É possível acreditar no amor novamente?

É possível acreditar no amor novamente?
Avalie esse artigo

No amor todos os caminhos acabam de forma igual – desilusão. A frase pessimista, de autoria do escritor irlandês Oscar Wilde, traduz com perfeição a dinâmica das relações amorosas. Quem nunca sofreu uma desilusão, que atire a primeira pedra.

Por que é tão comum que as pessoas se decepcionem em seus relacionamentos? Os motivos são inúmeros mas, em geral, há duas razões básicas: excesso de expectativa ou uma mudança muito grande de comportamento da parte do parceiro.

A desilusão é sempre causada por infidelidade?

Não necessariamente. Embora desilusão e infidelidade andem de mãos dadas, não é preciso que a outra parte seja infiel para que nos sintamos “enganados”. Muitas vezes o comportamento causador da decepção nos magoa por outros motivos. Atitudes como a falta de sensibilidade e respeito por nossas vontades e objetivos, e até mesmo por nossos sentimentos, podem nos soar mais agressivas do que seria uma situação de infidelidade.

Ainda que a traição tenha se concretizado, é complicado afirmar que ela é a única responsável pelo sentimento de desilusão amorosa. Na maioria dos relacionamentos, a traição acontece quando o casal já está passando por uma série de outros problemas há algum tempo. Ela seria, então, o ápice de uma falha pré-existente.

O fato é que há pessoas que continuam lutando contra uma separação iminente, preferindo suportar a dor de uma traição, por exemplo, a admitir que o relacionamento chegou ao fim.

Ver Também: Dicas simples para esquecer um amor

A importância da autoestima

Há quem afirme que não podemos culpar o parceiro pelas desilusões sofridas. Analisando friamente a questão, a afirmação não é completamente descabida. Quando o relacionamento passa a ser visto como uma tábua de salvação, a tendência é que a pessoa deixe de analisar a situação de modo racional.

Para que isso não aconteça, é fundamental saber separar as coisas. Respeite-se, acima de tudo. Conheça suas limitações e não tente esticá-las apenas para manter um relacionamento obviamente fadado ao fracasso.

Ninguém muda ninguém

Tente enxergar de forma clara a personalidade do outro, seus costumes e a maneira como costuma agir. Tenha em mente que esses hábitos não podem ser modificados por você. Traços de caráter e personalidade são construídos ao longo de muitos anos de vida e um relacionamento (por mais fortes que sejam os sentimentos) não é capaz de mudá-los de uma hora para outra

Como voltar a acreditar no amor?

O amor traz muitas mudanças positivas na vida das pessoas. Mesmo quando nos apaixonamos por alguém e, por algum motivo, não dá certo, ficamos com boas lembranças de um tempo feliz que não vai mais voltar.
Acreditar que o amor pode dar certo é algo cada vez mais difícil. Atualmente as pessoas estão cada vez mais individualistas, racionais, preocupadas demais com dinheiro e sucesso e se afastando cada dia mais do amor, criando um vazio imenso dentro de si.

Razões para voltar a acreditar no amor

Ninguém quer ficar sozinho

Por mais que muita gente não queira um compromisso sério, ninguém quer ficar sozinho. Isso porque a natureza do ser humano é a de querer estar sempre perto, sempre junto. O homem gosta de proteger e de ser amado. A mulher gosta de ser protegida e de amar incondicionalmente.

Vontade de ser feliz

Nem a pessoa mais pessimista desse mundo gosta da infelicidade. Todos nós queremos ser felizes. E, mesmo que você tenha uma casa, um carro, um bom emprego e ganhe bem, nada disso tem muita graça se não tiver a seu lado uma pessoa de quem realmente goste e com quem possa dividir as suas vitórias.

O amor nos transforma

Já reparou como toda pessoa que está apaixonada muda? Ela fica mais sorridente, mais feliz, se arruma mais e passa a enxergar a vida de uma forma totalmente diferente. Você pode amar mil vezes e dar errado, mas, na próxima vez em que se apaixonar, todas essas coisas boas tomarão conta de você novamente. E todos nós passamos por isso, ao longo da vida. E é essa sensação de felicidade que nos faz acreditar que o amor pode sim dar certo.

O amor pode nos salvar

Em muitos momentos na vida estamos cansados, desanimados e descrentes de tudo. Então logo vem o estado depressivo e o descontentamento com a vida. Mas quando conhecemos alguém interessante, tudo isso vai por água abaixo. O amor nos torna mais alegres, esperançosos, felizes e nos salva das tristezas da vida.

Livre-arbítrio

Todos nós temos o poder de escolha. Mas, se cada um resolver ficar sozinho, vai perder grandes oportunidades na vida de amar, ser amado e de ser feliz. Tudo bem que, em alguns momentos, precisamos realmente estar sozinhos, por um ou outro motivo. E não há nenhum problema nisso. O que não podemos é nos deixar levar pelo egoísmo, orgulho e insensatez, que nos afasta do amor e nos aproxima da solidão.

Mas o amor é algo lindo e que nos preenche. Por isso, jamais devemos deixar de acreditar nele, mesmo que nesse momento as coisas não estejam boas na sua vida amorosa. Sempre existe um amanhã, e neste amanhã, terá um sol brilhando e nos enchendo de esperança.

Amar nos faz rir à toa

tem sensação mais linda do que a vontade de sair dançando por aí? Só o amor pode fazer isso por você!

Amor não é só o amor romântico

É importante que lembremos que todas as formas de amor são necessárias. O amor de família, o de amigo, a empatia e a compaixão são amores que tornam qualquer pessoa mais feliz e realizada. Você não precisa estar em um relacionamento amoroso para ser feliz e plena, porque além de existirem vários outros tipos de amores que vão te completar, você sente o mais importante de todos, que é o amor próprio.

O amor é eterno enquanto dura

Já dizia Vinícius de Moraes: “que seja eterno enquanto dure”. O amor não precisa durar para sempre no tempo cronológico para ser inesquecível e eterno. Nós somos resultados das experiências que vivemos e cada pessoa que passou em sua história foi importante em algum momento. Não se esqueça nunca de olhar para seu passado com bons olhos e com olhos melhores ainda para o futuro!

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: