Melhores Dicas Para Controlar Os Ciúmes (IMPERDÍVEL)

Melhores Dicas Para Controlar Os Ciúmes (IMPERDÍVEL)
Avalie esse artigo

Sem dúvida, o ciúme excessivo é um dos aspectos mais destrutivos para um casal e, claro, para qualquer outro tipo de relacionamento. Mas estes não são apenas capazes de destruir um relacionamento, mas também pode afetar muito a pessoa que sofre, como todas as pessoas que sofrem de ciúme, o sofrimento como uma espécie de tormento dentro dele, um sentimento tão desagradável ele nem os deixa pensar com calma, porque eles estão sempre pensando nas coisas que o parceiro poderia estar fazendo. Eles não vivem tentando resolver seus problemas, mas sim, dependendo das coisas que o outro faz.

Existem três variantes do ciúme, por um lado, são baseadas na realidade atual, que são aqueles que dizem que o parceiro sai com outras pessoas, seja por meio de provas ou porque foram confessadas.

No outro lado estão aqueles com base em experiências passadas reais, que dizem que foram enganados por seus antigos parceiros e isso é motivo suficiente para desconfiar do atual namorado, mesmo que o primeiro tem um comportamento semelhante.

Ver também: Exatamente Quanto Tempo Deve Durar um Namoro? (IMPERDÍVEL)

E o último caso é o zelo que é baseado em ideologias pessoais, em outras palavras, são os preconceitos que as pessoas têm, eles pensam que fazendo uma coisa ou outra que não está ao seu gosto e significa que o casal está tendo “aventuras. “Para outros lugares.  

Até que ponto o ciúme é aceitável

Muitos dizem que o ciúme é também como um símbolo de amor e de verdade esta afirmação não está longe da realidade, mesmo o ciúme pode ser considerado saudável para o relacionamento, é claro, uma vez que eles são aplicados em pequenas doses. No entanto, quando o ciúme se tornar obsessivo e extrema, ele automaticamente muda para se tornar uma causa de stress e dor, o que tornará o seu relacionamento em um tormento totais e, como resultado, mais cedo ou mais tarde vai quebrar.

Dicas para deixar de ser ciumento

Ninguém gosta de viver sempre atormentado pela inveja, porque dentro de você produz um mar de confusão que não permite que você viva de maneira tranquila. Aqui estão algumas dicas para deixar o ciúme de lado e viver feliz:

Aproveite o tempo para você

Tanto você quanto seu parceiro devem aprender a aproveitar o tempo que cada um tem para si. Aprenda a aproveitar aquele espaço que o toca e que seu parceiro não tem a obrigação de pedir sua permissão quantas vezes quiser. Isso não significa que você deva passar pouco tempo com ele, pelo contrário, estar junto solidificará ainda mais o vínculo que os une.

No entanto, em todos os relacionamentos também é importante que todos tenham seu espaço pessoal, um tempo em que cada um pode passar sozinho ou com outras pessoas. O tempo em que uma passa sem o outro deve ser respeitado, isso significa que você não deve ligar a qualquer momento para saber o que ele faz ou com quem está. Haverá tempo para falar sobre o que ele fez ou com quem ele estava, no momento em que é hora de estarem juntos novamente.

Evite comparar-se com os outros

Você não é um extraterrestre para andar em comparação com os outros, que é outra razão pela qual o ciúme é gerado. Se você vive comparando-se com os outros, você provavelmente deve trabalhar para aumentar sua auto-estima e sua segurança pessoal.

Você não é melhor ou pior do que ninguém, você é simplesmente o que você é, mas se necessário, você pode conversar com profissionais da área, até mesmo ver materiais de auto-ajuda que podem fazer você ver o quanto você é valioso. Você deve saber que comparar-se com os outros, além de ser negativo, é absolutamente desnecessário. Este é um dos passos essenciais para deixar de lado o ciúme de um relacionamento.

Seja grato

Primeiro de tudo você deve aprender a ser grato com o que você tem. Muitas vezes ficamos cegos de ciúme, porque queremos o que o resto tem ou por medo de perder o que já temos. Para que isso não afete você, é importante não olhar para os lados, cada um fez um esforço para ter o que eles têm e você deve lutar por seus objetivos, não importa o que o resto faça ou faça.

Tente viver sempre no presente, você pode até ter um caderno onde você vai escrevendo todas as coisas pelas quais você é grato. O fato de ter mais um dia de vida, de ser saudável e energético, são razões suficientes para começar a agradecer. Olhe para as pequenas coisas e agradeça pelos detalhes que a vida lhe oferece, então você verá que com esse pensamento positivo, o resto das coisas boas virá em adição.

Verifique seus limites

Tudo na vida tem um limite, mesmo em casais. Você pode cuidar do seu parceiro até certo ponto, mas se você chegar ao limite de ter que checar seu telefone todas as noites para ter certeza de que você está sendo fiel e dormir bem, deixe-me dizer que no casal não há confiança menos não o suficiente para que ambos estejam calmos e felizes.

Se você realmente desconfia de seu parceiro, para deixar de ser ciumento você deve rever os limites que eles têm, e ver o que está acontecendo para que haja essa desconfiança. Todos sabemos que a base para um bom relacionamento é principalmente a confiança e, se ela não existe, significa que há algo urgente a ser consertado.

Aprenda a se comunicar melhor

Digamos que a confiança vem de mãos dadas com a comunicação. Se você aprender a se comunicar melhor consigo mesmo, também poderá fazê-lo com os outros. Procura sempre pôr termo às más reações, se há algo que realmente te incomoda, tenta sempre falar com empatia e assertividade sobre o que te fez sentir mal. Sempre tente se comunicar e encontrar soluções para que isso não aconteça novamente.

O ciúme não lhe trará nada de bom, o único prejudicado será você e as pessoas ao seu redor. Dê ao seu parceiro essa cota de confiança e se você não confiar nele, por causa de ambos, deixe-o ir. Se seguir estas etapas não ajudar muito, você também pode considerar visitar um profissional para obter ajuda. Lembre-se sempre que o relacionamento como casal é viver e se divertir.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: