Fui traída após uma briga, devo perdoar?

Fui traição" rel="nofollow" target="_self" >traída após uma briga, devo perdoar?
Avalie esse artigo

Descobrir que seu conjugue ou namorado é infiel, é uma das sensações mais doloridas que uma mulher pode se submeter a passar em um relacionamento afetivo, de espeito. É certamente, o tipo da coisa que sempre pensamos que não vai acontecer com nós mesmas, mas pode acreditar que acontece com a maioria das mulheres quando elas menos esperam.

Na grande maioria das vezes o descobrimento da traição não acaba ditando o fim dos relacionamentos amorosos, principalmente daqueles mais estáveis e de longa data. Você pode até achar que esta informação não tem nada a ver, que isso não acontece e que você certamente não continuaria com o relacionamento após ter descoberto uma traição.

Mas contudo, quando se analisam os casos reais de casais em que já aconteceu alguma traição de um dos parceiros, a atitude de seguir com o relacionamento ainda permanece.

Ver também: Como superar uma traição no relacionamento?

Os motivos pelos quais os casais decidem pela permanência do relacionamento, são várias motivações e as principais tem associação direta com questões ligadas a problemas financeiros que podem surgir com o fim da relação.

Pensam também nos conflitos que irão transparecer para os filhos, a pressão da família e da sociedade como um todo, além é claro da sensação que embora seja de um grande abalo emocional, ainda faz com que o casal fique unido.

Se você é uma dessas pessoas que provavelmente iria seguir a maioria e não terminar com o relacionamento é conveniente que você mantenha uma postura, agindo para que a cena do crime da traição seja excluída o mais rápido possível da mente das duas pessoas.

Por mais queseja uma tarefa bastante complicada, assim que a poeira cair existe a possível chance de tentar identificar que levou o seu par ou ambos (talvez você também tenha traição" rel="nofollow" target="_self" >traído) a tentarem trazer de fora da relação com outro parceiro.

Muitos tentam procurar culpados fora do relacionamento e até mesmo motivos como, uma briga para se justificarem, e acabam se esquecendo de encarar a realidade dos fatos e essa definitivamente, é uma atitude que está longe de ser um motivo para justificar o comportamento infiel.

Além de ser traídas, algumas mulheres acabam tirando de si uma culpa que se for analisada bem a situação, verá que é uma culpa conjunta, do casal (em grande maioria dos casos). Esta é sem dúvida uma ação que deve ser bloqueada, pois não ajuda a encontrar o problema e sim esconder os verdadeiros motivos da infidelidade.

Se por outro lado optar pelo fim do relacionamento afetivo, irá ter que pensar em mais um sofrimento que é o do rompimento com seu par. Neste caso, deverá ser forte para não fraquejar e pedir uma volta por simples dor de costume com a presença dele em sua vida.

A situação restrita de cada casal, o grau de amorosidade em que se estão, se tem ou não filhos são pontos de determinância para complicar ou facilitar o recomeço dos novos solteiros.

Relacionamentos que tiveram início recente, em geral, deixam menos receios ao casal na separação, já relacionamentos estáveis de longas datas, criam vínculos mais pesados e mais dolorosos de serem deixados para trás.

É muito comum, que quem teve a atitude de trair procure o outro para pedir desculpase tentar de alguma forma fazer com que a relação não se desmorone ao fim. Sabemos que cada ser humano reage de maneira diversificada, especialmente, quando se trata de emoções e formas de sentir.

Se isso acontecer com você é bom que verifique com muita cautela antes de dizer que aceita se reconciliar, este “sim” terá que ser completo ou então estará apenas evitando mais complicações.Note se restou algum carinho entre os dois, de que forma o acontecido  ter ocorrido a traição mudou a confiança que achava existir entre ambos?

Se você será capaz de superar e viver tranquila ao lado dessa pessoa depois do que aconteceu ou apenas está com medo de tomar uma decisão de terminar com a relação?

É a partir desse tipo de análise, que poderá encontrar melhor a sua decisão. Se estiver muito perdida com o que houve, o melhor é esperar um pouco e digerir, procure se manter focada apenas no que sente e deixe as opiniões externas em segundo plano.

Como perdoar alguém que te magoou muito?

Se você pretende continuar ao lado de ser parceiro, é bom que você tente manter uma relação agradável com ele. Por mais que ele tenha te magoado, só cabe a você mesma se decidir se quer ou não dar continuidade a vida a dois de vocês. Tente largar de lado o rancor, já que você o ama a ponto de tentar mais uma vez.

Aprender a perdoar alguém pode ser um caminho longo e cheio de intensidades, mas é uma maneirabem melhor do que guardar sentimentos desgastantes.Algumas dicas de como deixar o ressentimento de lado, lembrando que se é alguém que não te acrescenta na vida ou não te faça se sentir bem, não vale a pena tentar:

  • Passe algum tempo longe da pessoa, se for necessário. Analise se você precisa ou não de um tempo longe de seu marido ou namorado que te magoou e quer ainda manter algo sério com você.
  • Monte pequenas estratégias para consertar o relacionamento de vocês.
  • Deixe o passado para trás, foco no futuro.
  • Decida se pode mesmo dar o perdão ou se quer seguir em frente.
  • Perdoe e ame a si mesmo, só assim será capaz de perdoar outra pessoa. E a culpa das atitudes de outra pessoa, não tem nada a ver com você.

 

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: