Maquiagem De Bruxa Moderna

Maquiagem De Bruxa Moderna
4 (80%) 1 vote

Na véspera (tradicional madrugada de vigília sagrada) que antecede o Dia de Todos os Santos, ponte para o feriado de rememoração dos mortos (Finados), época carregada de sentidos e energias, celebra-se o Dia das Bruxas, o esperado Halloween.

De remota origem Celta, muito popular nos países anglo-saxônicos, de língua inglesa – especialmente nos Estados Unidos, onde é efusivamente comemorado –, trata-se de uma manifestação cultural que atracou no Brasil a partir de filmes e escolas de ensino de idiomas, ganhando expressivo espaço.

O nome estrangeiro foi se tornando familiar. Aderimos ao bordão: “trick or treat” (“gostosuras ou travessuras”). Entramos na festa espalhando objetos e temas arrepiantes. Pessoas se fantasiam e casas se decoram.

Ver também: Maquiagem Corporal – Para deixar as Pernas Impecáveis

Gostosuras ou travessuras

Abóboras iluminadas, caveiras, teias de aranha, morcegos, gatos agourentos, cobras e lagartos, vassouras e caldeirões. Longas vestes, unhas negras, maquiagens criativas (zumbis, dráculas, frankensteins, assombrações, fantasmas, cadáveres esfarrapados), véus, capas e muita magia.

Um dia no qual, acompanhando farta distribuição de guloseimas doces, pode-se lembrar do poder das forças da natureza e de todos os mistérios que ainda não se revelaram.

Gosto da proposta. No último suspiro de outubro uma abertura para todo mundo soltar o bruxo, a bruxa, o mago, a maga. É hora de inventar uma roupa, um penteado, uma maquiagem (por exemplo) de cicatriz ou de boca costurada e se transformar. É hora de aguçar a sensibilidade, requisito indispensável para os feitiços.

Assim, o Halloween não é apenas “coisa de criança”. Sua energia poderosa produz transformação. Aproveite: vista a fantasia, arranje uma vassoura, umas velas coloridas, faça um ponche, chame os amigos e celebre, curtindo bruxarias por uma noite.

A última sexta-feira foi Halloween, feriado muito popular nos Estados Unidos, que no Brasil é chamado de Dia das Bruxas. A data é comemorada com festas à fantasia que pede looks mais sombrios. O hair stylist Wanderley Nunes comentou as opções de duas celebridades para a ocasião.

O cabelo armado e desfiado de Liv Tyler é marcante, combina com a maquiagem expressiva e traduz perfeitamente o Halloween.

Para atingir este cabelo com volume, faça ondas com um babyliss e depois penteie e desfie algumas mechas, finalizando com spray de fixação. A textura é mais opaca e quanto mais desalinhado melhor”.

Se você prefere algo mais discreto, uma boa ideia é se inspirar em um personagem de filme. Lindsay Ellingson se caracterizou como Sandy de Grease , criando um cabelo poderoso e sexy, formado por um volume de ondas concentrado em uma das laterais. A maquiagem é clássica e combina com muitas opções de looks.

Reinaldo Lourenço abriu o terceiro dia de desfiles da São Paulo Fashion Week (21) em um clima sombrio. Quem estava do lado de fora da sala de desfiles, aguardando no saguão da FAAP, em São Paulo, não imaginaria a coleção pesada e escura que estavam prestes a assistir.

Melhores fantasias

Sua cegueira torna-se tão grande que Saruman chega a brigar e prender Gandalf em uma das torres de seu castelo. Graças a um amigo, o velho Gandalf consegue escapar para ajudar Frodo.

Gandalf – J. R. R. Tolkien escreveu a trilogia do O Senhor dos Anéis. A história fala de Frodo, um hobbit que recebe de presente de seu tio um anel. Este anel é mágico e pode destruir o mundo se cair nas mãos do maligno Sauron.

Gandalf é responsável pela proteção de Frodo, até que ele consiga se desfazer e acabar com o anel. O mago é muito velhinho, tem longos cabelos e barba branca. Suas vestes se confundem com as nuvens e seu poder é capaz de combater Sauron.

Sua bondade, inteligência e magia salvam Frodo e seus amigos muitas vezes, mas a maior prova que dá de seu poder e benevolência é quando salva a vida de Frodo e cai num abismo sem fundo. Sua aparência velha e cansada esconde um mago poderoso e influente.

Quando Ulisses e seus homens chegam à ilha, a feiticeira transforma quase todos em porcos. Com a ajuda do deus Hermes (Mercúrio para os romanos), Ulisses consegue enganar Circe, libertar seus marinheiros e sair da ilha sem maiores problemas. Em seu palácio de sua ilha no mar Mediterrâneo, Circe espera por marinheiros perdidos, que transforma em animais e serve no jantar.

Circe usa um bastão de madeira – uma “varinha de condão” – e um caldeirão em seus feitiços. Os dois objetos são acessórios fundamentais para feiticeiros até hoje.

Veja as curiosidades

A sala com cheiro de rosas lotou e, na fila A, marcaram presença os tradicionais críticos de moda, a ex-modelo Cássia Ávila, Marina Lima, Brunete Fraccaroli, Mariana Weickert, Bia Anthony e Alexandre Herchcovitch.

O clima escuro e de penumbra foi por conta da inspiração do estilista:Notre Dame de Paris, que comemora 850 anos no ano que vem. Por esse motivo, com 45 minutos de atraso, as modelos desfilaram por uma passarela de luz roxa e castiçais na boca de cena, ao som dramático de órgão e sinos de igreja.

Entre as peças predominantes estavam as de cores preta, algumas vezes em total black, mas sempre com um ar mais moderno e elegante que remetem às novas bruxas da atualidade. Outras peças mais fluídas e alongadas demonstravam o sentimento gótico de forma leve da coleção, com mix de simetria e assimetria.

Merlin – O primeiro registro escrito sobre este personagem é a “História dos Reis da Bretanha”, escrita por Geoffrey of Monmouth e publicada por volta de 1135 onde hoje é a Inglaterra. Geoffrey praticamente criou Merlin a partir de duas lendas: uma sobre um “Homem Selvagem da Floresta”, chamado Lailoken ou Myrddin, e outra tirada do livro “História dos Bretões”, de Nennius, que falava de um órfão chamado Ambrosius que faz uma profecia sobre a queda do rei Vortigern.

Esse personagem composto, batizado Merlin Ambrosius por Geoffrey, é a base do Mago Merlin que chegou até nós. Na concepção de Geoffrey, Merlin é o filho de uma freira de ascendência real com um demônio; essa paternidade seria a fonte de seus poderes proféticos.

Na saga do rei Artur, Merlin acompanha a criação do jovem rei e da Távola Redonda, além de preparar o cavaleiro Percival para a busca do Cálice Sagrado.

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: