Devo contar que traí meu marido?

Devo contar que traí meu marido?
3.7 (73.33%) 3 votes

A infidelidade é um problema em crescimento, principalmente entre mulheres. Segundo uma pesquisa virtual realizada em 2010 pela Tendencias Digitales, o Brasil é o país que apresenta maiores índices de traição em toda a América Latina.

Os resultados mostraram que mais de 70% dos homens confessaram já terem traição" rel="nofollow" target="_self" >traído alguma vez, enquanto que 56% das mulheres declararam o mesmo.

Apesar da pesquisa ter sido feita apenas na internet, vale de referência para ilustrar o quanto a traição já está se tornando algo comum para ambos os sexos.

No entanto, o comportamento é condenado pela maior parte da população, inclusive por aqueles que traem ou já cometeram o ato. Trair é considerado para muitos como um desvio de caráter, porém, há vários perfis de pessoas que traem.

No caso das mulheres, muitas buscam outros parceiros por insatisfação com o relacionamento atual. Além disso, há casos de mulheres que traem por vingança e muitas escolhem os amigos do companheiro para cometer o ato. Antes de mais nada, é importante analisar o que levou a traição.

Se você está infeliz com o seu parceiro atual ou se sentiu uma atração irresistível por outra pessoa. Há casos e casos e, se resolver confessar, fique atenta a todas as consequências disso e das grandes chances de você não ser perdoada.

Ver também: Passos para reconquistar seu casamento após uma traição

Por qual motivo você traiu?

Enquanto muitos homens costumam trair por não conter o desejo sexual, as mulheres já apresentam motivos mais sentimentais para o ato. Mesmo que você esteja arrependida, as razões da primeira traição podem levar para uma segunda ou terceira. É preciso ter muita coisa em mente antes de decidir confessar algo.

  • Diversão: se você traiu por diversão ou por querer uma aventura, as chances do comportamento se repetir são grandes. Analise se vale a pena continuar a relação atual e não faça nada por impulso.
  • Paixão: se você nunca traiu antes mas se apaixonou por outra pessoa, o caso com certeza foi especial. Porém, não iluda o seu companheiro de agora se perceber que a relação já acabou e que você tem outro em mente. Neste caso, o melhor é terminar sem contar nada.
  • Insatisfação: se você não está apaixonada pelo amante, mas traiu por estar insatisfeita com o relacionamento atual, há duas opções: tente melhorar o seu namoro buscando coisas novas ou termine a relação. Se a situação está delicada no momento, confessar poderá dar um fim definitivo ao namoro. Pense nos sentimentos dele Em qualquer caso, confessar a traição vai causar dor e sofrimento para o seu parceiro atual.

Mesmo que você queira fazer isso por consciência pesada, se coloque no lugar dele e pense como seria se ele chegasse para você e falasse que ficou com outra pessoa. Você provavelmente ficaria triste, magoada, ferida e desesperada por culpa dele. Vale a pena deixar o seu namorado assim?

Além disso, é preciso ter em mente também a questão da confiança. Se ele confia em você atualmente, passará a desconfiar mesmo que você seja perdoada.

Ninguém esquece uma traição facilmente e, após contar, você dificilmente conseguirá recuperar a credibilidade com ele novamente. Se responsabilize pelo ato Muitas pessoas que traem consegue cometer o ato infiel com tranquilidade.

Essas pessoas estão acostumadas e simplesmente não sentem nenhuma consciência pesada pelo o que fazem. Porém, quem sempre condenou traição e acabou se envolvendo com outra pessoa, provavelmente terá mais dificuldade para esquecer o ocorrido.

Se você está pensando em contar, provavelmente é porque se sente mal com o que fez e quer ser perdoada. Porém, a consciência pesada, o arrependimento e a tortura por ter feito algo de errado é total responsabilidade sua.

Lidar com esses sentimentos agora é um castigo pelo erro que cometeu. Em muitos casos, confessar a traição é apenas uma maneira de jogar no parceiro os motivos do ocorrido e buscar um perdão com a finalidade de aliviar a própria dor.

Porém, ao fazer isso, você faz com que o companheiro sofra com o seu erro. Se você estiver disposta a não trair nunca mais, talvez seja melhor simplesmente esquecer o episódio e se comprometer em melhorar a relação atual.

Faça uma reflexão Uma simples frase pode mudar todo o futuro de um casal. Contar ou não é algo que você deve decidir depois de pensar muito bem sobre esse assunto.

Se resolver contar, não vale falar meias verdades, ocultar as razões e tentar amenizar o ato. A atitude agora é entre esquecer o que ocorreu ou revelar tudo e esperar uma decisão dele.

Para ajudar, veja alguns questionamentos que você deve refletir:

Quero corrigir o erro e não trair nunca mais?

  • Posso aceitar não ser perdoada e perder ele para sempre?
  • Posso aceitar a possibilidade de nunca mais ter a confiança dele?
  • Eu gosto do meu namorado ou da pessoa com que me envolvi?
  • Estou realmente arrependida pelo o que fiz?
  • Em que circunstâncias a traição ocorreu? Foi só uma vez?
  • Estou disposta a falar com sinceridade sobre este assunto?
  • O que eu posso fazer para conseguir o perdão dele?
  • Contar a traição vai realmente aliviar a minha consciência?
  • Vale a pena causar sofrimento nele por um erro meu?
  • Será que sou capaz de esquecer o que fiz?
  • Será que gosto de verdade do meu companheiro?
  • Tenho problemas de me relacionar com uma única pessoa?
  • Trai uma vez ou fiz isso em todos os meus relacionamentos amorosos?

Como contar que traiu

A moda, de um tempo para cá, tem sido “amar” inconsequentemente ou ceder às emoções da paixão sem se importar com mais nada. Infelizmente, muitas pessoas veem o casamento como um contrato rescindível, sempre que não atender mais aos seus interesses.

Outros prezam o casamento, mas permitem-se correr riscos que podem levá-los a pôr tudo a perder.

Muitos homens e mulheres, por um motivo ou outro, embarcam em aventuras amorosas pensando estar aí a solução de suas carências ou a satisfação de desejos.

A saída mais “fácil” e emocionante acaba sendo essa, envolver-se com outra pessoa. Se há fortes indícios ou você está certo de que seu cônjuge esteja lhe traindo, por mais difícil que isso possa ser, você precisa agir sabiamente. Antes de lhe sugerir como fazê-lo, vou alistar alguns sinais que podem indicar que uma traição esteja acontecendo:

  • Ele ou ela passa mais tempo fora de casa do que de costume.
  • Raramente deixa o celular em qualquer lugar da casa. Pelo contrário, está sempre grudado nele e atende-o longe das vistas dos outros.
  • Geralmente coloca o telefone em modo “vibracall”.
  • Você liga para o cônjuge, mas o celular tem estado desligado.
  • O cônjuge procura usar o computador quando todos estão dormindo ou fora de casa.
  • Incomoda-se em compartilhar senhas das redes sociais e e-mails.
  • Começa a exigir mais espaço e privacidade.
  • Torna-se frio, distante e irritadiço.
  • Não lhe procura, ou procura com bem menos frequência, para abraçar, beijar ou ter momentos de carinho e intimidade.
  • Passa a se comportar de maneira diferente, seja na forma como se veste e se cuida.
  • Começa a apresentar uma preocupação incomum com o corpo, frequenta academia ou passa a praticar atividade física.
  • Cuida da higiene pessoal com muito mais esmero do que cuidava antes.
  • Inventa horas extras, reuniões, jantares de negócios e outras atividades profissionais à noite e aos finais de semana.
  • Arranja viagens de última hora.
  • Paga rapidinho e trata de esconder a fatura do cartão e as contas de celular.
  • Inventa jogos de futebol, idas ao shopping, quando mulher, happy hour e outras atividade com os amigos. E lhe desencoraja totalmente, caso você se ofereça para ir junto.
  • Para de almoçar e jantar em casa
  • Fica extremamente irritado quando questionado sobre as atitudes acima.

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: