Como Você Sabe se Ele Está Arrependido por ter Sido Infiel? (IMPERDÍVEL)

Como Você Sabe se Ele Está Arrependido por ter Sido Infiel? (IMPERDÍVEL)
2 (40%) 2 votes

Ao longo de sua história, um casal passa por muitas situações. Muitos deles são verdadeiros “testes de fogo” para a própria existência do relacionamento. Uma das experiências mais difíceis é, sem dúvida, a infidelidade. Tende a pensar que o enganado é o único prejudicado, mas na realidade ambas as pessoas, a “ traição" rel="nofollow" target="_self" >traída” e a “traiçoeira”, são afetadas pelo fato, obviamente de um modo diferente. Mas vamos nos concentrar, neste caso, na pessoa que foi enganada, que passa por muitos sentimentos: dor, tristeza, raiva, frustração, entre outros. Mas uma grande questão também surge.

Ver também: Como Sobreviver a um Divórcio Depois Dos 50 (IMPERDÍVEL)

Outra oportunidade

Quando em um relacionamento a confiança é traição" rel="nofollow" target="_self" >traída, o relacionamento falha. Você nunca sabe exatamente como vai levar o fato: muitas mulheres perdoam, outras não, independente do que disseram ou pensaram antes de enfrentar a situação.

Quando você dá uma segunda chance, surgem diferentes circunstâncias. Não importa se a descoberta veio porque alguém fora do relacionamento falou sobre isso ou se você descobriu por si mesmo: continuar com o relacionamento ou finalizar foram as opções e você decidiu continuar. É necessário conversar com seu parceiro, mas sem se humilhar com os detalhes mais íntimos.

Pode ser que ele procure desculpas para se justificar: “às vezes eu acho que você não se importa”, “eu me senti só”, “você não presta atenção em mim”, “você me deixa de lado”, “não temos mais sexo”. A questão crucial é: ele sente muito pelo que fez? Ele é sincero quando diz que sente isso? Você pode confiar que ele não fará isso de novo?

Arrependido

Não importa muito se um terceiro lhe disser, se você o surpreendeu ou se ele confessou para você, a questão é que eles têm uma situação muito difícil de lidar. Pedir perdão ou desculpas é fácil, mas é difícil saber se você realmente se arrepende do que fez.

Você pode pensar que, se o seu parceiro confessa a você uma infidelidade, é porque ele realmente aprecia o relacionamento, sente culpa e se arrepende. Você pode pensar que ele não fará isso novamente.

Se é uma infidelidade que você descobriu, é mais provável que ele seja novamente infiel. Se o seu parceiro confessar sua falta, mas você não se sentir capaz de perdoar, não é recomendável que você retorne ao relacionamento.

Se você não voltar para o amor e fazê-lo só porque você não pode ficar sem ele, cada vez que é um conflito ou infidelidade vai lembrar o problema, você não pode superar isso e levar adiante a questão cada vez que têm um conflito. Se ele confessou sua infidelidade e decide continuar com o relacionamento, você deve aprender a perdoar. Você provavelmente nunca esquece o que aconteceu, mas se perdoar seu coração, você pode começar outro estágio no relacionamento.

De sua parte, ele deve admitir que cometeu um erro e assumiu sua responsabilidade. Se você tentar reparar o dano, você pode realmente se arrepender e é um bom sinal de que ambos podem superar o que aconteceu. Ele deve se esforçar para recuperar sua confiança.

As coisas não serão como antes, mas não pareçam culpadas e você não vence. Perguntas como: Por que você fez isso comigo? Será que você não me ama mais? Eles só lhe trazem dúvidas e não são fáceis de responder. As frases do tipo “se você me ama não me iludir”, podem soar muito bem, mas não são muito úteis neste momento.

Amor

Se houver amor suficiente em seu relacionamento, é possível começar de novo. Deixe os rancores, porque eles só vão causar dor e eles não vão deixar você avançar.

Superar uma infidelidade não é fácil: o infiel deve se arrepender, pedir perdão e corrigir os danos causados; aquele que sofreu a traição, tem muitas coisas para pensar.

Você deve perdoar do coração e não porque é “o que você tem que fazer” ou porque “ninguém é perfeito”. É importante que o seu parceiro entenda que é uma oportunidade única. A ideia é fazer uma “ficha limpa” para que eles não se tornem inimigos.

Raivaz

Decepção, dor e raiva são sentimentos que normalmente aparecem nesses casos. Para superar o mau momento, você deve aceitá-los e superá-los. Pense neles, analise como você se sente sobre eles. Se você sentir vontade de chorar, pode ser muito libertador.

Trate-o de uma maneira positiva, expresse-o sem prejudicar ninguém, de qualquer forma. Quando você não sabe como canalizar a raiva, o conflito se concentra na outra pessoa, surgem sentimentos muito negativos, como a vingança ou o desejo de prejudicar sua imagem.

A raiva não deve fazer de você uma pessoa desdenhosa. Quando você argumentar, não deixe que os ânimos aumentem seu tom, se você perceber que está perdendo o controle, é melhor pausar e retomar as coisas em outro momento, com mais calma.

Dor

Quando você confia em alguém e o traí, isso dói. Não ignore o que sente, expresse, compreenda as causas, não procure por culpa. Se você fizer isso, a cicatriz está sempre aberta e você vai se tornar uma pessoa desconfiada, você não quer se sentir o mesmo, vai tentar proteger-se com uma armadura de insensibilidade para com os outros e será muito difícil para começar outro relacionamento.

Desapontamento

Esse sentimento nos leva a nos concentrar no mal que aconteceu, no que perdemos. Sentimos mais solidão, o desespero nos invade, olhando apenas para o passado, nos esquecemos de viver no presente e, claro, não esperamos um bom futuro. Tudo parece sombrio. Na verdade, a decepção é um sentimento que não leva a nada de bom, porque tiramos valor das coisas que temos. Mude suas ideias negativas para as positivas, tente criar um bom horizonte para você. Concentre-se em seus projetos, aprecie aqueles que amam você, aproxime-se de sua família e amigos.

Valorize-se

Tome as rédeas da sua vida e não permita que os acontecimentos ditem o seu presente e condicionem o seu futuro. Você é único, irrepetível, com defeitos como qualquer outro, mas sabe o que é melhor para você. Pare de auto piedade, uma dificuldade não pode te derrubar.

Escreva uma lista de todos os sentimentos que você tem, não se limite. Faça uma lista das razões pelas quais você tem que continuar com sua vida: sua família, seus filhos, seu trabalho, seus objetivos, sua fé.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: