Maquiagem pesada pode inflamar os olhos 

Maquiagem pesada pode inflamar os olhos 
Avalie esse artigo

Poder pode! A margem palpebral pode ficar inflada com tanta oleosidade no lo

A margem palpebral pode ficar inflamada com o excesso de oleosidade local, decorrente de alterações hormonais, dermatológicas e também de exposição a agentes irritativos, dentre ele a maquiagem.

Esse aumento de oleosidade local pode levar a obstrução das glândulas que secretam o componente gorduroso da lágrima, causando uma alteração chamada meibomite, que deixa sua lágrima com baixa qualidade e rápido tempo de evaporação, assim seus olhos podem estar lacrimejando e com sensação de olho seco. Pode haver também outros sintomas como sensação de corpo estranho e vermelhidão.

Ver também: Nove erros de maquiagem que abalam a sua imagem 

A maquiagem nos olhos é um hábito de maquiagem que poucas mulheres abrem mão. Mas se há exagero, os olhos acabam sofrendo. Duas em 10 mulheres sofrem de blefarite, que é uma inflamação palpebral, recorrente.

O excesso de maquiagem pode provocar dois tipos de blefarite, a seborréica que significa 70% dos casos e a blefarite alérgica que significa 30%. Na blefarite seborréica o excesso de oleosidade da pele obstrui as glândulas de meibômio, que são responsáveis pela produção da camada oleosa da lágrima, controlando a evaporação do filme lacrima.

No caso de uma blefatire alérgica as glândulas são infladas. As duas são acompanhadas da síndrome do olho seco. Veja quais os principais sintomas:

– Vermelhidão e inchaço nas pálpebras.

– coceira, queimação, olhos irritados e vermelhos;

– visão borrado que melhora depois de piscar;

– excesso de lágrimas;

– sensibilidade a luz;

– caspa nos cílios.

As maquiagens mais cremosas que possuem óleo na sua formula devem ser evitadas por quem tem a pele já oleosa. E nem é por isso que você pode usar sombras em pó. A boa respiração da pele vai evitar que as bactérias se proliferem, que é o que causa a blefarite

Os erros de quem tem a pele oleosa são usar cremes inadequados, dormir de maquiagem e esfregar as pálpebras vigorosamente. O que favorece o aumento da oleosidade, alergias e bactérias são a poluição, doenças autoimunes, tempo seco e trocar muitas vezes de produto.

Como proteger os olhos

A doença pode voltar e pode ameaçar a saúde dos olhos, aumentando o risco de infecções oculares, alterando a superfície da córnea, terçol e calázio. As recomendações para prevenir o retorno da doença são:

– No caso de desconforto, não usar maquiagem.

– Limpe as suas pálpebras duas vezes por dia com uma solução específica para blefarite.

– Aplique nas pálpebras fechadas 2 ou 3 compressas quentes.

– Massageie a pálpebra em movimentos circulares e horizontais duas vezes por semana.

– Não use lente de contato.

Infelizmente é algo que tem uma frequência maior do que a gente pensa. Depois de você passar um tempão fazendo a maquiagem, a sua pele começa a coçar, ficar vermelha ou as vezes os olhos ardem e a boca começa a inchar. É isso mesmo, a alergia a maquiagem não é nenhuma frescura. Se você passa por isso, é melhor que você saiba como lidar com esse problema que afeta algumas mulheres.

Vamos primeiramente entender como a alergia aparece. Se você não possui alergia a nada, tem muitas chances de você conseguir usar a maquiagem sem nem precisar se preocupar. Mas infelizmente, quem tem rinite ou outras coisas que são alérgicas, por exemplo, alergias a animais de estimação, a poeira, vão ter muito mais facilidade em sofrer por algo quando passam a maquiagem.

A alergia a maquiagem pode ser causada por vários componentes da maquiagem, podendo ser o óxido de ferror, responsável por dar a cor, os conservantes que fazem com que o produto dure mais ou até mesmo pelas fragrâncias que alguns produtos possuem.

Em casos assim, é preciso primeiramente identificar o que te causa alergia e parar de usar. Tentando sempre substituir por algum outro produto que não tenha essa substância que te causa alergia. Infelizmente, não há cura para isso, sendo preciso primeiramente substituir o produto.

Mas cuidado!

Os produtos que são mais baratos, aqueles que você paga menos que três reais, precisam ficar sob observação, certo? É uma pena, mas os produtos bons precisam de boas matérias-primas e por isso, eles são mais caros. E se você tem alguma maquiagem com o prazo de validade vencido, você já sabe, não é? Direto para o lixo.

Pode acontecer de verdade de você usar um produto uma vida toda e de repente ele começar a causar algum desconforto. Isso acontece porque os componentes alérgicos acabam tendo efeito cumulativo. Enquanto você está com o seus sistema imunológico bom, está tudo bem. Mas de repente um dia, você está mais sensível e alguma substância pode te dar alguma alergia. No caso de isso acontecer, é preciso questionar os produtos que você usa, desde o xampu até o perfume, passando é claro pela maquiagem. Suspenda o uso de alguns produtos até você descobrir qual que te irrita e procure sempre um dermatologista.

Existe também as maquiagens minerais que de um ano para cá apareceram nas páginas de todas as revistas femininas e quem entende de maquiagem, adora. Ela é uma maquiagem que é feita com produtos extraídos da natureza, então não tem química forte ou cor artificial.

Você pode reparar que os tons de maquiagem mineral ficam muito mais suaves na pele.

Além de tudo isso, esses produtos tem uma ação calmante, não obstruem os poros e ajuda a tratar a pele.  Os maquiadores e os fãs de maquiagem adoram, pois o efeito é mais natural e fica lindo.

O grande segredo da maquiagem bem feita é não parecer artificial, não é mesmo? Por isso é legal dar uma chance a esses produtos minerais, pois eles são fáceis de encontrar e agora praticamente todas as marcas já possuem a sua linha de produtos minerais.

Além disso os cosméticos que merecem uma atenção extra são os esmaltes. Eles são bem comuns e estão cada vez mais baratos, mas muitos tem em sua composição o formaldeído que causa alergias em muitas pessoas. É preciso ter atenção e sempre ler o rótulo, está bem? Se você é sensível a essa substância, escolha sempre os hipoalergênicos.

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: