Como superar uma decepção amorosa

Como superar uma decepção amorosa
Avalie esse artigo

Eu sei que você acredita ser impossível livrar-se das memórias daquele passado que tanto te fez sofrer, principalmente quando ele se faz presente diariamente na sua vida.

Sim, eu te entendo, pois muitas vezes meu passado vem à tona. Mas sabe qual a diferença entre nós duas neste momento?

Você está focando no negativo, enquanto eu aprendi a olhar para o meu passado focando no positivo. “Mas tem algo de positivo no sofrimento?”. Tem. E mais do que você imagina.

Segundo os Abraham, as pessoas que te trazem maior dor são seus melhores co-criadores (ou seja, pessoas que te ajudam a criar a sua realidade). Parece louco né? Mas analisando a fundo faz todo o sentido – se você quiser ver.

Os Abraham dizem que sempre há um momento em que você terá se livrado da luta e se permitirá ser a pessoa que gostaria de ser, a pessoa que eles (as pessoas que te fizeram sofrer) te ajudaram a ser…

Você poderá olhar para trás e dizer: “Aquilo foi realmente bom para mim…”. Já experimentou pensar o passado dessa forma?

Ver também: Trilha sonora para esquecer um amor

“Mas como pode ter sido bom para mim, que minha melhor amiga tenha me traição" rel="nofollow" target="_self" >traído com meu namorado? Que meu marido tenha me violentado e maltratado por tanto tempo? Que meu namorado tenha partido meu coração em tantos pedaços que é impossível consertar? Que eu tenha sido abandonada por todos os homens a quem amei?” Tudo depende da forma como você escolhe ver isso.

Do ponto de vista negativo, é realmente impossível enxergar positividade, mas, se você pensar como eu comecei a pensar: que estas pessoas te trouxeram até aqui, neste ponto de mente aberta, de crescimento pessoal… Que sem elas você ainda estaria lá, se enganando, achando que conheceu tudo de melhor que a vida tinha, quando na verdade, vivia muito, muito distante do significado de felicidade…

Quando você começa a pensar assim, o seu passado não te assusta mais. Muito pelo contrário, você se sente com vontade de agradecer por tudo que passou.

Hoje reconheço que cada pessoa que me fez sofrer, não fez nada, apenas reagiu à forma como eu me tratava. As pessoas são quem elas são, e cada um recebe delas o lado que deseja atrair para si.

Sei que as pessoas preferem jogar a culpa nos outros, mas a verdade é que tudo, tudo na sua vida é sobre você, não sobre os outros. Todas as respostas, todas as reações, todas as soluções estão na sua mente, e só você é quem sabe como resolver.

É você quem atrai tudo que te acontece, é tudo em busca do seu crescimento pessoal, e quanto antes você entender isso, melhor será e menos sofrimento terá. Mas você não quer aprender, prefere viver sofrendo (seres humanos gostam de sofrimento), prefere relutar todos os dias; viver relembrando um passado ruim; jogar a culpa em algo ou alguém; achar que os outros são quem estragam sua vida, são cheios de defeitos e que precisam mudar…

Nunca para e observa a si mesma. Não escolhe o melhor para você. Não acorda de manhã e escolhe deixar o ontem, ontem. Em procurar fazer coisas que te fazem bem, cultivar o bem estar. Pelo contrário, faz questão de procurar motivos para sofrer: “Preciso lembrar só mais uma vez porque ele me deixou…”.

Lembrar do que faz mal é o seu alimento diário, é a sua rotina. Por que você não escolhe aceitar que tudo que te acontece é sua responsabilidade? Que aquelas pessoas com quem você não se dá bem, que insistem em te aborrecer, que estão sempre presentes na sua vida, perturbando sua paz, são as que mais te fazem bem e te colocam no caminho certo? (direta e/ou indiretamente).

Pare de lutar, pare de ir contra a maré. Você não percebe que isto só te afasta ainda mais da felicidade que procura?Quando estiver com raiva de alguém, triste, sofrendo, e começar a jogar a culpa no outro, pare e pense:

“Eu sei que tem algo de bom nisso, ainda não enxergo, mas sei que tem. Ele está agindo assim para que eu possa perceber e mudar em algum aspecto. Sei que algo bom está vindo. De qualquer modo, te agradeço por discutir Ninguém está fazendo nada para você.

Você está fazendo tudo isso com você, porque está nessa vibração. Você pode mudar, sempre pode. Comece agora. Essa é a atração do amor. Exercite e veja sua vida se tornar mais leve, assim como a minha se tornou comigo e me irritar. Nada disso estaria acontecendo se eu estivesse alinhada com o meu melhor. Mas aqui estamos nós, discutindo à toa.

Porém, consegui perceber isso agora, sei o que quero para mim e só vou falar sobre o que eu quero e porque eu quero. De todo modo, agradeço pelos problemas”.

Dicas para você superar a desilusão amorosa

  1. Aceite a situação. Na vida, há mil situações nas quais não resta mais do que aceitar… a vida é assim. Quando começamos a aceitar o que acontece conosco, deixamos de lutar contra isso e podemos começar a assimilar a situação.
  2. Deixe a pessoa partir. Não se empenhe no que não tem mais jeito. Se essa pessoa não quer estar com você, deixe-a ir. Caso contrário, cairia em obsessões que não levariam a nada bom.
  3. Tome um tempo. Não se desespere, haverá momentos de baixas, a lembrança da pessoa voltará à sua mente, mas lembre-se sempre de “dar tempo ao tempo”

Ninguém está fazendo nada para você. Você está fazendo tudo isso com você, porque está nessa vibração. Você pode mudar, sempre pode. Comece agora. Essa é a atração do amor. Exercite e veja sua vida se tornar mais leve, assim como a minha se tornou.

  1. Chore tudo o que você precisar. Nas lágrimas, descarregamos toda a tristeza que temos dentro de nós. Elas são um incrível remédio para limpar nossa alma. Nós sentiremos muito mais calmos e relaxados se decidirmos deixar, nas lágrimas, para sempre toda a dor.
  2. Faça atividades que lhe ajudem. Ter a mente ocupada é muito importante. Faça atividades que você sempre gostou. Ler, escrever, pintar, fazer esportes, trabalhos manuais…
  3. Tente não prolongar o monólogo interior em torno dessa pessoa. É verdade que, quando passamos por estes momentos, essa pessoa fica insistindo em aparecer em nossa cabeça. Mas diga “Chega!” Tente uma e outra vez mais. Certamente você acabará conseguindo.
  4. Ouça música. A música relaxa, anima, não é em vão que desperta as endornas, os chamados hormônios da felicidade. Então, quando estiver para baixo, coloque uma música bem alta e vá dançar!
  5. Reita, perdoe. Faça com que a dor sirva para você aprender. Apenas vivendo aprendemos a viver. Tome como uma experiência a mais em sua vida, que serviu para lhe enriquecer. Perdoe a si mesmo e que você esteja acompanhada de pessoas que você sabe que realmente a amam. Um abraço, risadas e uma boa conversa podem aliviar muito.
  6. Comece do zero. Passado o “luto”, apague tudo e comece do zero. A vida continua e há milhares de coisas maravilhosas que ainda estão por vir. Corte o “mal pela raiz”. Não leia seus e-mails, apague todas as suas fotos. Nada disso tem a ver com despeito, com ódio… não permita estes sentimentos; simplesmente, às vezes, é necessário cortar relações para conseguir esquecer. Talvez, no futuro, vocês possam ser amigos… ou não. Mas, nesse momento, se você quiser esquecer, livre-se de todas as lembranças.

 

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: