Conheça os tipos de rímel

Conheça os tipos de rímel
Avalie esse artigo

Indispensável em toda maquiagem, o rímel tem uma variedade imensa de produtos no mercado, que podem acabar nos deixando meio confusas em relação à escolha de qual é o melhor para cada ocasião. Mas não há com o que se preocupar. Estabelecemos algumas dicas e com um pouco mais de conhecimento sobre cada um deles, não tem como errar.

Os tipos de máscara para cílios

No mercado nacional e internacional, as marcas de cosméticos estão sempre reinventando seus produtos. O caso da máscara para cílios não é diferente.

Existem várias cores, texturas e durações, mas a variedade não para por ai. Outro ponto positivo sobre o rímel é o aplicador, que pode vir a facilitar a hora de aplicar e ainda ajudar a colocar seus pelinhos exatamente do jeito que deseja.

Ver também: Como fazer seu próprio higienizador de pincéis

O produto certo

À prova d’água – Quem sabe que vai possivelmente suar na região dos olhos, passar por piscina ou chuva, e até mesmo vai derramar lágrimas vai precisar de uma melhor fixação da máscara, portanto esse tipo é o mais apropriado.

Preto ou marrom – Simples assim: as garotas com os pelinhos pretos, investem no produto de mesma cor. Já as loiras e ruivas que têm os pelinhos mais claros podem apostar no produto marrom, pois vai ficar mais natural.

Transparente – O rímel transparente é, na verdade, muito usado na sobrancelha para alinhá-la. Entretanto pode ser usado sim nos cílios, principalmente quem já tem muito volume naturalmente e só quer dar uma ajeitada no visual.

Coloridos – As garotas mais ousadas e divertidas podem apostar com tudo na máscara para cílios colorida. O mercado traz diversas cores, de vermelho à azul navy. Vale escolher qual vai combinar melhor com a produção para não errar. Uma dica: fica linda na balada!

Pincéis de rímel

Além dos tipos de textura, os pincéis são essenciais para chegar ao efeito desejado.

Transparente

Ele tem o efeito mais sutil de todos. As cerdas dos pincéis costumam ser macias. Por não conter cor, pode ser usado no dia-a-dia e até mesmo para pentear as sobrancelhas.

Volume

Indicado para dar volume e curvar os cílios, eles podem ter vários tipos de pincéis. O mais tradicional é o reto de cerdas macias e mais juntas. Mas, também temos os em formato de “c” que facilitam a vida de quem não tem tanta prática na hora da aplicação.

Alongadora

As máscaras de alongar os cílios são indicadas para quem tem os cílios mais curtos. Normalmente os pincéis costumam ter hastes longas e cerdas juntas. Que permitem, ao mesmo tempo, pentear e alongar.

Curvar

Quem tem cílios mais retos ou caídos podem usar sem medo a máscara de curvar. Ela costuma ter o pincel mais fino que as de volume e com uma leve curvatura, que facilita na hora da aplicação.

Rímel com primer

Ele funciona igual à um primer de maquiagem, ou seja, prepara os cílios para receber a máscara e tem um efeito mais durador. Normalmente costuma vir um pincel em cada extremidade ou é vendido separadamente. É ideal para eventos, porque fixa e se mantém intacto por muito mais tempo.

Aplicador esférico

Veio para inovar a gama de pincéis. Com o formato de uma esfera, ele pode ser utilizado horizontalmente. Assim nem um fio fica de fora e você modela os seus cílios da maneira como preferir.

Vibratório

As opiniões de dividem quando falamos dos rímeis vibratórios. Há quem diga que ele tem o mesmo efeito dos normais. Já quem aprova, diz que ele facilita muito na hora de aplicar porque evita o acumulo de produto, alonga e da volume aos fios.

E agora para colocar tudo em prática, veja na galeria alguns exemplos de rímeis e pincéis diferentes. E não se esqueça, o melhor jeito de descobrir o rímel ideal para os seus cílios é testando o produto diretamente nos cílios.

Diferenças entre as escovinhas dos rímeis

  1. Cerdas longas e cheias

É uma escovinha que retém mais produto, permitindo aplicar maior quantidade nos fios. Assim, é indicada para quem quer dar a impressão de cílios volumosos.

  1. Cerdas espaçadas

Elas alongam e destacam os cílios. E o aplicador é fininho o suficiente para capturar os fios desde a raiz e reuni-los em grupos, estendendo-os e definindo-os. A fórmula desses produtos é geralmente menos espessa para não bagunçar os pelos.

  1. Cerdas curtas e rígidas

Esse modelo é como um pente, pois ordena os fios sem que o produto se acumule neles. É o ideal para quem quer um look natural, já que não alonga nem dá volume demais.

  1. Arqueada

Para quem já tem cílios grandes, porém retos, que crescem para baixo, recomenda-se usar primeiro o curvex. Depois, aplique camadas de rímel com esse tipo de escovinha, que ajuda a curvar ainda mais os pelos e segura o efeito do aparelho.

  1. Esférica

As vantagens dessa escova são a liberdade e a precisão. Ela permite a aplicação em todas as direções e alcança os fios inferiores e os que ficam no canto interno. Use como complemento de outro rímel que alongue ou dê volume.

  1. Automática

Os movimentos de oscilação ou giro funcionam para quem tem pelos curtos, porque os definem desde a raiz. Esse tipo também dá mais volume, já que a rotação faz com que o aplicador deposite o produto mais de uma vez sobre os fios. O uso pode dispensar o curvex.

Dicas 

Muito volume: cerdas curtas e duras, pois acumulam muito produto. Mas também pode dar aquela embolada.

Cílios mais separados e com volume: cerdas bem separadas e na diagonal.

Só alongar: cerdas finas, e curvadas. Alongam sem dar volume

Cerdas coloridas: essa pra mim foi inusitado rs. Elas servem para você saber quando produto não está bom. Ou seja, se está ressecado ou acabando você consegue ver a cor do pincel, ai é sinal que está na hora de comprar outro.

Cuidados:

Limpe seus pincéis. Isso faz toda diferença no acabamento. Mantenha sua máscara sempre hidratada. Sabe quando resseca e fica toda empelotada? Se tiver na validade tem um truque super legal pra recuperar seu rímel.

 

 

 

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: