Como se livrar dos ciúmes no relacionamento em passos rápidos

Como se livrar dos ciúmes no relacionamento em passos rápidos
Avalie esse artigo

Os ciúmes são considerados uma das causas mais comuns para brigas em um relacionamento amoroso. Existem situações que é normal ter uma insegurança e sentir um leve ciúme do parceiro, o problema começa quando as coisas acabam perdendo o controle e um ciúmes besta acaba se transformando em algo possessivo.

Se livrar dos ciúmes ou aprender a controla-los não é tão difícil quanto você possa achar que seja. E pode ter certeza que fará um bem incrível para o relacionamento à dois e principalmente a você, que sentirá toda a diferença no relacionamento de vocês. Confira a seguir algumas dicas para você se livrar dos ciúmes no relacionamento.

Ver também: Como saber se ele está pronto para assumir um compromisso sério

Como se livrar dos ciúmes em um relacionamento?

1 – Imponha limites em seu relacionamento

Você precisa se abrir com seu parceiro. Portanto, se sente com ele e converse sobre o que é aceitável e o que não é aceitável dentro do relacionamento de vocês. Assim, o casal saberá os limites que existem e o que poderá ser visto como uma atitude errada dentro do relacionamento de vocês, para que assim vocês possam evitar qualquer tipo de discussão por conta de ciúmes.

Ou seja, se você sabe do que seu parceiro não gosta, logo você fará de tudo para não agir dessa forma, assim também como ele deverá fazer o mesmo com relação a você.

2 – Acredite em seu potencial

Diversas vezes os ciúmes surgem em um relacionamento porque você não consegue confiar em si mesma, você simplesmente acredita que não é bonita o suficiente ou que talvez não seja a melhor pessoa para estar com seu namorado.

Tire tudo isso da sua cabeça e aprenda a confiar em si mesma, se ele aceitou estar em um relacionamento com você é porque ele sente algo por você, do contrário ele nem perderia o tempo dele.

Você pode simplesmente trabalhar sua confiança com simples atitudes, como um elogio a si mesma, até mesmo nas situações mais simples e pequenas, assim também como com pequenas alterações na sua postura, como por exemplo, evitando ficar encolhida quando senta.

Se solte e deixe que a sua confiança assuma o poder desse relacionamento. Você verá como a confiança pode mudar e melhorar muito seu relacionamento à dois.

3 – Não veja seu parceiro como sua posse

Ter alguém ao seu lado é totalmente diferente do que você ir até uma loja comprar uma roupa nova, comprar um carro ou adquirir qualquer outro tipo de bem material. Portanto, você jamais pode ver seu parceiro como uma posse, como algo que você tenha adquirido e que será seu por toda vida.

Lembre-se que seu parceiro precisa querer estar ao seu lado, principalmente porque se sente bem estando ao seu lado, porque ele gosta de você, te acha interessante, e quem sabe até porque é apaixonado por você. Jamais pense que seu parceiro está ao seu lado apenas por obrigação, porque ele tem medo que você acabe criando alguma cena de ciúmes ou algo do tipo.

4 – Trabalhe a sua confiança

Além da autoconfiança, é essencial que vocês invistam na confiança que sentem um pelo outro. Estimule o diálogo e procure fazer com que seu parceiro esteja à vontade para conversar com você sobre qualquer assunto. Assim, qualquer mal entendido será evitado.

Vocês estarão compartilhando tudo o que acontece, e logo não existirá motivos para o ciúme não é mesmo? Mas, para que isso funcione perfeitamente, você e seu parceiro precisam entrar em um acordo, pois tudo o que for dito precisa ser sincero.

E ambos não devem esconder nada um do outro se o desejo do casal for se livrar dos ciúmes. Aproveitem para se conhecerem melhor, e com essa conversa resolver assuntos que possam ter ficado inacabados, criando situações de ciúmes e problemas entre vocês como casal.

5 – Reflita o que faz com que você sinta medo

A insegurança não é o único motivo para ciúmes em um relacionamento os medos também acabam sempre levando um relacionamento aos ciúmes, e olha que muitas vezes esses sentimentos são até sem motivo.

Esses medos podem se resultado de alguma situação vivida ainda na infância ou de algum relacionamento anterior que não acabou bem e a pessoa acabou saindo sem confiança, totalmente insegura e muito magoada.

Por isso pare e pense do que você tem medo? Qual seria esse medo que acaba se transformando em ciúme, e nesses casos o ciúme vira uma verdadeira arma de defesa. Mas, será que você sente medo de que ele deixe de amar você?

Ou que ele te traía e você saia ridicularizada desse relacionamento? Existem muitos medos que podem facilmente serem associados aos ciúmes, e quando o medo é por conta de uma traição a mulher acaba se sentindo traição" rel="nofollow" target="_self" >traída a todo tempo.

Quando alguma mulher ou amiga se aproxima do parceiro acaba virando motivo para ciúmes e quem sabe até uma longa discussão entre os dois. Tudo isso é medo e insegurança, são coisas que as pessoas acabam trazendo de traumas antigos, principalmente de traumas relacionados a relacionamentos passados.

Tire um tempo para sentar e repensar quais são esses seus medos. Identifique o que tanto te aflige e converse com seu amor sobre tudo isso. Sem dúvidas seu parceiro será seu companheiro nessas horas, se abra com ele a respeito dos seus medos.

Ele te ajudará a ver que são sem motivos e claro, se sentirá ainda mais à vontade em te dar explicações quando essas forem necessárias, ou então aprenderá a evitar determinados comportamentos que ele sabe que poderão te deixar insegura e com medo, evitando assim que as brigas entre vocês voltem a acontecer.

6 – Controle seus impulsos

Quando uma pessoa é ciumenta, ela se torna naturalmente impulsiva. Isso significa que essa pessoa primeiro age para depois pensar nas consequências de suas atitudes.

Se você deseja se livrar dos ciúmes no seu relacionamento é preciso que você aprenda primeiro a controlar suas atitudes impulsivas, pois assim você estará se obrigando a analisar a situação antes de sair cobrando ao seu parceiro por explicações.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: