Como saber se você tem traumas de relacionamento

Como saber se você tem traumas de relacionamento
Avalie esse artigo

Como todos nós sabemos os relacionamentos começam e terminam durante todas as fases de nossas vidas. Quem é que não se lembra daquele amor de infância? Todos nós já passamos por uma paixão quando estávamos na infância, e muitos devem ter recebido uma resposta negativa.

Talvez naquele momento, você achou que seu mundo iria ser destruído, mas não acabou! E você continuou, seguiu em frente, se apaixonou e se deixou apaixonar. E, foi por sua superação desde a infância, que você adquiriu experiências de lidar com vitórias e derrotas para cada relacionamento que você acabou vivendo ou vive.

Iniciar um relacionamento é um dos grandes desafios, e nem sempre estamos prontos, principalmente quando estamos presos a uma história que já acabou, embora não consigamos concordar e compreender a maneira como ela tenha acabado.

Ver também: Como saber que é hora de divorciar?

Muitas vezes cometemos a besteira de ofender e magoar quem tanto nos ama, e acabamos por perder essa pessoa tão querida. Podemos até tentarmos consertar, mas algumas vezes a falha é irreparável! Então, é momento de nos perdoarmos e continuarmos em frente, buscando uma nova história de amor de uma forma diferente do que vivemos.

Também podemos gastar tudo na pessoa querida, acreditando que ela nos ame na mesma forma e proporção que nós a amamos, mas numa situação onde ocorra um deslize, ela simplesmente se entrega a uma paixão aventureira e nos retribui com traição e muitas mentiras.

Isso acaba por provocar uma ferida tão profunda que alguns precisam de terapia profissional para conseguirem superar e seguir em frente. E só assim, depois de reestabelecidas, conseguirão dar a oportunidade a si mesmas de achar alguém que as mereça.

Muitas são as formas de se conseguir traumas amorosos, já que relacionamentos não nos chegam com já dizendo se são bons ou ruins.

Muitos creem terem superadoo desapontamento, mas há vários sinais que podem ajudar a todas nós na hora de identificar se restou algum trauma para que essas feridas mal curadas do que passou não tirem sua oportunidade de se dar mais uma chance para viver um novo romance.

Você fica fazendo comparações

O novo relacionamento nem iniciou direito e você começa a comparar seu parceiro atual com o antigo, apontando falhas ou qualidades. Ninguém gosta de viver o tempo todo em comparações, ainda mais quando se trata do ex-companheiro da pessoa que gostamos.

Essas coisas são terrríveis para quem está buscando formas de fazer você feliz. Se você não parar com isso agora, acabará na solidão.

Ser desconfiada o tempo todo

Sabemos que a traição é um mal que acaba com o amor dentro de nós, mas o amor tem o poder de renascer e até florescer de novo, se você quiser confiar de noco, obviamente.

Também é preciso muito cuidado para não se tornar uma pessoa negativa e pessimista, achando que todo mundo que se aproximar de você quer fazer o mesmo.

Às vezes, a pessoa de fato se importa contigo e tem as melhores intenções. O amor só tende a crescer se você puder acreditar que a nova pessoa em sua vida merece crédito e só você é capaz de oferecer isso a ela.

Você está sobrecarregada pelo negativismo

Vocês estão se conhecendo e se curtindo, ele lhe arranca sorrisos e momentos felizes, lhe faz se sentir bela e importante, mas, lá vem você dizer a si mesma que você não deve se entregar, que tem que se conformar que essa história não dará em nada.

Não faça isso! Dê uma oportunidade para quem lhe faz bem e abandone em seu pensamento tudo o que lhe fez mal. Um relacionamento que lhe soma, acrescenta, só tem a tendência de ser mais duradouro do que todos os outros. Pense nisso.

Você exagera em todas as situações

O exagero pelas coisas de forma exacerbada nos rouba os tempos felizes que poderíamos ter se não fôssemos apegadas aos clichês de que todos os homens são iguais ou de que o amor não existe. Que grande armadilha colocamos para nós mesmas quando fazemos isso!

Se vivermos desses tipos de juízos, jamais conseguiremos enxergar as boas virtudes e qualidades que há nas pessoas que se achegam a nós.

Descrença em tudo

A pessoa desacreditada é a que amou mais e a que infelizmente menos foi amada. Ela simplesmente não tem mais a fé nas pessoas, no amor e em si própria. E, para se reabilitar disso, ela vai precisar ter um reencontro consigo mesma para depois iniciar um novo relacionamento.

Só assim o amor poderá voltar para sua vida, porque ele só existe, só poderá surgir e crescer novamente em seu coração e até em sua mente se você acreditar nele mais uma vez.

Todos estão cansados de ver e perceber que o amor deve ser uma troca e, se só você ama, no fim das contas só o seu amor não será o suficiente para manter o namoro/casamento de vocês. Mas, isso não significa que você precisa se trancar para a vida. O amor está acontecendo todos os dias se você optar por amar.

Os relacionamentos são como barcos no em um rio ou no mar, onde duas pessoas levam os remos. Pode ocorrer de uma delas desistir e cair fora. Por mais complicado, difícil e doloroso que seja, é melhor para você seguir em frente. Pode ter certeza que você irá conseguir outro alguém que queira caminhar contigo

A opção que te damos acima é muito mais inteligente e racional ( isso, é necessário ser racional em todas essas questões, tanto do ponto de vista emocional quanto do ponto de vista psicológico, do que esperar que a pessoa anterior retorne.

Acontece que às vezes, ela pode acabar voltando, ou talvez nunca retorne. São possibilidades, a vida está cheia delas.

O fato incontestável nisso tudo é que nunca há certeza e o tempo que você parou pode realmente ter sido muito logo, o que pode ter tirado ou estar tirando de você os melhores momentos de sua vida.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: