Não deixe os ciúmes acabar com seu relacionamento

Não deixe os ciúmes acabar com seu relacionamento
5 (100%) 1 vote

Possessivo, doente e apaixonado, muitos homens e mulheres têm mostrado como a arte imita a vida, já que o excesso de ciúme acaba destruindo centenas de relacionamentos quando este deixa de ser saudável, passando para patológico. Entre tantas coisas, o ciúme nada mais é que a dificuldade de lidar com a individualidade.

O individuo ciumento não aguenta a separação, precisa estar junto para crer que é amado, porem não basta, porque a mente é separada. Então, momentos de silêncio são interpretados como sinal de falta de amor. Outra discrição seria de que o ciúme é um sentimento que está muito mais relacionado à questão de posse e muitas vezes a insegurança em relação ao tipo de relacionamento vivido.

Ver Também: Relacionamento ruim: onde você pode ter errado?

Como não deixar o ciúme acabar com seu relacionamento

Por que a gente se atormenta? Insegurança e baixa autoestima estão por trás do ciúme. Uma pesquisa com 800 mulheres mostra que 95% se consideram ciumenta.

Todo mundo sente?“Sim, é uma emoção normal”, diz o psicólogo Paulo Gaudencio. Porém, ela precisa ser controlada. “O primeiro passo é investigar se existe razão para o ciúme ou se é paranóia. O motivo precisa ser real, ou o ciúme deixa de ser normal.”

Quando ele não sente ciúme? “Jamais conheci alguém que não sentisse um pingo de ciúme da pessoa amada”, garante Gaudencio. “Há, porém, variações de grau e intensidade, além de diferentes maneiras de administrá-lo. Existe outro fato: em geral, os homens não costumam expressar o ciúme. Só você pode saber se está se relacionando com um homem insensível, maduro (seu ciúme é bem controlado) ou que não sofre nada porque não a ama. Como descobrir a diferença? Liste o que ele faz para ver você feliz. Quanto mais itens, melhor.

Devemos confiar em um homem?Se não confia no seu amado, por que continua com ele? A solução é conversar e esclarecer a situação. Antes disso, verifique se está disposta a saber a verdade e fazer o que for necessário: até romper, se for o caso. “Azucrinar um homem com repetidas ameaças desgasta a relação. Sem saber, muitas mulheres facilitam o surgimento da outra, de tanto reclamar sem tomar uma atitude efetiva”, alerta o especialista.

Cabeça vazia, não!Em vez de ficar imaginando que está sendo traição" rel="nofollow" target="_self" >traída, ocupe a sua mente com pensamentos produtivos. Ideias ruins atraem fatos ruins. Já uma cabeça saudável e feliz passa uma energia que é como ímã para o homem.

Namorando um ex-galinha. Vamos imaginar que, no namoro anterior, seu amor pulava a cerca sem peso na consciência. Isso significa que vai trair você? “Antes de ser assombrada pelo passado do rapaz, saiba que ele pode, sim, mudar de atitude, desde que tenha uma motivação”, diz Gaudencio.

Um bom papo. “O ciúme pode sinalizar que algo não vai bem. Ótima deixa para conversar. Em vez de começar a investigar o ar que seu homem respira, reflita sobre o seu comportamento e o dele na relação, analisando o que realmente está abalando o namoro. Daí, fale com o seu amor, sem atacá-lo”.

A oportunidade faz o ladrão?Seu marido trabalha rodeado de mulheres e, a cada happy hour que ele marca, você ganha uma ruga.  Para com isso! Você confia no seu homem, acha que o contrato de fidelidade entre vocês é sólido? Então, aproveite a noite para sair com as amigas em vez de cansar sua beleza.

Blinde seu namoro contra traição. Sabe o que faz homens comprometidos traírem com tanta facilidade? A certeza da impunidade, a falta de limite. Que tal falar com todas as letras que se ele vacilar não terá seu perdão? Você ganha pontos se conseguir dizer isso sem aquele tom agressivo, apenas com firmeza e seriedade.

Bisbilhotar resolve?Não. Pelo contrário, só alimenta o monstro. Verdade que esse é um hábito bastante comum entre as mulheres: vasculhar, sem o namorado saber. O antídoto: no lugar de ceder à vontade de xeretar, encare a tentação como um alerta de que o romance está precisando de atenção.

Como domar os ciúmes

Inspire, expire. “Até ter certeza do que está acontecendo, respiro fundo e penso nas minhas qualidades. Fazer cena não leva a nada!”

Não se precipite.“Uma vez, entrei na padaria e vi meu namorado conversando com uma balconista que vive jogando charme para ele. Olhei bem nos olhos de ambos, cumprimentei e fui embora. Ele veio atrás falando que eu não precisava ter ciúme porque no coração e nos pensamentos dele só havia espaço para mim”

Ocupe seu lugar de honra.“Quando bate o ciúme, penso: ele poderia ter se envolvido com qualquer uma, mas escolheu a mim! Aí o sentimento vai embora.”

XÔ, obsessão.“Esclareço minhas dúvidas e ando para a frente. Não dá para ficar com a pulga atrás da orelha o tempo todo, senão não vivo.”

Fale claramente.“Quando alguma mulher vem cheia de graça pra cima do meu namorado, digo que é melhor ele deixar claro que não está sozinho. Senão, vai ficar sem mim!”

Invista em si mesma.“Acredito em mim. Então, me cuido: malho, curto minha casa, minhas conquistas, procuro estar sempre atualizada, assim me valorizo.”

Seja mais esperta do que ele.“Se o meu noivo olha para outra, finjo que não captei e mudo de assunto. Se percebo uma fulana olhando para ele, capricho nos carinhos – assim, ela se toca e toma seu rumo.”

Não fantasie.“Racionalizo. Sofrer pelo que não vejo e, pior, pelo que acho que pode estar acontecendo é uma perda de energia!”

Tenha fé no amor de vocês.“Confiar e conversar abertamente mantém o bandido sob controle.”

Relaxe um pouco.“Se ele quiser trair, fará isso a qualquer momento, numa escapada na hora do almoço ou num falso futebol. Então, pra que se torturar?”

Sem paranóia.“Os ciumentos encontram sempre mais do que aquilo que procuram.”

“O ciúme toma tempo, você tem que andar espionando a outra pessoa, revistando os bolsos dela; não tenho tempo, sou muito ocupada.”

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: