Maneiras de impedir que o estresse acabe destruindo o seu casamento (O GUIA COMPLETO)

Maneiras de impedir que o estresse acabe destruindo o seu casamento (O GUIA COMPLETO)
Avalie esse artigo

No mundo atribulado e conturbado que vivemos atualmente, o estresse acaba se tornando um companheiro constante na vida de muitas pessoas. Sendo considerado um dos maiores males da atualidade, ele interfere tanto na nossa saúde como na de nossos relacionamentos.

Nesse contexto, é indispensável que adotemos práticas positivas, que tenham como objetivo preservar a vida amorosa e pessoal. O estresse e seus consequentes abalos não podem contaminar o casamento.

O primeiro passo consiste em identificar a situação e aprender a lidar com toda a carga negativa que ela acarreta. Esse não é um procedimento simples, mas não descontar suas frustrações e tensões do quotidiano na pessoa amada faz-se essencial.

Na sequência, vamos abordar algumas dicas práticas que figuram como meios de impedir que o estresse interfira nas suas relações e destrua o seu casamento. Respire fundo, conte até 10… e tome nota!

Ver também: Por Que Eu Estou Sempre Com Medo de Ficar Solteira (IMPERDÍVEL)

 

1. Identifique de onde está vindo o seu estresse

Logo de cara, é preciso parar e refletir sobre o seu dia a dia. Ser capaz apontar a fonte de suas preocupações e estresse é o primeiro passo para eliminar o problema. E lembre-se: todo problema tem uma solução plausível.

Esses momentos de reflexão devem ser constantes. Você pode até mesmo elaborar uma lista de coisas que estão causando o estresse para si mesma ou para a sua relação. Para cada item é preciso encontrar uma saída ou simplesmente eliminá-lo. A dois essa tarefa fica ainda mais simples.

2. Procure eliminar compromissos e obrigações desnecessárias

Independentemente de sua fonte de estresse ser financeira, relacionada ao seu trabalho, aos seus estudos, à relações sociais e afetivas, ou de qualquer outra origem, tente se livrar do que não for estritamente necessário.

Muitas vezes, assumimos compromissos e obrigações sem sentido, que mais atrapalham do que ajudam. Há casais que passam a ter uma vida bem mais tranquila quando decidem morar numa casa menor ou assumir menos dívidas, comprando somente o necessário.

3. Organize a sua rotina individual e a dois

A desorganização com o espaço, com o tempo e com os seus recursos é uma das atenuantes de uma rotina estressante. Ter uma rotina individual ou a dois organizada traz uma serenidade bem maior.

No princípio, parece complicado propor um planejamento e a tendência é de pensar que na bagunça você se encontra. Mas, se você tentar procrastinar menos, não se atrasar, ter mais ordem nas suas coisas e compromissos, as recompensas fazem valer a pena o esforço inicial.

Pare por um momento. Olhe à sua volta. Tem algo que pode ser organizado e modificado que trará um rendimento melhor para as suas atividades? Então, mãos à obra!

4. Simplifique o dia a dia

Atualmente, existem aplicativos para tudo, até para lembrar de tomar água. Procure encontrar soluções que simplifiquem suas atividades diárias. Métodos analógicos, como a boa e velha agenda e bilhetinhos post it ou num mural, permitem lembrar das obrigações sem colocar essa pressão toda somente na sua memória. Evite sugar suas energias com coisas que possuem métodos simples para resolver.

5. Divida as tarefas e não abrace o mundo sozinha

Normalmente, pessoas estressadas são consideradas multitarefas, ou seja, fazem muitas coisas concomitantes. Há quem prefira fazer tudo ao invés de delegar atividades para outras pessoas, para ter a garantia de que será bem feito.

Cuidado com o perfeccionismo exacerbado. Divida compromissos com o seu cônjuge e colegas de trabalho para não abraçar o mundo todo sozinha.

6. Aproveite cada instante que dispõem juntos

Mesmo depois de um dia cheio e exaustivo, nunca esqueça de olhar nos olhos do seu marido e sorrir para ele. Para que o casamento dê certo, ambos precisam se querer bem e isso se expressa principalmente nos pequenos gestos de afeto.

Além disso, sempre tenha espaço livre na sua agenda para aproveitar momentos relaxantes a dois. Vejam um filme, façam uma refeição tranquila, namorem muito… Enfim, as possibilidades são múltiplas.

7. Tente relaxar e curtir o momento

Permita-se viver cada momento e curtir ele ao máximo. Quem faz uma coisa com a cabeça em outra, acaba se perdendo nas próprias preocupações. Nos momentos de descanso, simplesmente descanse.

Viver a vida mais devagar e bem vivida é primordial para que você não seja uma pessoa tão estressada e não afete as pessoas a sua volta. Inclusive seu marido.

8. Pondere bem antes de agir

Atitudes tomadas por impulso, tendem a ser impensadas e prejudiciais. Quando estiver estressada ou fatigada, respire fundo e pense bem antes de falar ou fazer algo que vá se arrepender depois. Descontar suas decepções no cônjuge cria um ciclo vicioso de falta de carinho e desrespeito. Evite isso a qualquer custo.

9. Mantenha o ambiente da sua casa zen

Trabalhar e conviver em um ambiente limpo e tranquilo ajuda muito a eliminar o estresse. Não acumule coisas desnecessárias que só tomam seu espaço e dificultam suas atividades diárias.

Uma recomendação é ler mais a respeito e conhecer a fundo o conceito do minimalismo. Viver bem e somente com o essencial faz toda a diferença. Não seria ótimo ter um cômodo mais livre com espaço para meditar, por exemplo? Não esqueça, ainda, de abrir as janelas da sua casa com frequência e permitir que o ar circule. Renove as energias desse ambiente tão importante para você, para o seu esposo e para o seu casamento.

10. Se despeça do que lhe faz mal

Esta pode parecer a medida mais drástica de todas, mas talvez seja a melhor saída para a sua vida. Se o seu trabalho, que é a fonte mais comum do estresse, está lhe fazendo mal a ponto de prejudicar seu casamento, que tal mudar de profissão?

O dinheiro não pode ser a única motivação na nossa existência. Por vezes, investir em outra área que tome menos tempo e permita um estilo de vida mais simples, traz vantagens imensuráveis para ter mais qualidade de vida e bem-estar. E aí, o que achou das dicas de hoje? Com qual delas você se identificou mais? Deixe suas impressões pessoais e mais dicas nos comentários!

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: