Dicas e reflexões para o amor ser eterno

Dicas e reflexões para o amor ser eterno
Avalie esse artigo

O amor está sempre a frente dos demais sentimentos parece ser bem simples e claro que o amor tem um certo protagonismo e rouba toda cena e ditando o rumo das relações. Sua abrangência nos monstra que há varias formas não só de se amar, como também varias definições do  que podemos dizer o que é o amor.

O amor é uma eterna doação, e não uma fonte de cobranças, pois é algo que brota espontaneamente no nosso coração, na nossa alma. Ele não deve ser impôsto, como se fosse nossa obrigação amar a alguém.Amor é resultado de um amálgama de sentimentos.

Nele deve haver amizade, confiança, carinho, dedicação, doação, tudo menos obrigação. Nem sempre amamos a quem devemos amar, mas se esse sentimento surgiu, saibamos administrá-lo. É válido tentar a conquista do ser amado, mas ser amado por ele é outro papo..

Ver também: DESCUBRA PORQUE PESSOAS FORTES ATRAEM RELACIONAMENTOS DIFÍCEIS

Quando os sentimentos dominam

Depende dos sentimentos que o dominarem. Pode ou não haver a reciprocidade, ou, em havendo o retorno, pode haver ou não a possibilidade.São fatores que devem ser analisados.A grande verdade é que não se pode obrigar ninguém a amar ninguém.

Conquistar o amor de quem desejamos é uma coisa, obrigá-lo a nos amar é outra.Li um pensamento de Jonathan Swift, que mostra bem como pode e deve ser o amor:Amar é um jeito próprio de sentir…um jeitinho gostoso quando alguém nos ouve com paciência, e faz a gente sentir que não se cansou com a conversa da gente… um jeito feliz que fica dentro da gente…

E surge assim… derrepente… no silêncio, quando a gente troca confidências com alguém, quando ajuda a quem precisa de nós, quando.. mesmo em palavras, a gente sabe o que a outra pessoa sente… é um sentimento feliz que fica no coração da gente.”(Jonatthan Swift)

Confiança a cima de tudo!

O excesso de apego a outra pessoa pode causar uma falta de confiança em si mesma, que acabará fazendo com que você extrapole na prioridade que você dá a outra pessoa.

Procure confiar mais em si mesma, que você tem capacidade de administrar sua vida independentemente de todas as outras pessoas e ver o seu valor. Isso fará com o que o seu parceiro também te veja como uma pessoa mais calma e independente

Uma definição perfeita:

“é um sentimento feliz que fica no coração da gente…” E para que seja feliz tem que ser sentido em liberdade, sem pressões e nem cobranças. Não podemos exigir que sejamosamados na mesma intensidade de nosso amor.Aliás, não existe isso de amar muito, ou pouco.

Ou se ama, ou não se ama.

O simples fato de se interessar pelos problemas, é uma demonstração inequívoca de amor, de amizade, de carinho. Assim o amor é mostrado muito mais do que o simples fato de dizer “EU TE AMO” quinhentas vezes por dia, mas apenas da boca pra fora.

Sem um real sentimento de amor, apenas para atender a cobranças de quem nos ama, que somente poderá sentir o amor através dessa declaração, e assim, esquecendo-se de todo o carinho demonstrado de outra maneira.

A intensidade fica por conta de nosso emocional.Vai depender das afinidades, da amizade, da maneira como o amor pode se expressar.Mostramos nosso amor quando ouvimos e damos atenção que nos dizem, quando procuramos ajudar de alguma maneira, seja com atos ou com palavras, quando nos interessamos por seus problemas, ou mesmo quando sabemos fazer um carinho, um afago, mesmo que à distancia.

ASSIM DEVE SER O AMOR

O amor é uma eterna doação, e não uma fonte de cobranças, pois é algo que brota espontaneamente no nosso coração, na nossa alma. Ele não deve ser impôsto, como se fosse nossa obrigação amar a alguém. Amor é resultado de um amálgama de sentimentos. Nele deve haver amizade, confiança, carinho, dedicação, doação, tudo menos obrigação.

Nem sempre amamos a quem devemos amar, mas se esse sentimento surgiu, saibamos administrá-lo. É válido tentar a conquista do ser amado, mas ser amado por ele é outro papo.Depende dos sentimentos que o dominarem. Pode ou não haver a reciprocidade, ou, em havendo o retorno, pode haver ou não a possibilidade.

São fatores que devem ser analisados.A grande verdade é que não se pode obrigar ninguém a amar ninguém.Conquistar o amor de quem desejamos é uma coisa, obrigá-lo a nos amar é outra.

DESCOBRINDO A FÓRMULA QUÍMICA DO AMOR

É realmente importante saber e descobrir essa fórmula, pois o  amor é tão complicado nos dias de hoje, é tão difícil de ser entendido, que se torna realmente difícil aceitar tudo aquilo que sobre ele se fala, dando a impressão de existir uma complicada fórmula química determinando suas causas e efeitos.

Então, vamos colocar os neurônios em ação (todos os dois), para pelo menos tentar descobrir essa fórmula mágica, que possibilite facilitar a busca do amor. E a melhor maneira de descobrir essa fórmula, é entender que não pode haver desespero nessa busca. É preciso paciência, muita paciência, para não atrapalhar a execução da fórmula que faça aparecer o amor em nossa vida.

O sentir

Temos apenas que aprender a “sentir” o amor que nos é devotado. E saber receber o que nos é doado.Sabendo entender, saberemos corresponder. E cobranças não ajudam em nada, chegando mesmo a ser fator de inibição.

É preciso entender que amor é um sentimento que brota espontaneamente. Palavras de amor devem ser ditas nos momentos certos, quando as sentimos dentro de nós, e estão querendo sair, e não quando nos pedem que as falemos.

Para amar, temos que sentir e dar liberdade para nosso amor

Se ele permanecer a nosso lado, é porque realmente o deseja, e não porque é “obrigado” a isso. Assim, poderá haver a reciprocidade. Assim, seremos amados, talvez não da maneira como desejaríamos sê-lo, mas da maneira como nosso amor nos ama. E saber aceitar esse amor é a melhor maneira de mante-lo, e torná-lo duradouro.

Ser Feliz é correr riscos, Feliz é aquele que saboreia quando come,
enxerga quando olha, dorme quando deita,compreende quando reflete, aceita-se e aceita a vida como ela é.Há quem diga que felicidade depende, antes de tudo, de bastar-se a si próprio;de não depender de ajuda, de opinião e, sobretudo,de não se deixar influenciar por ninguém.

Evidentemente!Sem amor, sem paixão,que sentido teria a existência?A felicidade é proporcional ao risco que se corre.Quem se protege contra o sofrimento, protege-se contra a felicidade.]O homem feliz aceita ser vulnerável.O homem feliz aceita depender dos outros,mesmo pondo em risco sua própria felicidade. É a condição do amore de todas as relações humanas,sem o que a vida não teria sentido!

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: