Eu Brigo o Tempo Todo com Meu Namorado, o que Fazer? (IMPERDÍVEL)

Eu Brigo o Tempo Todo com Meu Namorado, o que Fazer? (IMPERDÍVEL)
Avalie esse artigo

Mesmo que pareça insano para nós, devemos admitir que podemos acabar nos tornando “viciados” em argumentos. Se a gritaria é diária e parte da rotina, é possível que, como casal, comecemos a imaginar que essa é a maneira normal de resolver os pequenos conflitos dos diários.

Mas … o que acontece se você não parar de discutir com seu parceiro por bobagens? Muitas vezes é um problema de comunicação e expressão. Desta forma, é importante saber quais são os diferentes tipos de comunicação que existem:

Comunicação passiva:durante este tipo de comunicação, um dos dois membros do casal nunca expressa claramente as suas opiniões e aceita tudo o que a outra pessoa lhe diz sem vacilar, embora não concorde com seu parceiro. Esse tipo de comunicação é bastante comum entre pessoas que não têm autoconfiança.

Comunicação Agressiva:Neste tipo de comunicação é usada uma infinidade de insultos, gritos e opiniões e sentimentos são expressos de uma forma muito desagradável. Esta é uma forma de comunicação que tende a provocar facilmente disputas.

Comunicação Afirmativa: Comunicação Afirmativa é considerada a melhor maneira de se comunicar, pois é baseada na comunicação e no respeito pelos outros. Além disso, esse tipo de comunicação é expresso de maneira calma e pacífica. Às vezes o tom é mais importante que as palavras escolhidas.

Se você quiser evitar discutir com seu parceiro por disparates, a chave está na comunicação afirmativa. Para mais informações sobre como não discutir mais sobre um casal.

Como evitar o casal brigas?

Desde o início, parece importante esclarecer um ponto, argumentando que não é o fim do mundo, porque é simplesmente uma maneira de expor nossos sentimentos e sentimentos. No entanto, há uma linha tênue entre expressar o que se sente e “argumentar”.

Argumentar não é o mesmo que brigar

Ao longo dos anos, o verbo “argumentando” assumiu um novo significado. Argumentar em francês antigo ou francês literário significa “discutir” envolvendo o respeito da opinião do outro. Como diz a psicóloga espanhola Claudia Pradas, a troca de opinião sob o signo do respeito é crucial porque representa as bases comunicativas das quais a disputa (significado antigo) é parte integrante:

“Todos os casais precisam se comunicar a fim de aprender mais sobre o outro, para expressar suas necessidades ou se ao mesmo tempo um dos parceiros machuca o outro, para poder contá-lo para resolver o problema das melhores maneiras possíveis “.

Como acabamos de ver, não devemos ter medo de argumentar, é necessário evitar gritar a todo custo. Quando gritos ocorrem agressão verbal violenta que é um sinal claro de falta de respeito pelo outro ou falta de valor. A disputa é necessária para expressar as necessidades e, assim, chegar a acordos. Gritar é um ataque ao outro, às vezes com a intenção de causar dano.

Como não brigar em um casal

Como dissemos e repetimos, a comunicação é a mais importante, mas você também deve ter a vontade de melhorar seu relacionamento. Não é suficiente que apenas um membro do casal queira parar de discutir porque é um trabalho em equipe! Embora a base seja comunicação, o seguinte também é muito importante:

Compaixão com seu parceiro:A melhor maneira de entender o outro é colocar em seu lugar e entender porque ele diz o que diz ou o que pensa. Em outras palavras, é necessário aprender a ser mais compreensivo para que seu relacionamento corra bem.

Aprenda a ouvir:ouvir não é tão fácil quanto você imagina. Podemos acreditar que estamos ouvindo o que nos é dito, mas, na realidade, não queremos que o som de suas palavras penetre no rastro de nossos ouvidos indiferentes. Esse é um problema que precisa ser resolvido porque não podemos ser ouvidos sem nos ouvirmos.

Aprenda a se expressar:se você faz parte de pessoas que não falam o suficiente ou corretamente, isso é algo em que você absolutamente deve trabalhar. Se você não se expressar claramente, é normal que seu amigo possa ser mal interpretado, gerando um grito que poderia ter sido completamente evitado!

Se tiver alguma dúvida, faça uma pergunta:aprender a fazer perguntas e permitir que a outra pessoa as pergunte é absolutamente essencial se você quiser ter um relacionamento construtivo. Se algo parecer estranho ou não muito claro, peça ao seu parceiro que lhe explique! Pelo contrário, haverá disputas desnecessárias que poderiam ter sido evitadas.

Não critique e não culpe:antes de mais nada, evite estar em posição ofensiva. Se você atacar, é normal que a outra pessoa se defenda … E simplesmente, o argumento nasce … Se você está acostumado a se expressar grosseiramente para se proteger e não sabe como encontrar uma solução, recomendamos que você visite um profissional que será mais capaz de colocá-lo no caminho para a cura.

Fique calmo:quando estiver preso em uma situação de conflito, fique calmo, não grite e não pronuncie palavras que você possa se arrepender, porque lembre-se, as palavras são como adagas. Tente ficar calmo em todos os momentos e converse com seu amigo em paz. Como regra geral, fale com seu parceiro como você gostaria que ele falasse com você.

Se você não tolerar ofensas ou atitudes tóxicas, goste e respeite a si mesmo. Se você acha que seu parceiro não está te tratando bem e que ele está machucando você, talvez seja hora de pensar se o seu relacionamento realmente tem um futuro …

POR FIM

Pode ser realmente estressante passar por essa situação, mas se ela surgiu é porque algo entre vocês precisa ser trabalhado, não acha? Bom, se vocês levarem a situação dessa maneira, será ainda mais fácil sair dela, mas se pretendem sempre estar apontando o dedo na cara do outro, tenho uma péssima notícia: Isso não terá um bom fim. Repense as atitudes de ambos e decida o que for melhor para o casal.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: