De Quanto Em Quanto Tempo Preciso Cortar O Cabelo?

De Quanto Em Quanto Tempo Preciso Cortar O Cabelo?
Avalie esse artigo

O formato dos seus cachos pode ser afetado pela tinta durante a pintura, desta maneira, é indicado também fazer um teste antes de aplicar a coloração no cabelo inteiro.

O efeito é diferente em cada caso, já que os fios podem ser mais finos, grossos, resistentes ou fracos. Trabalhe com uma mecha primeiro e depois, se tudo der certo, continue no resto do cabelo.

Passada esta etapa de preparação, é preciso prestar muita atenção no produto a ser usado. Qualquer tintura de má qualidade ou com uma grande quantidade de amônia em sua composição, por exemplo, pode acabar danificando o seu cabelo.

Se for a sua primeira vez, peça ajuda a um cabeleireiro. Um profissional vai indicar os melhores produtos e processos para o seu tipo de fio.

Ver também: Descubra Como Ter Um Cabelo De Diva

 

Veja como ter um Cabelo impecável

São diversos os fatores que podem influenciar na oleosidade de sua pele e cabelos: calor, umidade, puberdade, genética…Quem tem um cabelo mais denso, de boa textura, ou com abundância de pelos, normalmente, tende a sofrer mais com o problema.

Apesar de terem certa relação, porém, quem possui um cabelo oleoso não precisa ter, necessariamente, uma pele oleosa ou vice-versa. Mas, como pode acontecer, é importante você ficar atenta às causas do problema.

A oleosidade dos cabelos e da pele é resultado, na maioria das vezes, do aumento da produção de sebo por glândulas presentes em praticamente todo o nosso corpo. Como há uma concentração delas na região do couro cabeludo e do rosto, essas áreas acabam sendo mais afetadas.

Em qualquer idade é o estilo de cada pessoa que deve guiar a escolha do tipo de cabelo. “Procuro saber qual é a profissão da minha cliente, o modo como gosta de se vestir, o tempo que ela tem para se arrumar e como é o seu dia a dia”.

Se a oleosidade se concentrar somente nos fios e couro cabeludo, um bom shampoo específico para cabelos oleosos que cuide do couro cabeludo é a solução mais rápida e eficiente para a mitigação do problema.

Entretanto, se mesmo com produtos específicos, o seu cabelo continuar sem saudabilidade, os motivos por trás dessa situação podem residir na falta de ingestão de vitaminas ou em uma dieta não balanceada ou com muitos alimentos gordurosos.

Em muitos casos, manter os fios mais curtos é uma saída para lidar com as mudanças causadas por alterações hormonais comuns com o passar dos anos: menor quantidade de cabelos, fios brancos porosos e mais sensibilidade a processos como coloração podem ressecar ainda mais os fios.

Saiba disso também

Muitas mulheres passam a preferir manter os cabelos em tons mais claros com o passar dos anos. A escolha está correta. Segundo Marcos Proença, as marcas de expressão ficam mais evidentes com um tom escuro ao redor do rosto, tons mais claros atraem mais luz, por isso as mulheres inconscientemente clareiam o cabelo.

Mas se tais questões não são tão evidentes, cabelos mais longos são bem-vindos. Marcos Proença se lembra da modelo Jerry Hall, de 54 anos, que transformou o cabelo longuíssimo em sua marca registrada.

A escolha da tonalidade dos fios precisa levar em conta o tom da pele e a cor dos olhos, bem como a frequência de lavagem dos cabelos na semana, o estilo de vida em geral. “Uma cor bem feita realça o corte e o visual da mulher, mas quando mal feita pode trazer consequências desagradáveis, como dar aspecto brega”, afirma Sandro.

Um eventual desequilíbrio hormonal ou até mesmo questão genética não podem ser descartados, mas quem responderá isso será um médico da sua confiança.

Independente do tom, é necessário sempre fazer manutenção da coloração, pois o desbotamento é o grande vilão dos cabelos coloridos.

Com o passar dos anos, os cabelos, assim como a pele, precisam de mais nutrição. Por isso é necessário usar produtos de limpeza e de tratamento adequados. Estão disponíveis no mercado xampus e máscaras antienvelhecimento. “Outra dica é fazer uso de remédio indicado por dermatologista para aumentar os cabelos”, afirma Proença.

É ele quem olhará para a condição da sua pele e pelos, podendo fornecer estratégias de tratamentos ou prescrevendo produtos específicos.

Dicas para ter um cabelo hidratado

Já se foi o tempo em que a mulher mais velha deveria adotar cabelos curtos. O aumento da expectativa de vida e o avanço da ciência cosmética, além do culto à juventude, fizeram com que os sinais do tempo fossem disfarçados e a questão da idade transformada apenas em um detalhe. Por isso, fios longos são liberados para mulheres em qualquer idade, desde que bem cuidados.

Confira dicas dos cabeleireiros Marcos Proença e Sandro Cassolari de como cuidar dos cabelos, quais tonalidades são mais indicadas e quais os problemas mais comuns que costumam aparecer depois dos 40 anos.

Os especialistas são categóricos ao afirmar que cabelos curtos não são obrigatórios. E que o principal é a mulher sentir-se bem. “As mulheres ganharam em média 10 anos. O mais importante é o corte, conversar com a mulher. Podem ser mais certinhos ou desarrumados, mas tem de deixar a mulher confortável, segura”, disse Marcos Proença.

Mais idade não pede cortes certinhos. “De maneira alguma! Não precisam adotar algum corte por causa da idade. Além disso, os cortes certinhos podem envelhecer a fisionomia da mulher”, diz Sandro Cassolari. Lembre-se sempre: couro cabeludo é pele e a saúde dele interfere – e muito – no aspecto final dos cabelos.

Depois do cabelo tingido, use shampoos e condicionadores específicos para o seu cabelo com o intuito de evitar o ressecamento e a quebra dos fios. Incluir um produto que cuide do seu couro cabeludo é mais do que aconselhável. Afinal, a ação da tinha não altera somente as madeixas, mas toda a região da cabeça.

Para potencializar ainda mais os resultados, faça uma hidratação profunda de 15 em 15 dias. É possível fazer o processo no salão ou mesmo em casa. A chave é encontrar o produto certo para o seu cabelo. Em qualquer idade é o estilo de cada pessoa que deve guiar a escolha do tipo de cabelo.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: