Como Superar um Amor não Recíproco (O GUIA COMPLETO)

Como Superar um Amor não Recíproco (O GUIA COMPLETO)
Avalie esse artigo

Borboletas no estômago, ansiedade e emoção quando você vê essa pessoa chegando, bom humor, fácil rir, todos são sintomas inconfundíveis que são atraídos para alguém. O amor é um sentimento único, mas quando percebemos que a outra pessoa não sente o mesmo, ela pode se tornar uma experiência amarga e desagradável, o que nos leva a nos questionar. Mas mesmo que esse momento possa ser difícil de passar, algumas ideias e técnicas irão ajudá-lo a encontrar uma solução e descobrir como superar um amor não recíproco.

É lógico que você tenha dúvidas sobre sua personalidade ou sua aparência quando descobre que o sentimento não é recíproco, mas sentir-se culpado por isso não faz sentido. Se você realmente sente que há um problema em você, em vez de ver apenas o negativo, tente corrigi-lo e mudar, você será capaz de se beneficiar dessa experiência.

Se esta não é a primeira experiência deste tipo que você está vivenciando, é apropriado que você considere o que está acontecendo com você e quais códigos você está seguindo, você pode gostar de relacionamentos difíceis? ou por alguma razão você ainda está interessado em pessoas inapropriadas? Procure as respostas em você

Em primeiro lugar, você é a pessoa mais importante, você deve amar e respeitar a si mesmo, então tente procurar força e continuar sua jornada, sempre pensando no que é melhor para você.

Tome a decisão que vai te machucar menos. Às vezes, para não perder essa pessoa, decidimos ficar próximos e amigos, apesar do amor não recíproco, mas isso pode aumentar o sofrimento. É por isso que, mesmo se você está lutando, é melhor se distanciar, pelo menos até superá-lo.

Saia, distraia-se, procure novas atividades, faça coisas que façam você se sentir bem, que aumentem sua autoestima, não deixe essa experiência desvalorizá-lo ao máximo. Entenda que amor e atração são sobre gostos e preferências e o que não agrada um apaixonado pelo outro.

Lembre-se de que qualquer processo leva muito tempo. Não tente superar desesperadamente sua tristeza de um dia para o outro, mas procure preencher suas horas de lazer e tempo livre. Concentre-se em si mesmo e deixe o tempo agir, e você vai superar esse amor não-recíproco

Não deixe que esta experiência o condicione para o futuro, remova a tristeza e o ressentimento do seu coração e comece de novo. Onde você menos imagina, você vai encontrar alguém que vai te estimar e querer estar com você.

Como saber se ele tem medo de se envolver

 

Embora para algumas pessoas isso possa parecer um passo óbvio, para outros, ter um  relacionamento sério envolve muitos aspectos que os deixam desconfortáveis. Essa atitude não representa um problema até que o amor seja batido na porta e um relacionamento mais formal seja iniciado, no qual questões como viver juntos ou se casar são discutidas. Se o homem que você ama faz tudo para evitar essas conversas e você começa a acreditar que ele não gosta da idéia, ele pode ter um problema.

Os homens que têm medo do noivado às vezes têm uma dupla personalidade: são românticos, sedutores, alegam querer ter um relacionamento íntimo, mas assim que uma mulher chega perto demais deles e começam a sentir vulnerável, seu pânico é revelado.

Uma das principais características desse tipo de homem é sua vulnerabilidade e seu desejo de compromisso no início do relacionamento, porque, paradoxalmente, dizem querer uma vida sentimental mais séria.

Eles gostam de estar no centro das atenções, para serem levados em conta, é por isso que eles farão de tudo para conquistar você e fazer você se apaixonar. Este tipo de homem procura-o e enche-o de lisonjas e gestos carinhosos.

Uma vez que o relacionamento é consolidado e a proximidade é maior, o medo do engajamento toma conta deles, eles começam a querer limitar o tempo que passam juntos ou projetos juntos.

Eles pedem para passar mais tempo sozinhos ou com seus amigos: na verdade, parte deles sufoca vendo que o relacionamento se torna inevitavelmente sério. Em um casal saudável, isso não deve representar a perda de liberdades, mas para eles é o caso e eles farão de tudo para evitá-lo.

Quando você tenta fazer planos futuros, eles os evitam e não desejam organizar uma viagem para ser feita em 3 meses, pois isso significaria que eles deveriam admitir que eles têm um relacionamento sério demais.

Questões como morar junto, casar ou ter filhos são tabu e podem desencadear estresse ou discussões, então elas são evitadas.

Eles constantemente defendem sua liberdade. É possível que, se o seu parceiro tiver medo de se engajar, ele o tenha avisado várias vezes por palavras ou atitudes. Abra bem os olhos e tente descobrir se ele realmente pensa em um futuro com você ou se, pelo contrário, ele fugirá assim que o relacionamento se tornar sério demais.

E se você perceber que ele tem medo de compromisso? A melhor coisa é que você fala com ele sobre isso e você confia e, de acordo com o resultado dessa conversa, decide continuar ou parar o relacionamento. Lembre-se que ele não mudará até que ele supere seu medo, então ele pode precisar da ajuda de um profissional.

EXTRA: O que podemos dizer no fim desse artigo é que o medo do envolvimento cerca todos os seres humanos, desde as últimas décadas. Mas por quais motivos? Simples! O ser humano não quer mais se envolver com qualquer pessoa, por medo, por sentir que aquilo pode não ser o ideal e em partes, estão certos.

Mas esse medo, pode ser o causador de tanta infelicidade que estamos notando nos últimos dias que estamos passando, então vale a pena repensar, não é mesmo?

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: