DICAS PARA NÃO SER TRAIDO NO RELACIONAMENTO

DICAS PARA NÃO SER TRAIDO NO RELACIONAMENTO
Avalie esse artigo

Passar por uma traição é complexo! Há muitas dificuldades psicológicas do casal na hora de lidar com o rompimento, a infidelidade tem um lado social, mobiliza amigos e familiares, atiça a moral e os preconceitos,  algumas vezes  acaba até atrapalha a  reconciliação.

Cada um sabe a dor e a delicia de ser o que é. Tem  aqueles que não se importam com o fato e outros  quem ache absurdo.Há quem consiga abstrair e outros que não perdoam nem que vaca tussa.Mas ai vai algumas dicas para você evitar o acontecimento que daria um roteiro para novela e algumas dicas para quem já foi o personagem principal da história

1) O desafio de reparar  uma relação:

Toda relação boa e saudável é improvável que a traição aconteça.  O  casal deve avaliar onde cada um tem falhado e deixado de ser companheiro. Conversar é sempre importante, não ficar de questionando se o parceiro ainda o ama ou não. Afinal, não foram feitas malas ainda, então vamos tocar o barquinho, mesmo que seja em meio a tempestade!

Veja também: COMO SABER QUANDO O HOMEM QUER ALGO SÉRIO

2)Não esqueça de viver a sua própria vida

Muitas pessoas,  costumam ceder por completo nos relacionamentos, para se sentir amada ou parar não gerar problemas, e o mais comum, quando há uma dependência emocional,  porque pensam que serão abandonadas.

Será que você pode oferecer algo interessante para o parceiro quando você  não se satisfaz com coisas só suas? Não deixe de fazer aquilo que te faz viver, aquilo que dá motivo para viver, que faça você gozar fora da relação.

Nascemos sozinhos e morreremos sozinhos, portanto, nunca esqueça de dar prioridade aos seus interesses, somente quando resolvemos nossas prioridades internas podemos dar ao outro algo que seja prazeroso também

3) Tenha uma vida social fora do relacionamento:

Nunca se afaste dos seus amigos, pais, irmãos e entes queridos só para ficar com o amor da sua vida. Quando amamos sempre deixamos de lado um grupo social em função de uma pessoa só. Não é saudável e com o tempo se torna enfadonho.

As vezes sobrecarregamos o companheiro com nossas angústias pessoais, fazendo que ele canse ou até mesmo não de tanta importância ao que você diga com o passar do tempo. Muitas vezes respondendo: “hum, sei, aham, sério, não acredito, logo passa…”. No fim das contas você não sacia suas angústias e deixa o parceiro sobrecarregado, muitas vezes sem poder falar o que pensa, justamente para não te machucar.

Ou seja, sai por ai, converse, use aplicativos, se divirta! Afinal, se por acaso um dia você for traição" rel="nofollow" target="_self" >traída, não vai estar sozinha e o impacto não será tão grande, porque além da vida de casal, você tem a sua vida pessoal!

4) Plano de vida:

Será que eu caso ou compro uma bicicleta? Se por acaso você casou, está na hora de também comprar a bicicleta. Não desista de projetos de vida. Não pare de estudar em função do outro, não deixe de mudar a cor de cabelo e nem de vestir aquilo que acha mais interessante. As vezes com o tempo nos tornamos iguais aos nossos parceiros, isso não é atraente.

Invista em si mesma, faça cursos, vá em palestras, viaje com amigas, aprenda uma língua, abra um negócio, plante uma árvore. Existem inúmeras coisas para serem feitas fora do leito afetuoso. Invista na sua individualidade, não foi assim que ele se interessou por ti? Por que deixar de ser livre só porque casou ou começou a namorar?

5) Cobranças, julgamentos!

Já ouviu o ditado, a fome falando da vontade de comer? Não critique gratuitamente, não cobre se não puder ajudar.  Pessoas que criticam demais, abaixam a auto estima do parceiro, seja uma pessoa que motive! Ficar apontando só as falhas não faz a pessoa melhorar.

Imagina só se o seu parceiro ou parceira ficar apontando tudo o que você não completa ou faz corretamente segundo a normalidade da sociedade, seria bem frustrante. Se algo te incomoda, converse e reflita sobre isso sem cobrar, dar conselhos é melhor que remediar e se você não aconselhar outra pessoa vai se achar no direito de fazer.

6) Excesso de conselhos:

Falamos que é bacana aconselhar, mas o tempo todo é basicamente ordenar. Deixe o outro pensar e rachar a cabeça as vezes. Tem coisa mais gostosa que terminar um quebra-cabeça sozinho?

As vezes tentamos ficar pedindo informações ao parceiro (a) para termos noção do que eles andam fazendo. Controlar demais não ajuda. Foca em outras coisas, esqueça ele um pouco, procure focar nas suas metas.

7) Corpo são, mente sã:

 

Cuidar do corpo e da mente são coisas básicas para qualquer humano. Namorar não significa esquecer que estamos com um relógio paralisado até a morte.

Muitas mulheres e homens esquecem do quão é gostoso ser vaidoso. Olhar no espelho e falar, eu ficaria com esta pessoa. Faça uma caminhada,  cuide do corpo, compre aquela roupa que você achou bonita, não deixe de usar roupas sensuais só porque segundo a sua avó, você não tem mais idade.

Ame a si mesma. Leia, não fique só fixada em coisas prontas que a mídia te oferece! O mundo é tão vasto e as vezes a gente se prende somente ao quarteirão de nossas casas. Aprenda a se amar novamente, olhar no espelho e falar: Eu estou demais hoje e nada vai me desanimar!

Plantamos o que colhemos, alguns preferem plantar joio com trigo, mas a gente só come o trigo, não, é? Não de deixa para que o outro te chame de joio. Seja sempre um pão fresquinho, passe manteiga em si mesma e se delicie!

8) Faça a misteriosa!

Há coisas que ficam entre você e um bom analista. Não detalhe tudo sobre o você pensa, apenas não deixe de se expressar. Preserve suas reflexões, até para que ninguém use as suas inseguranças contra você.

A pior coisa do  mundo é ser traição" rel="nofollow" target="_self" >traído, ainda mais quando despejamos confiança no outro.  Além de tudo nada mais interessante do que aquele ar de mistério, de algo que nunca será resolvido, algo que está sempre ali para ser procurado. Seja bandida em suas idéias, não as de mão beijada a ninguém.

9) Conheça a ti mesma (o):

Medite, reflita, tente conhecer a si mesma. Faça sempre uma reflexão do que você é agora, foi no passado e pretende ser no futuro. Estamos sempre presos a cotidianidade, que as vezes fazemos as coisas de forma mecânica e esquecemos que somos um ser único e perecíveis.

Se o sexo não estiver gostoso, procure formas de se autoconhecer, não é ético somente um ter prazer na relação. Se toque, se ama, explore seu corpo.

Ele é só seu, nada mais interessante saber que você deu prazer e o outro fez o mesmo com você. Fingir orgasmo está fora de moda. Aliás, nem deveria ter existido. Se o já fez ou ainda faz. Pare já! Goze e seja feliz!

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: