Entendendo a maquiagem infantil

Entendendo a maquiagem infantil
Avalie esse artigo

Crianças, principalmente as meninas, naturalmente costumam ser mais vaidosas e começam a se interessar por moda, maquiagem e cabelo desde cedo. Antigamente as grandes incentivadoras eram as mães, que consciente ou inconscientemente, passavam essa preocupação e hábito, despertando nos mais a tendência à repetição.

Em outros casos é natural da própria criança ir descobrindo essa relação com a maquiagem e gostar de usar em vários momentos, principalmente em brincadeiras.

Com o boom de informação e o crescimento das mídias sociais, cada vez mais as pequenas têm acesso a conteúdo de maquiagem, beleza, artistas e ídolos teen, gerando um pouco mais propositalmente o interesse pelo uso desses produtos no público mais jovem.

Ver também: Pó diminui a oleosidade da pele e ajuda a fixar o make

Ao mesmo tempo, produtos de maquiagem para o público infantil não é novidade, vários artistas já fizeram parcerias e lançaram seus produtos e coleções, além das marcas que trabalham com linha infantil e também aqueles conjuntos infantis com cores coloridas e formatos divertidos.

Antes de permitir ou proibir o uso de maquiagem nos seus filhos, porque essa é uma decisão que deve passar pelos pais pelo simples fato de envolver questões de saúde, entenda um pouco melhor alguns pontos sobre maquiagem infantil e a pele infantil.

Começando pela pele infantil, que não é a mesma coisa de uma pele adolescente  – com hormônios em ebulição, e muito menos a mesma que uma pele adulta ou madura. Já em relação aos produtos, o ideal é que eles sejam formulados especialmente para o público infantil e devem possuir aprovação pediátrica, dermatológica e sanitária.

Nos próximos dois tópicos vamos explorar melhor esse dois temas, a maquiagem infantil e a pele infantil. Dessa forma vai ser possível entender melhor todo o contexto de maquiagem infantil e assim tomar as decisões. Sempre é indicada a consulta ao dermatologista antes de introduzir o uso de produtos para a pele, mas nesse caso específico o pediatra da criança deve ser consultado também.

# Maquiagem infantil e pele infantil

A dermatologia infantil é a melhor forma de realmente entender a pele do seu filho e qual será a melhor forma de tratá-la. No caso do uso dos cosméticos qualquer alteração deve ser sinalizada e o uso interrompido.

Recordando que a pele da criança é uma pele diferente, porque o organismo de uma criança funciona diferente. A pele nada mais é do que mais uma representação da saúde infantil.

Sendo mais fina e sensível, o uso de cosméticos comuns, sem especificação para a idade devem ser evitados ao máximo. Substâncias presentes em bases, pó, sombras e até batom podem facilmente causar alergias ou dermatites, além disso, elas estarão expostas a uma nova fonte de contaminação, porque os cosméticos transportam bactérias ou fungos.

Corantes, fixadores, brilhos são exemplo de substâncias químicas que estão em maior quantidade nas maquiagens para adultos e que são rapidamente absorvidos pela pele infantil, porque é mais fina que a adulta. Exagerar em qualquer uso também pode causar irritação na pele e sensibilidade pela fácil obstrução da pele.

Por isso é indicado que os produtos usados pelas crianças sejam específicos para a idade, sendo essencialmente hipoalergênicos, e principalmente regulados por agentes de saúde.

O que isso quer dizer? Evite comprar maquiagem infantil de baixa qualidade como as vendidas por ambulantes ou em “versões paralelas”. O ponto é garantir a segurança da saúde da pele, então os pais devem conferir nos rótulos dos produtos a faixa etária indicada e também se o produto é hipoalergênico ou não.

Outra questão que é muito importante é a questão da frequência do uso de maquiagem, seja infantil ou seja a adulta. Crianças devem evitar ao máximo usar os produtos todos os dias, pois esse hábito afeta bastante a pele infantil e seu desenvolvimento.

Falamos um pouco sobre as questões de pele e produtos para crianças, mostrando os riscos das interações. Vamos agora falar um pouco mais sobre os produtos infantis, reações e hábitos.

# Rotina para maquiagem em crianças

Se você optou pelo uso da maquiagem infantil, vamos explicar melhor as características, os hábitos que devem ser mantidos e mais algumas dúvidas.

Qual é a grande diferença da maquiagem infantil para a adulta? O requisito básico é que não tenha muito poder de fixação, ou seja, o produto infantil deve sair facilmente com o uso de água e sabão ou mesmo com algodão. Dessa forma, os produtos serão mais leves, com pouco pigmento e pouca fixação.

Fixadores, pigmentos e produtos químicos presentes nas maquiagens adultas e em menor quantidade na infantil, devem ficar pouco tempo em contato com a pele de uma criança, reduzindo as chances de irritação ou alergias.

Optando por produtos adultos, prefira os mais leves e suaves, que são facilmente removíveis. Já nos produtos infantis fuja do “efeito 24h” e tenha a certeza de que o produto é leve e suave, sempre observando a pele e suas reações.

Os produtos infantis são mais leves, mais vivos, com cores diferentes e em cores mais claras, geralmente com temas mais divertidos.

E justamente por isso algumas crianças preferem a maquiagem de adulto, por ter mais opções de cores de sombras, lápis e batom, mas resista o quanto puder, porque não é indicado mesmo.

Ainda assim, algumas crianças insistem e, por isso, o cuidado na aplicação, evitando produtos dispensáveis como os de correção de pele, como base e corretivo – a pele infantil normalmente não possui muitas manchas e não há necessidade de aplicação desses produtos, deixando a maquiagem menos carregada.

O momento de retirar os produtos também é importante, sempre optando por remover primeiro a maquiagem com solução micelar que é um misto de águas floral e termal livre de várias substâncias que agridem a pele infantil, como álcool ou parabenos, presentes em muitos demaquilantes.

Em seguida lave o rosto com água e sabonete apropriado para a idade, garantindo que o produto foi removido.

Mostramos os cuidados e como escolher produtos de maquiagem infantil, explorando mais como funciona a pele de uma criança. É importante evitar a exposição da pele a corantes, fixadores, assim como a óleos, solventes e álcool presentes nos demaquilantes, que também são importantes de serem usados, caso sua filha decida usar algum produto seu.

Por isso o cuidado maior, uma vez com maquiagem, é no momento da retirada. Se você gostou do conteúdo, compartilhe com amigos e continue acompanhando a página para mais conteúdo.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: