Conheça Terapias que Tratam Caspa e Outros Problemas Capilares

Conheça Terapias que Tratam Caspa e Outros Problemas Capilares
Avalie esse artigo

Tem problemas com a caspa ou possui algum outro problema capilar? Saiba que atualmente já existem diversos tipos de terapias que podem lhe ajudar com esse e outros tantos outros problemas.

Os problemas relacionados ao couro cabeludo talvez sejam uns dos problemas mais vistos na atualidade. Você sempre encontrará alguém que está insatisfeito com o próprio cabelo ou passando por problemas como queda de cabelo, a tão temida caspa, excesso de oleosidade, descamação do couro cabeludo, ressecamento, seborreia, entre outros.

É claro que quando o problema é menor, produtos podem ser utilizados, tratamentos podem ser feitos e a terapia pode funcionar. Contudo, sabemos que isso não substitui a atuação de um profissional qualificado na área como o dermatologista.

Quando o problema é muito grande, atingindo níveis altos de oleosidade ou descamação, por exemplo, o essencial é que se procure o dermatologista para fazer o tratamento através do uso de medicamento.

Ver também: Conheça Causas e Tratamentos da Calvície e Queda de Cabelo

Todavia, terapias feitas através de esfoliações, massagens localizadas, aplicação de laser ou indicações de alguns complementos nutricionais, suplementos vitamínicos ou utilização de loções ainda podem ser feitas. Os responsáveis por esse tipo de indicação são os cabeleireiros. Um ótimo profissional deve ser encontrado por você.

Encontre um cabeleireiro que tenha uma ótima reputação, com o qual você se sinta bem e que atenda aos seus requisitos. Um bom profissional e de confiança irá sempre lhe ajudar com a saúde dos seus fios e, quando necessário, encaminhá-lo para um especialista se for o caso.

Caspa

A tão temida e odiada caspa. Quem não tem ou conhece alguém que esteja lutando contra este problema? A caspa ainda é um dos problemas capilares mais conhecidos e que atinge a maioria dos brasileiros. Isso se deve ao fato de que a maioria dos brasileiros possui a pele oleosa, pois vivemos em um país tropical.

A caspa é facilmente identificada. Basta ver os pequenos floquinhos brancos espalhados pelo ombro de alguém. Lá está ela caindo do couro cabeludo e gerando muita coceira..

Esse problema é um dos mais tratados pelos cabeleireiros e profissionais da área. Suas causas são as mais diversas. Em alguns casos, a caspa surge devido à oleosidade da pele, como dissemos logo acima.

Nosso couro cabeludo possui glândulas que produzem óleo, assim como em toda a nossa pele, porém essa produção pode aumentar devido a alguns fatores como exagero na hora de ingerir gorduras, excesso de químicas nos cabelos, problemas hormonais e até estresse.

Outra grande vilã é a água quente. Ela atinge diretamente o couro cabeludo irritando-o e fazendo com que a produção de óleo aumente. Além disso, ela pode fazer com que o couro comece a descamar e aí, a situação piora.

Uma das formas de lutar contra a caspa é utilizar produtos específicos como sabonetes que mudam o nível do pH do couro cabeludo, ou até os que possuem argila branca em sua fórmula.

A argila branca ajuda na revitalização da pele, removendo todas as células que já estão mortas e ajudando na circulação sanguínea nessa área. Assim, novas células serão produzidas. Além disso, prefira a água fria ou morna. Fuja das altas temperaturas!

Seborreia

Esse é um dos que mais atingem os brasileiros. A seborreia é um problema um pouco mais complicado que a caspa, pois ela é causada pela alteração nas glândulas que se encontram no seu couro cabeludo.

Como foi dito no tópico acima, o nosso couro cabeludo possui glândulas chamadas sebáceas e que são responsáveis por produzir óleo. Elas glândulas, geralmente, possuem um pH de 5,5%, porém, quando há uma alteração nesse pH, elas podem aumentar a produção de óleo.

Além disso, pessoas que possuem a pele e os fios oleosos, naturalmente, acabam por sofrer mais com esse problema. Quando o cabelo é mais pesado e oleoso, há um favorecimento no surgimento de alguns microrganismos que irritam o seu couro cabeludo. Dessa forma, a produção de óleo aumenta.

Geralmente, pessoas que possuem seborreia também tendem a desenvolver outros problemas capilares como queda de cabelos e a famosa caspa. Quando o problema é pequeno, o seu cabeleireiro pode lhe ajudar a combatê-lo. Para isso, existem as esfoliações feitas especialmente para o problema e os tratamentos à base de argila. Todavia, se sentir que o problema não está sendo resolvido, não deixe de procurar ajuda médica.

Queda de Cabelo

Meu Deus, estou ficando careca. E agora? Calma. Primeiramente saiba que os cabelos já caem naturalmente todos os dias. Esse é um processo natural de renovação dos fios. Alguns fios caem para que outros surjam no local.

Contudo, o excesso de cabelos deixados no travesseiro deve ser motivo de preocupação sim. Várias são as causas desse problema e a genética é uma delas. O seu cabelo pode cair, simplesmente, porque você está envelhecendo. Há também problemas relativos a algumas infecções, problemas com tireoide, anemia, regimes, uso de alguns tipos de medicamentos, além do estresse do dia a dia.

A queda de cabelo pode ser facilmente tratada com terapias a laser. Um processo chamado de fotobioestimulação ajuda no crescimento dos fios, pois promove a estimulação da área e tem eficácia comprovada. Apesar de ser a laser, o tratamento não gera dor e ajuda a enviar ainda mais nutrientes para o seu cabelo.

Oleosidade ou Ressecamento em Excesso

Pois é. Quando o problema não é um, é outro. Como já dissemos, e voltamos a repetir neste artigo, a maioria dos brasileiros possui a pele e os cabelos oleosos devido ao nosso clima. Contudo, há quem sofra com os cabelos muito secos, o que gera o ressecamento.

Os dois problemas costumam ser gerados no nosso dia a dia sem que percebamos. Os seus hábitos alimentares ou de cuidado com as madeixas podem refletir diretamente nelas.

Os cabelos oleosos, por exemplo, podem estar sendo causados devido ao excesso de ingestão de gordura. Há ainda o problema emocional. O estresse e até a depressão podem fazer com que a pessoa coma muito fast food, por exemplo, que contém muita gordura, e aí o problema só aumenta. Já os fios mais ressecados podem ter sua causa no processo de lavagem e secagem dos fios.

Para lavar adequadamente, os produtos devem estar de acordo com o seu tipo de cabelo, além de não utilizar água muito quente. O secador também não pode ser utilizado em altas temperaturas ou muito próximo dos fios. Procure utilizá-lo a uma distância de 30 cm dos fios.

Os resultados de todos esses cuidados são ótimos. Mas não se esqueça que o tratamento deve ser contínuo para que o problema não volte. Além disso, se sentir que o problema está agravando não hesite em procurar o médico.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: