Infidelidade: como se recuperar de uma traição?

Infidelidade: como se recuperar de uma traição?
5 (100%) 1 vote

Não existe uma mulher no mundo que não tenha se deparado com uma situação de infidelidade, mesmo que fosse apenas uma suspeita. Na verdade, a traição existe desde que o casamento foi criado e é muito difícil que qualquer pessoa passe a vida sem sequer pensar sobre a temida traição.

Mas, a questão é: como você lida com esse assunto tão polêmico, que também é tratado como tabu?

Ver também: Descobri que ele é casado: como terminar o relacionamento?

O que é infidelidade?

Conhecimento é o primeiro passo para resolver todas as grandes questões. Nós sabemos que a infidelidade existe (basta vermos como as notícias sobre infidelidade de políticos e famosos circulam aos quatro cantos).

Há aproximadamente um mês um estudo (encomendado pelo site de notícias Deseret News) concluiu que ter relações sexuais regulares com outra pessoa que não o seu parceiro é considerado traição por 76% da população dos Estados Unidos. Mas há mais:

– Passar uma noite com alguém que não o seu parceiro: 73%

– Beijar romanticamente outra pessoa: 71%

– Enviar mensagens sexualmente explícitas a outra pessoa: 69%

– Ter uma conta online ativa em rede de relacionamentos: 63%

– Estar envolvido emocionalmente com outra pessoa: 55%

– Enviar mensagem flertando com outra pessoa: 51%

– Jantar com alguém com quem se sente atraído: 37%

– Ir a um bar de strip sem o seu parceiro: 23%

– Assistir pornografia sem o seu parceiro: 19%

– Seguir seu ex numa rede social: 16%

Isso quer dizer que não há consenso sobre o que é e o que não é traição. E mais: na era digital traição é muito mais do que era há vinte, trinta ou quarenta anos. As regras não estão claras e as oportunidades de “pular a cerca” parecem aumentar com a internet.

Traição” torna-se sinônimo de culpa e vergonha para muitos: por que ele faz isso, por que ela fez aquilo? (escolha isso e aquilo da lista acima).

Aliás, a infidelidade “digital” tende a ativar a ansiedade por causa da dúvida e do secretismo (caráter do que é secreto, do que está em segredo) envolvido. É por isso que as relações conjugais funcionam se houver comunicação clara e aberta entre ambas as partes.

Apenas comunicando que essa ansiedade pode desaparecer. Se o cônjuge estiver magoado por suas ações, é preciso compreender esse cônjuge e perceber porque ele está magoado. Não vale se proteger dizendo “é minha vida privada”. As pessoas não se casam para ficarem na vida privada o tempo todo! E é necessário fazer uma distinção entre vida privada e vida secreta aqui!

A privacidade não afeta a sua relação: por exemplo, se um determinado perfume lembra a sua ex, isso você não precisa compartilhar porque não afeta a sua relação. Isso é privacidade! Agora, se você fez sexo com a sua ex, isso afetará a relação e geralmente as pessoas optariam pelo… secretismo.

O que é a traição e como uma infidelidade evolui?

É interessante perceber como alguns pensamentos que estão ligados à fidelidade mudaram com o passar do tempo, afinal, não existe nada mais natural do que a forma com a qual lidamos com ela, que também costuma mudar de certa forma.

Se formos parar para pensar e analisar, nunca foi tão fácil trair e esconder um infidelidade, como nos dias de hoje. Ainda mais se formos considerar que a traição não coloca em risco nossa situação econômica como antes, mas sim nossa condição emocional.

Trair nos dias de hoje, se tornou um dos comportamentos do ser humano em uma era na qual a busca pelo prazer e pela felicidade são prioridades. Todas as pessoas desejam encontrar o prazer, a pessoa perfeita e a maior satisfação. Com isso, as relações acabam perdendo espaço diante da vontade do indivíduo.

Basta lembrar que antes as pessoas se divorciavam apenas em último caso, quando estão muito infelizes. Atualmente, o divórcio acontece muitas vezes porque as pessoas apenas querem ser mais felizes.

A traição também entra nessa lista, uma vez que muitas pessoas quando não se sentem mais totalmente felizes em uma relação, ao invés de investir na melhora dessa relação, acabam buscando por um escape abrindo espaço para conhecer outra pessoa.

Infelizmente, elas acham mais fácil investir tempo e energia criando uma nova relação do que reforçando as bases de uma já existente. Uma traição não precisa ser apenas quando alguém comprometido tem relações físicas com outra pessoa. A infidelidade é relativa e depende dos acordos existentes entre cada casal.

Por exemplo, quem vive em um relacionamento aberto, considera traição se apaixonar por outra pessoa. Para outros casais, porém, apenas assistir a filmes pornográficos já pode significar um ato de infidelidade.

E se houver infidelidade?

Entendemos que a infidelidade hoje faz parte dessa necessidade constante de satisfazermos nossos desejos e vontades, de agradar nosso próprio eu. De qualquer forma, a traição continua sendo a quebra de um contrato e de toda confiança construída dentro de uma relação.

Por essa razão, diversas mulheres se perguntam: “e se houver traição, o que fazer?”. O fato é que não existe uma resposta certa, em alguns casos o melhor a fazer é mesmo terminar o relacionamento, em muitos outros, vale a pena dar uma segunda chance ao seu parceiro, sempre entendendo o que o levou a procurar por outra pessoa.

Cabe a você – e apenas a você – decidir o que fazer nesses momentos. É bom ouvir conselhos de amigas e de sua família, mas a resolução deste problema ainda deve ser tomada dentro de casa, levando em consideração também o quanto isso afetou você.

Lembre-se, quem já traiu uma vez, é muito mais propenso a repetir o comportamento no futuro. Você será capaz de suportar caso aconteça? Só você pode decidir o que fazer caso descubra que seu parceiro é infiel. Continuar no relacionamento ou terminar de vez deve levar em consideração seus desejos e sentimentos!

Como se curar de uma traição

De qualquer forma, se decidir continuar o relacionamento ou não, ao descobrir a infidelidade de um parceiro, com certeza você passará por um baque em sua vida. Por pior que esteja a relação, no fundo, nenhuma mulher deseja ser traição" rel="nofollow" target="_self" >traída e esta é sempre uma situação muito crítica para a autoconfiança.

Por isso, confira abaixo uma lista com algumas atitudes que você pode tomar para se recuperar de uma traição. Confira:

• Encarar os sentimentos: a traição aconteceu, não há como ignorar o fato e fingir que nada aconteceu. Você e seu parceiro devem conversar sobre o assunto, falando como se sentem em relação a ele.

• Evitar desconfianças: caso continue na relação, não há nada pior do que viver em um clima de desconfiança eterna, perguntando sempre onde ele esteve ou com quem. Em vez disso, experimente explorar conversas que falem sobre sentimentos e significados.

• Recuperar a autoestima: você é uma mulher maravilhosa, não se esqueça disso! O máximo que pode estar acontecendo é que você precise recuperar sua confiança e mostrar isso ao mundo. Procure atividades que a ajudem nessa descoberta.

• Não se colocar em papel de vítima: você foi traição" rel="nofollow" target="_self" >traída? Isso acontece! Não precisa ser eternamente a vítima para a sua família e para seus amigos, muito menos para seu parceiro.

• Pensar no futuro: caso queira continuar na relação ou não, só ficar pensando na traição que aconteceu não a ajuda em nada a ser feliz e a se realizar amorosamente.

Traição tem cura, principalmente se você tomar atitudes positivas depois que descobrir a infidelidade. Se colocar no papel de vítima não a ajuda nem a manter o relacionamento, nem a encontrar a felicidade em uma nova vida como solteira.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: