Estou sendo uma péssima amiga para o meu parceiro neste momento

Estou sendo uma péssima amiga para o meu parceiro neste momento
Avalie esse artigo

Já se perguntou alguma vez se você é uma boa namorada ou esposa? Quando fazemos uma pergunta como essa, levamos em consideração nossas atitudes, comportamentos e até mesmo a dedicação que temos para manter o relacionamento.

O que poucas pessoas percebem é que a amizade dentro de um relacionamento é extremamente importante, e que se ela não estiver presente, a qualidade da relação muda totalmente.

É preciso saber ouvir e ser amiga da pessoa com quem você está, pois isso é a base, é o que vem antes de um bom namoro, com diálogos e intimidade. Algumas atitudes são capazes de determinar se você é ou não uma boa amiga para o seu parceiro. Descubra quais são e entenda as melhores formas de dar a volta por cima e se tornar muito mais íntima dele.

Ver também: Dicas para entender melhor seu parceiro e melhorar o relacionamento à dois

 

Você sempre quer falar de si mesma, mas nunca quer ouvi-lo:

Depois de um dia de trabalho, bem agitado, vocês se encontram ou vão pra casa um do outro e ambos querem falar do seu dia e de tudo o que aconteceu desde quando acordaram.

Seu dia foi cheio de coisas interessantes e você quer muito falar disso, por isso toma a frente e fala bastante, porém, na vez dele você não quer escutar, não têm ânimo para ouvi-lo falar até o final e o corta várias vezes voltando a mencionar situações do seu dia.

Isso é algo extremamente egoísta e é uma das piores atitudes que se pode ter dentro de um relacionamento, vendo que você pode falar, mas não pode ouvir a outra pessoa, se mostrando muito egoísta nos aspectos mais graves.

Se você faz isso, precisa entender que reciprocidade é um elemento essencial em qualquer relação, e que do mesmo modo que você quer ser ouvida e precisa de atenção, ele também precisa. Por mais que seu dia tenha sido legal, com certeza seu parceiro também fez algumas coisas que merecem ser contadas, e como namorada/esposa, você deve ser amiga dele.

Você não tem interesse em fazer nada do que ele gosta:

Seu namorado gosta de filmes, séries e passear em lugares calmos. Você prefere novelas e lugares bem agitados. Ao invés de acompanha-lo em alguma dessas atividades, você critica, demonstra desinteresse e nunca vai, mas por outro lado, você quer que ele se interesse pelos seus gostos e esteja em festas com você.

Saiba que esta também é uma atitude bastante egoísta, primeiramente por não vencer um pouco a ‘’antipatia’’ dos gostos dele para fazer companhia, e segunda mente por querer que ele seja seu parceiro e te acompanhe em suas coisas. Vocês devem ser amigos o suficiente para entenderem o que o outro gosta, e maduros para agirem como um casal de verdade nessas ocasiões, afinal, aproveitar a dois é muito melhor do que sozinhos.

A culpa nunca é sua:

Vocês estavam pretendendo economizar durante o mês, mas aconteceram alguns imprevistos e o dinheiro ficou menor do que vocês imaginaram. Mesmo sabendo que você gastou com várias coisas desnecessárias, sua primeira atitude é acusa-lo de gastar muito, de não se esforçar para segurar o dinheiro, e não vê que você com certeza teve sua parte de culpa nisso.

Ter essa atitude é ser uma péssima amiga para o seu companheiro, pois isso mostra que você não está disposta a ter controle quando algo foge do esperado, não consegue ser compreensiva, atacando seu parceiro rapidamente e sem pensar, e o pior de tudo, está sendo extremamente controladora.

Antes de colocar a culpa nele, veja onde você também errou, onde isso tudo começou e só depois tome alguma atitude em relação a isso, mas nunca sendo grossa ou apontando os ‘’defeitos’’ dele.

Nesse caso (e talvez em um caso real) você também errou, então por que interrogar e culpar apenas uma das partes? Um relacionamento amoroso é composto por duas pessoas, então onde está o companheirismo se você age exatamente assim? Saiba ponderar e assumir sua parte quando estiver errada, e lembre-se que amigos não perdem tempo fazendo acusações ou apontando o dedo.

Nada do que ele faz é interessante para você:

Seu parceiro, assim como você, gosta de ser elogiado e quer que você o note, mas ao invés de fazer isso, você não vê nada de produtivo no que ele faz. Imagine uma situação hipotética, em que ele recebeu um prêmio no trabalho por desenvolver o melhor projeto da empresa.

Obviamente ele está muito feliz e fica bem animado em te contar, mas você não demonstra felicidade por isso, ou diz que não é grande coisa. Se faz isso, saiba que está sim sendo uma péssima amiga para ele!

Além disso ser extremamente grosseiro e uma grande falta de educação, mostra que você não se importa com ele ou com a felicidade que ele deve ter. Quando seu namorado/marido te contar algo que o anima, seja amiga dele para comemorar, diga que está feliz, dê os parabéns, enfim, faça o que um amigo faria, ou o que você gostaria que fosse feito a você.

Em hipótese alguma aja com frieza, pois cada passo dado é uma grande conquista, e ele chegará longe com uma parceira que dá valor aos pequenos progressos que ele consegue. Esteja ao lado dele nos momentos de vitória também e saiba comemorar.

Você nunca tem tempo pra ele:

Isso é algo bem relativo, mas um ponto em que todos concordam é que para um relacionamento fluir bem, deve haver tempo um para o outro, enquanto casal. Você sempre consegue tirar um tempinho para se arrumar, para sair ou falar com suas amigas, para dormir, até mesmo para ver um filme, mas quando o assunto é ele, você sempre diz que está sem tempo.

Seja sincera consigo mesma e veja por que tem tempo para tudo e todos, menos para o seu parceiro, e entenda que ele também merece sua atenção. Esse é um dos sinais de que você não está sendo amiga dele e de que ele não é sua prioridade.

Ser amiga do seu parceiro não é apenas bonito, mas também necessário, e com essas cinco situações hipotéticas é possível detectar se você está sendo ou não uma boa amiga ultimamente para ele, e ainda descobrir maneiras de ficar mais próxima caso a resposta seja não.

 

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: