, coisas que não dão certo, e sofre dá?

Ou melhor, pode?… Pra que, ou Por que se o amor não está sendo correspondido! Caminhos da Vida, até aonde ele te levará, qual será, a saída dele, e o que ele te mostrara de tão misterioso!

A razão do amor

Quando não se consegue controlá-lo, o ciume é responsável por muitas separações penosas, e que não deveriam ter acontecido. Finalmente encontrou-se o amor, mas não se soube segurá-lo.
Outro veneno forte é o orgulho, que muitas vezes cega as pessoas, e é também responsável pelo fim de muitas uniões que poderiam ser muito boas.

Enfim, o que se pode dizer com muita propriedade, é que nas questões de amor, a razão sempre deve se sobrepor à emoção. Deve-se usar a razão no início do relacionamento, ponderando-se bem se realmente encontrou-se a pessoa certa, antes de uma entrega total.

Uma aventura sempre é saudável, para se ter certeza de que realmente foi encontrada a famosa outra metade… E depois de te-la encontrado, tem que se continuar usando a ponderação para conseguir a tarefa mais complicada, que é segurar a metade encontrada.

Saber onde se pode se ceder, e onde se pode exigir. A vida a dois é uma eterna troca.  Nada se impõe e de nada se desiste.  Ponderação, diálogo, bom senso é o simples segredo para uma gostosa vida a dois. Encontrar o amor é bom, ser encontrado por ele é melhor ainda.  Agora o bom mesmo é saber conservá-lo pela vida a fora… E VIVA O AMOR, e que seja eterno enquanto é terno.

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: