Filofobia (Medo De Se Apaixonar): Sintomas e Tratamentos (IMPERDÍVEL)

Filofobia (Medo De Se Apaixonar): Sintomas e Tratamentos (IMPERDÍVEL)
Avalie esse artigo

O Filofobia é o medo de cair no amor e emocional ou amando compromisso, amor, intimidade, responsabilidade ou ser ferido emocionalmente. Estima-se que esse medo excessivo ocorra em até 15% da população e possa resultar em problemas significativos de um casal. A filofobia se desenvolve quando uma pessoa enfrenta algum trauma ou problema relacionado ao amor no passado, mas também pode ser uma fobia crônica. Isso afeta sua qualidade de vida e os impede de se envolver com outras pessoas.

O pior aspecto do medo do compromisso é que ele mantém a pessoa que sofre na solidão. Por outro lado, também pode se desenvolver a partir de crenças religiosas e culturais que proíbem o amor.

Por que você tem medo de se apaixonar e amar

O medo de se envolver em um relacionamento estável existe. Não é algo que queremos sentir; pode até ser algo de que não estamos cientes. No entanto, à medida que alcançamos esse estágio de nossas vidas em que precisamos de mais estabilidade, começamos a ver que as pessoas próximas a nós alcançaram relacionamentos estáveis ​​e duradouros, enquanto permanecemos envolvidos na dinâmica de relacionamentos temporários ou até mesmo conflitantes.

Pode vir dos primeiros relacionamentos entre uma criança e seu cuidador (como o pai ou a mãe) ou de um  relacionamento anterior que era tóxico para nós. Ao longo dos anos, estamos construindo e aprendendo habilidades como autonomia e responsabilidade.

A família tem um papel fundamental na formação dos recursos e capacidades do indivíduo. Uma educação muito rígida, protetora ou permissiva impede o indivíduo de desenvolver suas próprias estratégias para enfrentar dificuldades e ser capaz de se manter por conta própria.

Se aprendemos a estabelecer regras rígidas enquanto crescemos, também o faremos com nosso parceiro. Seremos exigentes para dar, compartilhar e receber o outro, e quando o relacionamento não segue o curso, esperamos, frustração e ver a pausa aparece como uma saída, mas sem pensar sequer uma possibilidade de mudança.

Atualmente, começamos a adolescência mais cedo, mas, ao mesmo tempo, dura até mais de 30 anos. Os especialistas apontam que o medo do compromisso tem muito a ver com essa adolescência que se estende além do tempo no que corresponde. 

Os sintomas da filofobia

Na maioria das vezes, a necessidade de estar com os amigos e se divertir é tão forte quanto a necessidade de estar com o casal, o que pode se tornar motivo de conflito consigo mesmo, já que o indivíduo tem que começar a enfrentar o tomar decisões e também aprender a estabelecer prioridades, nomeadamente organizar e partilhar as nossas preferências.

Se passarmos por dificuldades emocionais em nossos primeiros relacionamentos, estes podem estar por trás do medo do compromisso em um relacionamento futuro. O compromisso que estabelecemos com nossos relacionamentos tem muito a ver com a autoestima, o realismo e a autenticidade da pessoa.

Também insegurança, falta de auto-estima, medo de sofrer uma perda ou ser abandonado pelo outro entra em jogo. Outra razão pode ser o medo de perder nossa liberdade e ter que abandonar nossas decisões, ideais ou estilo de vida.

Começamos a pensar que pode haver alguém mais adequado, com quem nos encaixamos melhor. Essa fantasia que idealizamos não nos levará a lugar nenhum, porque sempre haverá alguém melhor em qualquer aspecto que usemos para comparar nosso parceiro.

O perigo de viver com medo de compromisso

Viver com a filofobia pode nos fazer passar por relacionamentos muito tempestuosos. Embora no começo esteja tudo bem, quando é hora de passar para um estágio de maior comprometimento, como conhecer a família do casal, começaremos a procurar defeitos em nosso parceiro ou nos desculpar para não continuar seu lado. De maneira não consciente, procuramos gerar conflitos para acabar com o relacionamento.

Talvez tenhamos nos apaixonados por obter relacionamentos inatingíveis, justificando que, devido a fatores externos, o amor é algo impossível de alcançar.

Assim, evitamos ter que enfrentar nosso problema com intimidade, tentando nos convencer de que podemos amar, mas isso é algo que não nos foi dado até agora.

Outra possibilidade é a retirada. Ao sentir que o relacionamento está indo para um estágio mais sério e não vai mais apenas “namorar alguém que se diverte”, simplesmente paramos de visitá-la, evitamos suas ligações e inventamos vários pretextos para evitar vê-la.

A verdade é que só conseguiremos passar a fase inicial de se apaixonar correndo o risco de alcançar um compromisso real com o relacionamento e com o nosso parceiro, entregando todo o nosso ser. E isso é algo que acontece quando atingimos a maturidade emocional.

Não é fácil para alguém encontrar alguém que possa ser interessante. Mas quando essa pessoa entra em nossas vidas e decidimos começar um relacionamento, nos aventuramos em um universo de novas experiências, sentimentos e emoções complexos.

Tratamento de filofobia

O processo de evolução sentimental no ser humano parece ser um caminho fácil de seguir, mas na realidade é um aprendizado complexo. Para ajudá-lo dessa maneira, existem diferentes estilos de terapias ou abordagens.

Terapia comportamental cognitiva

A terapia comportamental cognitiva (TCC), por exemplo, ajuda a pessoa a tomar consciência do que está acontecendo com ela, reconhecendo e compreendendo o processo mental que os levou a sentir esse medo intenso.

A TCC ajuda a reconhecer pensamentos negativos e a aprender como eles criam fobia ou medo. O terapeuta realiza sessões nas quais ele conversa com o paciente e tenta mudar sua perspectiva de amor.

Se você acha que está passando por uma situação como essa, deve se permitir a possibilidade de uma mudança positiva em sua vida. É possível que uma pessoa supere esses sentimentos de medo. Só então você evitará se sentir sozinho e conseguir o bem-estar que está procurando.

Terapia de exposição

Em esta terapia o terapeuta estabeleça uma cena semelhante ao qual o paciente está a sofrer Filofobia. Por exemplo, tenha um compromisso com alguém. Diante dessas situações, a pessoa poderá reduzir a ansiedade pouco a pouco.

Drogas

Em casos graves, os medicamentos podem ser úteis para controlar a angústia em uma pessoa. Os mais comumente usados ​​são antidepressivos e ansiolíticos.

Livro para Conquistar um Homem:

Pesquisamos na internet e descobrimos alguns Livros para Conquistar um Homem.

Após pesquisar tudo sobre Frases da Conquista, verificar a procedência e qualidade. Também verificamos o que tinha menos reclamações no Reclame Aqui e o que tem mais depoimentos mostrando resultados reais da eficácia.

O melhor Livro que ensina como Conquistar um Homem foi o Frases da Conquista.

Frases da Conquista Funciona?

Frases da Conquista é um Livro com técnicas simples de hipinose e comportamento humano. É um livro best-seller, segundo a autora mais de 130mil cópias vendidas até 2017. Um livro que já está sendo aplicado e tranformando a vida de mulheres que não sabiam como lidar com os homens.

A ÓTIMA NOTÍCIA é que está disponível a venda para todo Brasil pela Internet no site http://thaisortins.com.br

Depoimento e avaliações do Frases da Conquista:

No site oficial você encontra tudo como funciona o Frases da Conquista, aqui tem um depoimento de uma das leitoras do livro

Onde Comprar Frases da Conquista:

O Frases da Conquista é vendido SOMENTE no site oficial
Cuidado: tem falsificadores que se aproveitam do sucesso do Frases da Conquista para ganhar dinheiro ilegalmente vendendo o Frases da Conquista, não caia nessa armadilha, sempre compre no site oficial: http://thaisortins.com.br/. Qualquer outro site, inclusive mercado livre e outros vendem produtos falsificados e podem acabar te fazendo mau à saúde.

DESCONTO EXCLUSIVO do Frases da Conquista para leitores do blog:

CLIQUE AQUI PARA GARANTIR O DESCONTO:
Conseguimos um desconto exclusivo por algumas horas para nossos leitores,
ATENÇÃO: Esse desconto encerra em: 05:31 minutos!
Saiba Mais
CLIQUE AQUI PARA GARANTIR O DESCONTO »
Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: