Maquiagem para pele clarinha

Maquiagem para pele clarinha
Avalie esse artigo

 

A melhor forma de você cuidar da sua pele e acertar na maquiagem é conhecendo muito bem a sua pele e entendendo como ela funciona. Saber quais são suas características e como lidar com ela é fundamental para manter a pele saudável e com vida.

Precisamos levar em conta vários aspectos da pele, começando pela tonalidade do rosto que influencia diretamente na rotina de cuidados indicados, por isso as pessoas que têm pele clara podem prestar atenção aqui, pois falaremos dos principais cuidados para se ter com esse tipo de pele.

É claro que o ideal é sempre consultar-se com um médico dermatologista para que ele dê o diagnóstico final e preciso sobre o que é indicado para sua pele, individualmente, mas no geral os cuidados e atenções são os que vamos falar aqui.

O que a sua bela cútis possui de diferente das demais, principalmente aqui nesse país tropical? A melanina, proteína responsável pela coloração da pele, que existe em dois formatos, a feomelanina com seus pigmentos amarelados e avermelhados da pele clara, e a eumelanina que é responsável pelos tons amarronzados e de terra das peles mais escuras.

Ver também: Como aumentar lábios finos

Por isso a diferença está no tipo de melanina que a pele branca possui e no fato de que possui pouca melanina e, por isso, pouca proteção também, uma vez que resistência à proteção solar é uma das principais características da melanina.

Fica fácil entender que quanto mais clara a pele, maior a necessidade de proteção solar que deve ser aplicada na pele. Como possuem mais feomelanina também possuem mais necessidade de FPS e maior tendência ao aparecimento de sardas e rugas devido ao fotoenvelhecimento.

A regra é que o FPS seja maior que 30 e o seu uso não deve ficar restrito às férias e sim deve ser contínuo, e com reaplicação de 3 em 3 horas.

Fortaleça o tratamento e a proteção ao aplicar o filtro solar combinado com produtos antioxidantes e antigiclantes, que ajudam a proteger contra a ação dos raios infravermelhos, radicais livres e também poluição, evitando o envelhecimento precoce da pele.

As mulheres de pele mais branquinha têm caminho livre para ousar nas cores vibrantes no rosto, seja com batom de cores intensas como o laranja ou pink, com um blush mais rosado e sombras coloridas. As opções são mais variadas para esse tipo de pele, que é quase literalmente uma tela em branco.

No entanto o erro sempre pode estar nos esperando na próxima esquina e pela liberdade de cores que você pode usar cair nele às vezes é inevitável.

Muitas vezes ao ver os belíssimos tutoriais que existem pela internet não leva-se em conta os tons de pele e a reprodução da mesma maquiagem na pele errada pode ter um efeito bem indesejado.

Ao mesmo tempo em que o caminho para as cores é livre, é preciso ter cuidado nas camadas de produto. Nas peles mais claras, a regra que vale é a do que menos é mais.

Tenha em mente que tudo em que você aplica cor ganha destaque no rosto e, por isso, no dia a dia e na rotina normal do dia evite os olhos esfumados ou os batons mais vibrantes como vermelho, laranja ou rosa pink, prefira tons médios dessas cores.

Ao mesmo tempo cuide para que os lábios não fiquem pálidos demais. Já durante a noite, saiba que os batons mais fechados podem deixar o visual um pouco soturno demais, por isso opte pelos escuros mais abertos, como os vermelhos fechados, rosa escuro ou laranja.

Se os pelos do seu rosto forem mais ralos, faça o preenchimento das sobrancelhas sempre com tons bem claros e naturais, evitando o lápis porque deixa um visual muito carregado.

Além disso, os cílios também podem ser mais claros e por isso você pode trocar o lápis e rímel preto pelos de cor marrom, que vão dar intensidade ao olhar, mas não irão destoar muito da pele.

Embora o marrom seja o mais indicado para os fios, o delineado permanece preto e é uma opção clássica e praticamente sem erro para as peles clarinhas: o clássico delineado gatinho.

Na pele em si é preciso ter cuidado com os tons claros de base e pó, que podem ser muito mais fortes que o esperado e podem deixar você parecida com Gasparzinho e é por isso que o pó translúcido é o melhor amigo nessas horas.

Se a sua pele for clarinha, ela pode ter facilidade para apresentar manchas avermelhadas ou azuladas de veias e por isso é muito provável que você precise fazer a neutralização dessas cores usando uma paleta de corretivos coloridos.

Colorido na maquiagem

Cuide bem para usar as cores apenas onde é necessário, para que o colorido não apareça na maquiagem. Os corretivos coloridos devem ser aplicados primeiro, seguidos pela cobertura da base, que deve ser de cobertura média para que você consiga equilibrar o branco da cor, e só então pelo corretivo no tom natural de pele que irá cobrir definitivamente as correções coloridas.

Pode bem parecer que toda pele branca fica muito bonita com um blush bem rosado, como fica gravado na nossa mente aquele visual barbie. Só que esse visual já ficou pra trás há muito tempo e embora haja uma regra de harmonização de cores, você não precisa ficar refém de um produto que não combina com seu estilo, por exemplo.

Além dos tons rosados, a pele branca cai muito bem com tons de rosa mais fechados, marrom bem claro com um pouco de bronze e tons de pêssego são as opções para fugir do “rosa barbie”.

Os tons terrosos muito fortes não harmonizam bem com esse tipo de pele, pois o contraste fica muito artificial, por isso qualquer contorno deve ser feito com marrom claro e, de preferência, com tons de bronze também.

Cuide também dos tons de sombra que serão usados pois eles podem dar um realce indesejado ou deixar a pele pálida e sem vida. As cores mais escuras tendem a dar esse resultado de palidez e maquiagem sem vida.

Já as cores vibrantes demais, como os tons metalizados correm fortes riscos de ficarem over. Se você gosta de uma cor, mesmo que metalizada, opte pelos tons mais escuros dessas cores metalizadas vibrantes.

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: