Doenças que você pode pegar por compartilhar maquiagem

Doenças que você pode pegar por compartilhar maquiagem
3 (60%) 1 vote

 

Qual garota nunca se reuniu com uma amiga ou com um grupo de garotas para se maquiar antes de ir pra balada ou pra alguma festa? Embora esse tipo de prática seja comum entre as mulheres, a realidade é que compartilhar maquiagem pode não ser uma boa idéia, já que causa sérias consequências.

O transtorno, como é possível supor, não tem necessariamente  a ver com gente egoísmo ou com aquelas pessoas que não gostam de emprestar suas coisas. A verdade é que dividir a maquiagem vai de encontro a inúmeras regras básicas de higiene pessoal e pode contaminar de modo direto o sistema imunológico das pessoas.

De resfriados e gripes, até problemas mais complicados, causados por vírus e bactérias: são apenas algumas das dificuldades que podem surgir quando você usa a maquiagem de outra pessoa sem pensar em tomar os mínimos cuidados de esterilização previamente. Esses cuidados valem, também, para aqueles provadores de maquiagem disponíveis nas lojas.

Por esses motivos, manter os pincéis limpos, lavar a esponjinha, limitar o compartilhamento de alguns produtos, como batons e máscaras de cílios também e tomar outros cuidados de higiene com sua maquiagem é algo imprescindível para manter sua saúde e beleza em dia.

Ver também: 7 truques das mulheres japonesas para mantêm sua pele perfeita 

Conheça as doenças mais comuns que você pode pegar por dividir a maquiagem:

1. Blefarite (Terçol)

Essa doença, que consiste numa inflamação na base dos cílios, pode ser transmitida através do compartilhamento de itens de maquiagem que encostem na borda dos olhos como lápis e rímel. O ideal, para evitar o contágio, é higienizar corretamente o produto e, caso não seja possível, substituir.

  1. Conjuntivite

A conjuntivite pode ser transmitida por meio de pincéis, delineadores, máscaras de cílios e outros instrumentos da maquiagem. É uma doença provocada por bactérias ou vírus que ficam acumulados nesse produtos. Caso tenha pego emprestado algum item de maquiagem ou tenha emprestado para alguém, é importante não se esquecer de higienizá-lo com produtos de limpeza antes de usar de novo. No caso dos lápis de olhos, você deve apontá-lo novamente para retirar a camada superficial que pode ter sido infectada. Se for uma máscara, o ideal é substituí-la.

3. Amigdalite

Amigdalite é uma inflamação aguda ou crônica, de origem infecciosa, das amígdalas palatinas ou linguais. A doença, embora pouca gente saiba, é contagiosa e possui várias formas de ser transmitida. Uma delas é compartilhando a maquiagem. A amigdalite causa febre alta, muita dificuldade em engolir e outros desconfortos durante a fase mais intensa da doença.

4. Herpes

Um dos maiores riscos de se compartilhar maquiagem ou de usar os produtos de provadores das lojas é a probabilidade de contrair herpes, especialmente no que diz respeito aos batons. A herpes é uma infeção viral e contagiosas nos lábios, boca ou gengivas.

A doença é caracterizada principalmente pelo surgimento de bolhas pequenas e dolorida. É uma infecção muito fácil de ser transmitida, já que muitas pessoas tem a doença, mas ela se mantém incubada apresentando episódios de crises.

Por isso, caso vá emprestar o batom para alguém ou caso queira testar sua cor na hora de adquirir, é importante remover a camada mais superficial do produto utilizando um lenço, guardanapo ou até mesmo de papel higiênico. Batons e produtos para os lábios devem ser utilizados de maneira individual devido aos riscos graves que esse tipo de compartilhamento apresenta.

5. Foliculite

Foliculite é originada por uma infecção viral, bacteriana ou fúngica dos folículos capilares. Em geral, a causa mais comum de foliculite é a bactéria Staphylococcus aureus (estafilococo).

De maneira mais descomplicada, a foliculite causa espinhas nas nádegas e nas pernas e também pode causar a celulite bacteriana, doença capaz de infeccionar a derme, camada mais superficial da pele. Em casos mais extremos, há possibilidade de contrair artrite, encefalite por causa da doença. Utilizar produtos como cremes, bases, pomadas infectados por outras pessoas é um dos modos de contrair a infecção.

6. Mononucleose

O vírus que causa a mononucleose invade as células que revestem o nariz e a garganta, afetando os linfócitos B (glóbulos brancos responsáveis pela produção de anticorpos). Essa infecção pode ser assintomática ou apresentar febre alta, dificuldade para engolir, tosse e outros sintomas.

Mononucleose é mais conhecida como doença do beijo, apesar de essa não é a única forma de contágio. Nesse caso, os batons, lápis para contorno labial e gloss são os produtos que, se compartilhados sem higienização devida, podem se transformar em fator de risco na transmissão da doença.

7. Resfriados e gripes

Se a pessoa de quem você pegou a maquiagem emprestada estiver gripada ou resfriada, é praticamente certo de que você também irá contrair o vírus. Nesse caso, o próprio produto  acumula o vírus e o transfere para seu corpo. Por isso, novamente, necessária que seja feita a higienização devida.

8. Verrugas

Verrugas, para a surpresa de muitas pessoas, também são transmissíveis. Compartilhar maquiagem também pode fazer com que seja desencadeado um processo dermatológico que conduz ao aparecimento de verrugas. Isso acontece porque alguns produtos entram em contato direto com a pele e com as mucosas. Portanto, se a pessoa que utilizou anteriormente a maquiagem estiver infectada com este problema, o produto muito provavelmente irá servir de ponte para a contaminação entre quem irá usufruir em seguida.

9. Micoses

A micose é uma doença de pele provocada por fungos que pode afetar, além da pele, as unhas, couro cabeludo e a virilha. Ela pode se apresentar de variadas formas e em todas elas é necessário algum tempo de tratamento. Sobretudo os produtos e instrumentos diretamente relacionados à pele podem ser um meio de propagação de micoses.

Em geral, quando alguéma tem algum tipo de micose e passa pó compacto com um pincel, ou ainda uma esponja, e em seguida empresta o item para outra pessoa, pode estar propagar esses micro-organismos.

Pincéis, esponjas de maquiagem e outros itens acabam carregando consigo restos de tecido orgânico e queratina que, juntos, desenvolvem o ambiente ideal para que ocorra uma cultura de fungos. Isso pode resultar desde uma leve dermatite até quadros clínicos mais graves.

Depois dessas informações, pense bem antes de pedir emprestado o batom das suas amigas! Afinal, quem vê delineador  não vê infecção! Previna-se!

 

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: