Como Sobreviver a Coabitação

Como Sobreviver a Coabitação
Avalie esse artigo

Quando começamos um relacionamento, estranhamente tendemos a ver sempre apenas a melhor parte da pessoa que temos ao nosso lado. Talvez isso aconteça porque quando nos apaixonamos, tudo o que vemos é exatamente o que gostaríamos de ver, basicamente nada. É como se nesse período de nossa vida tudo fosse perfeito e estivéssemos vivendo num estado de semiconsciência suspensa entre um belo conto de fadas e a realidade crua.

Neste guia, veremos em detalhes para entender quais são os segredos que mais tarde nos permitirão sobreviver à coabitação.

necessário

Muita paciência

Coabitação sobrevivente é possível, basta colocar em prática pequenos truques desde o primeiro dia, quando você percebe que a magia está prestes a terminar. Este é o momento certo para sair do armário, para conversar com nosso parceiro sobre o que nos perturba, sobre o que tínhamos em mente para o nosso relacionamento e que, inexplicavelmente, tudo está dando uma guinada diferente.

Manter um equilíbrio dentro do casal nem sempre pode ser uma tarefa fácil, na verdade, longe de ser viável, nunca parar de falar, entender um ao outro, ser cúmplices um do outro. Nunca permita que o tédio se apodere do nosso relacionamento e, para manter um grande interesse, devemos aplicar corpo e alma. E como diz um velho ditado, nunca adie o que pode ser feito hoje para amanhã.

As motivações podem ser as mais díspares, partimos do sentimento de vergonha por uma separação, passando pela renúncia terminando por aqueles que encontraram um equilíbrio interno tão resistente a ponto de ser indissolúvel. Nem todos os casais podem estar juntos para a vida sem nunca encontrar o menor problema, de fato, mas a verdadeira mágica está no fato de que quando duas pessoas decidem ficar juntas, elas também decidem compensar umas às outras.

Finalmente, quando você se apaixona por uma pessoa, é comparável a quando você dá um golpe decente. No começo, o mal não pode ser sentido, mas depois, depois de um tempo, as dores começam a se tornar mais agudas. O processo de um casal é assim, mais cedo ou mais tarde, todos os nós vemos à tona e o que não queríamos ver antes surgiu diante de nossos olhos de forma exponencial.

Seria preciso um tipo de equilíbrio entre o momento mágico e imediatamente depois disso, mas não está claro por que razão química, exatamente o oposto acontece. Mas como é que esses casais que são casados ​​e que viveram juntos por tantos anos? Que feitiço eles usam para fazer o relacionamento durar tanto tempo? AMOR!

Regras para uma vida pacífica de casais

vida do casal, se não houver harmonia e amor, é a mais bela forma e sereno para passar sua existência. Sentir uma pessoa por perto, apoiá-lo e compartilhar alegria e tristeza com você, é um sentimento fantástico que ajuda você a superar momentos difíceis e ao mesmo tempo lhe dá serenidade. Mas nem todos os casais desfrutam de uma vida pacífica. De fato, existem problemas, mal-entendidos e brigas.

Você precisa ser paciente e compreensivo, a pessoa que você ama merece isso e muito mais. Não é preciso muito esforço, apenas algum truque e algum pequeno sacrifício de vez em quando. Este guia tem como objetivo dar conselhos e pequenas regras para uma vida pacífica de casais.

A primeira regra fundamental é confiar no parceiro. Na verdade, não pode haver um casal de verdade onde não há confiança. Obviamente, a confiança é algo que deve ser conquistado dia a dia, através de um comportamento sincero e sem mentiras ou meias-verdades. Se houver algum problema, isso deve ser resolvido em conjunto, discutindo e falando abertamente sobre isso. O parceiro deve ser um confidente para você, não deve haver tabu. Não se apresse em abordar um tópico, tome o tempo necessário e procure o momento certo.

A relação do casal é também a colaboração e a reciprocidade que ambos os lados têm de dar e receber em uma medida quase igual, sem que haja, por exemplo, um parceiro comprometido com o bem-estar máximo do casal e o outro que não faz nada ou muito pouco comete.

Ambos os parceiros, portanto, devem se comprometer constantemente para manter o casal unido e vencendo. Finalmente, uma regra poderia certamente ser evitar a rotina. A longo prazo, os hábitos podem cansar e entediar. Sempre tente encontrar algo que possa reviver a vida do casal quando você perceber períodos chatos. Dê presentes ao seu parceiro, sempre dê a ela o amor que ela merece e saia muitas vezes juntos.

O casal é, portanto, uma união entre duas pessoas que devem ser constantemente tratadas e, acima de tudo, administradas da melhor maneira. Às vezes talvez você não precise de grandes coisas para ter uma existência pacífica com nossa metade doce, mas também os pequenos truques, os pequenos gestos em relação a ele podem criar grande empatia e serenidade. No entanto, o que pode ser realmente certo é que ter uma vida de casal feliz pode dar tanto a nós como à nossa doce metade das grandes satisfações e emoções positivas.

Passe uma noite agradável com o parceiro

necessário

Bom humor e harmonia de um casal

Considere em primeiro lugar que para passar momentos agradáveis ​​não é necessário ir à lua! O lugar mais apropriado poderia ser o mais simples, talvez inspirado por alguma memória comum que o ligue particularmente. Pense, por exemplo, no primeiro restaurante em que você marcou uma consulta ou onde você dividiu um jantar e trocou as primeiras efusões de amor.

Contate o local ou vá até lá pessoalmente, talvez na parte da tarde quando ainda não estiver aberto ao público, para concordar com o proprietário de antemão um tratamento surpresa: por exemplo a flor favorita trazida à mesa (estritamente reservada) para ela ou ele.

Recrie a atmosfera que uma vez te despertou, talvez colocando o perfume que o caracterizou então. Memórias são impressas na memória e nada como o sentido do olfato desperta a esfera emocional.
Até mesmo ouvir boa música desperta terrivelmente a parte romântica de cada um de nós. Pegue o carro e aponte para o mar, se puder: uma caminhada na praia, à noite, com a única lavagem das ondas batendo nas rochas marcará indelevelmente uma noite romântica. Se a estação permitir, você até se atreve a nadar uma noite para experimentar a emoção inconfundível do banheiro à meia-noite.

Procure também a cumplicidade da câmera para tornar uma noite inesquecível. A imagem instantânea, em repetição, em poses engraçadas ou românticas, ajuda a fixar os momentos que o coração lembra, mas que a cabeça às vezes esquece. Outra ideia divertida também poderia ser organizar uma noite de “renascimento” do passado, olhando fotos antigas juntas, mas com uma cumplicidade renovada.

Em qualquer caso, solte sua imaginação, tente surpreender seu parceiro, mas com bom gosto. E aproveite cada momento da sua noite, pois ainda será único e inesquecível!

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: