Melasma: Prevenção e tratamentos e como uma boa make pode ajudar

Melasma: Prevenção e tratamentos e como uma boa make pode ajudar
Avalie esse artigo

 

O tratamento das doenças da pele, como o melasma, são importantes na hora que você possa ter uma pele em condições de receber uma maquiagem corretiva nestes aspectos de manchas na pele.

O que é Melasma?

São manchas escuras na pele decorridas de exposições ao sol, em partes do corpo como rosto, braços e colo. Geralmente ocorrem em mulheres por sintomas da gravidez que o cloasma gravídico, como é chamada cientificamente a doença do melasma, que podem reagir na pele de pessoas com idade de 20 a 50 anos e também para os homens a doença também se manifesta por longos períodos ao sol.

São definidas 3 tipos característicos do Melasma;

Melasma Epidêmico: Ocorre nas camadas basais e superbasais da epiderme aumentando o pigmento da pele.

Melasma Dérmico: Em vasos profundos da epiderme, ela se apresenta com macrófagos carregados de melanina apresentando manchas escuras na cor marrom ou acinzentadas.

Misto: Esta forma de melasma é mais difícil de se tratar por conter manchas na epiderme e derme mais marrom acinzentadas e de profundidade maior sendo mais complicado fazer o tratamento para clarear a pele.

Como você pode ter esta doença?

As causas do melasma se devem a fatores relacionados ao uso de anticoncepcionais, exposições longas aos raios solares, também tem os sintomas comuns de alta taxa de hormônios com a reposição hormonal (TRH) nas mulheres a predisposição genética que desencadeiam doenças como as hepatopatias e durante a gravidez.

Em 90% dos casos da doença são adquiridos por mulheres, em tons de peles mais escuras, o melasma pode se manifestar de forma mais fácil nestes casos. Na gravidez a produção de melanócitos, que são as células que produzem a melanina na camada basal da pele, são mais altas, fazendo com que a pele produza mais pigmentação durante o período.

Os raios solares durante o verão são os fatores que o melasma produza com mais intensidade, já que para quem já tratou a doença clareando mais a pele, o retorno da pigmentação e a volta do melasma pode surgir com a mesma força para as mulheres que ficam muitas horas com sua pele sob os raios solares ultravioleta. Doenças como a tireoide, chamadas endocrinopatias também tem a causa do melasma na pele.

Os cosméticos usados para favorecer o clareamento da pele também pode piorar as manchas e por consequência agridem mais a pele com o uso errado de cremes para o rosto. Outros fatores para que o melasma possa surgir em sua pele é manifestada por sintomas de menopausa, como o uso de drogas fototóxicas, e até os fatores emocionais, como também podem aparecer manchas por uso medicações anticonvulsivante.

O Tratamento do Melasma 

Protetores solares são ótimos aliados para evitar que as manchas na pele apareçam por raios do sol no rosto. No tratamento do melasma, os melanócitos e macrófagos são diminuídos com o processo de clareamento da pele, inibindo as reações químicas de epiderme fazendo assim com que as etapas de prevenção sejam de uma progressão imediata.

Consulte o mais rápido o seu dermatologista, porque quanto mais cedo você tenha noção que a pele esta escurecendo, o tratamento fica mais rápido e eficaz. O melasma não tem fator cancerígeno, mas o tratamento deve ser acompanhado com um especialista que vai te dizer todos os significados de cada mancha em sua pele.

O dermatologista fará um relato com as perguntas sobre o histórico da origem do melasma em sua pele, se atente as perguntas mais importantes que o médico abordará durante a consulta.

As perguntas mais frequentes são:

* Qual a frequência de exposição ao sol?

* Faz o uso de protetor solas? Qual o FÁS?

* Já teve episódios de melasma ou manchas na pele anteriormente? Qual foi o tratamento feito nesta ocasião?

* Faz algum tratamento com hormônios ou já está na menopausa?

* Usa anticoncepcionais e quais são?

* Está grávida ou com suspeitas de gravidez?

É aconselhável que você faça por escrito todas as perguntas para que o profissional tenha um conceito mais definido sobre a sua doença de pele e mais perguntas ao especialista também sanará suas dúvidas dentro do consultório.

A consulta trará todo o diagnóstico da doença através de uma luz negra, chamada lâmpada Wood e neste teste é descartado o uso da biópsia para definir se o melasma é do tipo misto excluindo a possibilidade deste tipo de remoção no paciente.

Para ter a pele sempre livres das manchas do melasma o uso de cremes clareadores a base de hidroquinona, ácido glicólico, ácido retinoico, ácido azelaico num período de 2 meses interruptos o resultado mais eficiente aparecerá de forma mais rápida e sem apanhar sol durante este processo.

O uso do peeling por profissionais da estética também podem ser bons aliados para combater as manchas de pele sem o uso demorados de cremes de tratamento em procedimento gradual e com um processo mais rápido em peles com a profundidade menor de manchas. O tempo dos aparelhos em seu rosto quem deve dizer isso só o seu médico dermatologista.

O uso de laser para amenizar manchas devem ser feitas por um profissional especializado na aplicação do laser, por que ao contrário disso se forem feitas inadequadamente, o aparecimento maior do melasma pode surgir com maior intensidade.

Os medicamentos a serem tomados devem ser prescritos somente pelos dermatologistas, nunca se automedique por que as regras para o tratamento devem ser feitas gradualmente e sem riscos de retorno de manchas em sua pele.

Dica excelente para maquiagem para que tem melasma 

A camuflagem das manchas por causa do melasma é importante para que a autoestima de cada mulher que tem esta doença seja primordial para cobrir todas as manchas que apareceram em seu rosto.

A escolha muito acertada de produtos que não prejudiquem ainda mais a pele manchada, são primordiais para que o disfarce das manchas não fiquem visíveis e que novas manchas não apareçam em sua pele.

Primeiro a limpeza da pele é fundamental com um sabonete de PH neutro e própria para a pele do rosto. Depois de limpar a pele deve ser tonificada e hidratada com um bloqueador solar para o seu dia evitando que os raios solares prejudiquem a pele com a maquiagem.

O Primer deve ser usado para fechar os poros para receber a sua maquiagem diária e dependendo da intensidade das manchas o Primer deve ser escolhido de acordo com sua pele. Um corretivo onde as manchas ficam mais vermelhas devem ser usados, depois vem a base que deve ser somente liquida e o pó compacto

Para isso na compra dos produtos de maquiagem sempre deve fazer o teste na pele e a cobertura de manchas que ela proporcionar, evitando que a maquiagem seja prejudicial em seu rosto. Na pele a maquiagem não pode conter a substância chamada chumbo porque para este tipos de pele com machas podem ser prejudiciais.

Marcas como Shiseido, Catharine Hill, Marcelo Beauty, Mary Kay, Natura são totalmente livres de chumbo. Atente para o prazo de validade dos produtos usados que a predominância na pele de produtos vencidos podem ocorrem mais inflamações na pele.

Faça a opção de maquiagem de origem mineral porque além de proteger a pele tem ótimo fator de proteção solar. O corretivo de cor laranja é mais eficaz para as peles mais escuras e ajudam a neutralizar o tom da pele negra.

Mas se não tiver nas lojas algum corretivo da cor laranja faça no improviso a base de cor neutra com um pouco de sombra opaca laranja para disfarçar as manchas que o tom de pele escura aceitará normalmente.

Com estas dicas, para os sintomas do melasma, uma maquiagem com a correção das manchas bem definidas, e sobre todo o tratamento sem interrupção que o médico deu para você, estes sintomas de doenças na pele se amenizará e a sua rotina ficará mais leve sem traços da doença em seu rosto.

 

 

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: